terça-feira, janeiro 10, 2012

EUA: Susan Rice alerta: 400 civis mortos na Síria desde que Observadores chegaram.

O fracasso do plano dos Observadores da Liga Árabe tem vindo à tona numa devastadora velocidade, que mal dá tempo de divulgar. A representante permanente dos Estados Unidos nas Nações Unidas alertou para o relatório de 400 civis mortos na Síria desde a chegada dos Observadores em 26 de Dezembro de 2011. A menos de 15 dias.


Susan Rice - Cortesia: New America Foundation (Creative Commom)
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 10 de Janeiro de 2012 - 19h13min.

Estes dados estatísticos apresentados nesta terça pelo Subsecretário-Geral Pascoe das Nações Unidas, reveleam uma média de 40 civis assassinados por dia, "uma taxa muito maior do que foi o caso antes da sua implantação" - Concluiu Rice.

"Essa é uma clara indicação de que o governo da Síria, ao invés de usar a oportunidade do seu compromisso com a Liga Árabe para acabar com a violência e cumprir todos os seus compromissos no âmbito do protocolo, deu vez a intensificação da violência, apesar da presença de monitores e transporte fora outros atos de brutalidade contra sua população, mesmo muitas vezes na presença dos monitores."
 A Embaixadora mostrou repúdio ao ter a notícia de que hoje 2 kuwaitianos foram severamente espancados e segundo especialistas e autoridades notaram, os monitores atacados são escolhidos de acordo com sua nacionalidade. Justamente os países que se opuseram publicamente ao regime de Al-Assad.

Susan Rice intimou o regime de Al-Assad a "manter suas obrigações de assegurar a proteção, a segurança, a liberdade de circulação dos monitores." A autoridade afirmou a decisão americana de apoiar a Liga Árabe em seu plano como um todo e em seguida respondeu a 3 perguntas de jornalistas e agradeceu, se despedindo.

Maiores detalhes "usun.state.gov/statements"

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: