quarta-feira, janeiro 18, 2012

Marrocos: Desespero de desempregados termina com 3 homens queimados por inteiro.

Nesta quarta mais uma vez um grupo de desempregados foi ao Ministério da Educação Nacional exigir re-inserção no mercado de trabalho, mas o desemprego no país está cada vez mais assustador. Por esta razão só hoje, 3 homens puseram fogo em seus próprios corpos durante os protestos na Federação Marroquina do Trabalho.



Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 18 de Janeiro de 2012 - 19h49min.
Atualização 20h18min.

Jovem manifestante após auto-imolação ainda caminhava,
aparentemente em estado de choque. "Snapshot"
O protesto aconteceu na cidade de Rabat com início marcado para as 13:00 de hoje na frente da Federação Marroquina do Trabalho. A polícia chegou em grande número e agiu com violência espancando os manifestantes para dispersá-los. Em dado momento um alto executivo cobriu seu corpo com gasolina e acendeu o fogo que queimava seu corpo enquanto caminhava. Os manifestantes desesperados corriam para socorrê-lo. Observe na imagem a seguir. Ele estava completamente coberto pelo fogo e caminhava ao lado de uma van que pertencia à segurança. Estas imagens foram enviados pelo Movimento 18 de Fevereiro, oposição popular ao atual regime no país.

A Auto-imolação tem sido uma prática comum contra o silêncio
das autoridades árabes. "Snapshot"
O elevado grau de desempregados com nível superior tem tornado o movimento cada vez mais forte, uma vez que já se passaram mais de 1 ano e o governo marroquino ainda não foi capaz de criar políticas que gerem empregos o bastante para amenizar a crise.  Nesta tempo quente, os marroquinos querem entender o valor do curso universitário, uma vez que não há emprego, todos se perguntam, "qual a diferença entre ser analfabeto ou intelectual?"
As opiniões se dividem quando se trata de auto-imolação, e um dia como hoje, deixou muitos marroquinos espantados, principalmente pelo fato de se tratarem de pessoas com nível superior.

Amanhã (19) os protestos continuam. Para entender suas demandas LEIA AQUI.

Atualizações de 19-01-2012

Video gravado em 18-01-2012 - enviado por um leitor - imagens chocantes:



20h28min -  O Movimento 08 de Fevereiro informou que 3 manifestantes que se auto-imolaram na tarde de ontem, dois estão em paradeiro desconhecido. O terceiro não resistiu e faleceu. De acordo com o Movimento de trabalhadores desempregados, durante todo o dia de hoje, milhares de trabalhadores deixaram suas casas e se dirigiram para a Praça do Correios para protestar contra o abuso das autoridades e a raiva de ver seus amigos tendo que se imolar para conseguir um mínimo de atenção das autoridades. 


Os manifestantes atribuem a responsabilidade destas tentativas de suicídio ao Estado, que ao invés de enviar tropas para silenciá-los deveria criar oportunidades de emprego, como todos os outros países normalmente fazem. Os manifestantes se concentraram no prédio do Ministério da Educação Nacional e exigiram integração direta no corpo do serviço público. É que muitos foram aprovados mas nunca foram chamados. Os manifestantes reclamam ainda que 180 classificados foram retirados da lista de aprovados. Do prédio do Ministério da Educação, os manifestantes seguiram para o edifício do Parlamento que por sua vez estava cercado por um número inacreditável de seguranças, descrito como um contingente "sem precedentes", pelo movimento 08 de Fevereiro.


De acordo com a fonte, o dia foi movimentado e aparentemente não houve incidentes violentos. As autoridades marroquinas precisam achar uma solução para a crise, mesmo que precise pedir ajuda internacional, isto precisa ser resolvido logo, antes que se transforme em algo inesperado.


Saulo Valley Blog, colaboradores, parceiros e membros do Grupo de Jornalismo na Revolução Árabe lamentam o incidente envolvendo os 3 trabalhadores desempregados, o falecimento de um deles e a necessidade da situação ter chegado à tragédia para garantir um pouco do direito à liberdade de expressão.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: