quarta-feira, janeiro 18, 2012

HRW: Angola explicará o destino dos mais de "30 Bi sumidos" ao FMI.

Por volta do dia 20 de Dezembro de 2011 a Organização dos Direitos Humanos das Nações Unidas alertou para o desaparecimento de cerca de 32 Bilhões de dólares dos cofres públicos de Angola num período que compreende de 2007 a 2010. Isto representa 1/4 do PIB do país.


Foto "darksida" cortesia sob Creative Commons
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 18 de Janeiro de 2011 - 15h31min.

Cortesia "Yan Boechat" CC
 De acordo com o relatório do FMI, que revelou esta "inexplicável discrepância" nas contas públicas angolanas, estes recursos deveriam ser investidos na infra-estrutura do país, mais especificamente em políticas que diminuam as diferenças sociais e maior distribuição de renda, mas a HRW destaca que nada parece estar sendo feito pelo governo à respeito, inclusive para impedir desvios tão vultuosos dos cofres públicos, como este.

Mas nesta terça (17),  a HRW disse que o Governo de Angola deverá anunciar publicamente quais tem sido seus esforços para combater os desvios de verbas públicas bem como reaver o recurso.

O Observatório dos Direitos Humanos que enviou uma carta aberta ao Ministro das Finanças da Angola e disse ainda que estes recursos estão ligados à empresa estatal  petrolífera Sonangol.

Foto: "Toni P " Cortesia sob Creative Commons"
A HRW insiste que o Governo da Angola apresente sua explicação para o mundo declarando:
"O povo de Angola tem o direito de saber", lembrando que os Direitos Humanos e autoridades internacionais já haviam pedido explicações a respeito ao Governo angolano, me seu presidente, José Eduardo disse que não falaria sobre o assunto. Desta vez parece que mudou de idéia. Estamos aguardando ansiosamente pelos esclarecimentos.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: