Pular para o conteúdo principal

Translate this Page

Direitos humanos: Uma violenta batalha contra todos.

Quando iniciei meus primeiros ensaios na área de jornalismo com foco em direitos humanos, vislumbrei um horizonte de realizações, onde poderia fazer a coisa que mais tinha prazer: Ajudar pessoas de todo o mundo, mas na prática o prazer se tornou um grande desafio. O desafio de lutar contra tudo e todos.

Sem gás, sem casa, sem emprego e recursos básicos, famílias sírias vivem
quase ao estilo primitivo.
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 31 de Janeiro de 2012 - 10h56min.

Defender direitos humanos internacionais não é a mesma coisa que deixar um lembrete na escrivaninha de uma autoridade, quanto a seus acordos assinados e compromissos assumidos ao ocupar seu atual cargo. É algo muito maior, com reflexos que vão de rejeição até risco de morte.

Uma luta de que deveria ser do interesse de todos, mas se mostra do interesse da minoria. Enquanto ativistas e jornalistas, árduos defensores da humanidade são torturados, queimados vivos, perseguidos e atacados em todas as esferas de sua vida, 90% das pessoas estão preocupas de sair às compras nos shoppings, viver em festas regadas de bebidas, um bom programa de entretenimento e muita curtição.

Enquanto isto, vejo minha página tenho sua audiência literalmente roubada, mesmo depois de estar contando apenas com a visita de nossos contatos diários. Mesmo não tendo os "benefícios" de aparecer no Google Search, temos contatos diários com milhares de pessoas no planeta e elas atendem ao nosso convite para ler nossas matérias. Mesmo assim, ao fim do dia as estatísticas são reduzidas a quase zero.

Se o Google é uma empresa americana, contra quem estamos lutando? Na defesa dos interesses do povo árabe, africano, chinês e sulamericano, vemos que estamos travando uma luta contra nós mesmos. Não há interesse nas autoridades de atender a um único chamado por socorro, a não ser que isto retorne em forma de muitos bilhões de dólares.

Na prática o genocídio é um negócio lucrativo para os governos, mas ninguém fala abertamente, porque... Nós seres humanos, somos todos hipócritas. Somos mercadores da morte e da vantagem facilitada por esquemas obscuros. Nestes poucos anos de experiência com os direitos humanos, concluímos que o mundo tem sobrevivido de esquemas fraudulentos e negócios em segundo plano, usando as transações aparentemente honestas, mas "pouco lucrativas" como fachada. Esta tendência é latente em todos os ramos da sociedade em todo o mundo, comprovando que nós somos o ser vivo mais perigoso que existe no globo terrestre. Traiçoeiros e matreiros, utilizamos a arte do engano em mais de 100% de um dia de relacionamentos, conversas e negociações, sem que qualquer consciência nos acuse de nossos "delitos".
Absorvidos pela ganância temos os olhos vendados, ou quem sabe treinados para enxergar apenas o que nos interessa amplamente.

Menina chora a prisão de seu tio e avô depois de uma invasão militar
síria.
A humanidade, aqui deixa claro que não há qualquer vantagem na verdade, justiça e nem na legalidade. Deixa claro que estar por cima é um privilégio para poucos, os mesmos poucos que esmagarão os que estiverem por baixo. Como alguém disse certa vez: "Democracia é o direito de escolher nossos próprios ditadores".

Nós repudiamos o abuso dos mecanismos que desviam nossa audiência para outros clientes melhores posicionados, por que são bons pagantes. Condenamos a estratégia alimentada pelo Google de denunciar páginas que defendem direitos humanos, criando ferramentas que facilitam denúncias vazias, sem comprovação e justiça são penalizadas sem aviso prévio, orientação ou mesmo sem culpa.

Recursos estes que claramente são usados para alimentar a corrupção, os negócios sujos e a manutenção da ditadura contemporânea, com chamadas democráticas, mas que objetivam conduzir gigantescas camadas da sociedade em currais, sob completo controle de atividades on-line, identidade, comportamento, gosto pessoal, círculo de convivência e cada palavra escrita, foto, vídeo e reação usando qualquer que seja a ferramenta de web.

Percebendo que estas novas tendência estão se aproximando de uma nova e mais violenta invasão de privacidade, onde o cidadão é obrigado a oferecer sua privacidade em troca de se manter atualizado e conectado com o mundo via internet. Por esta razão, as atuais tecnologias de informação estão preparando o mundo para ser submetido "voluntariamente" ao completo controle, sem que haja qualquer forma de escapar à manipulação de seus dados pessoas, sua vida, familiares e colegas de trabalho, estudos e vizinhos.

Então, os novos ditadores, estarão se perpetuando no poder, fazendo com que as pessoas sejam controladas para a evolução de seus próprios interesses, e não dos interesses globais. Genocídio, massacre, extermínio, ou o que queiram chamar, não passa de uma classificação para um número de mortos massivamente, pra que uma certa mensagem seja enviada a um cliente ou possível parceiro de negócios secretos. Dão a impressão de que não há razão real para o mundo se alarmar, a não ser esperar que não seja a próxima coletividade a ser marcada para morrer em nome da prosperidade de uma alta elite.

Então aproveitando-se das demandas populares (que é o que menos interessa) o poder público quer se valer das oportunidades para criar novos meios, novos produtos e novos clientes para os esquemas de corrupção e fraudes, que na verdade não são crimes, são a verdadeira moeda corrente que move o planeta azul por fora, negro por dentro.

Postagens mais visitadas deste blog

A nova vida do Advogado Ércio Quaresma ex-defensor do Bruno Goleiro.

Ele subiu ao topo. Tornou-se um dos defensores mais admirados no cenário jurídico. Por um contrato milionário, foi defensor do Bruno, Goleiro do Flamengo, no caso do assassinato de sua namorada Elisa Samúdio, até que foi pego se drogando em uma cracolândia na região metropolitana de Belo Horizonte.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 25 de Novembro de 2011 - 07h26min.
O Dr. Ércio Quaresma foi professor de Direito na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Durante mais de 20 anos de carreira, cometeu deslizes não muito comuns, em se tratando de pessoas do seu nível e de sua formação; Por outro lado foi realizou defesas espantosas, dignas de meste. Se especializou na defesa de acusados de crimes hediondos por assassinato em 1º Grau obtendo bons resultados quase sempre. Isto porque em alguns casos o criminoso era indefensável, digno de toda culpabilidade e nada mais lhe restaria a não ser a pena máxima.

Mesmo assim sua experiência na defesa de criminosos praticamente condenados foi ex…

Tecnologia: Conheça "Psiphon" cryptograma que fura bloqueios de acessos à internet contra ditaduras.

O Psiphon é o programa de código aberto desenvolvido para ser distribuído livremente para permitir que países, cujos governos censuram o uso da internet e monitoram ligações feitas com o Skype não consigam detectar a conexão.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 23 de Novembro de 2011 - 07h54min.

Tudo começou quando o Jornalista Ivan Watson da CNN recebeu uma ligação de um jovem ativista sírio de pseudo Musaab al Hussaini via Skype. Além de denunciar a situação no seu país em tempo real, ele descreveu o grau de libertação que o anti-tracker Psiphon lhe proporcionou:



A empresa
A Psiphon Inc. é uma empresa de software que decidiu investir num sistema que pudesse ser adaptado a diferentes situações no mundo. Ele pode ser adaptado de acordo com cada tecnologia de bloqueio e de vigilância utilizado pelos governos, regimes, ditaduras e reinos  no mundo, bastando que desenvolvedores estejam inclinados a utilizar seu código fonte como base da programação.
"Nós da Psiphon acreditamos que a Inter…

Nigéria: Menina de 13 anos escrava sexual de 550 homens.

Um alerta para os pais: A menina "A" tinha 13 anos quando sua tia pediu aos seus pais autorização para levá-la de Akuda, no estado de Akwa Ibom para outra cidade, sob a promessa de que receberia melhor tratamento e teria melhores condições de estudo..
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 18 de Janeiro de 2012 - 10h17min.
Segundo a fonte nigeriana "PM News", a menina contou para a polícia que após seus pais terem autorizado a sua ida para o estado nigeriano de Lagos com sua tia, esta mesma a levou para um hotel. Lá  acriança contou que ganhou uma mini-saia, vestidos do tipo "tubo" e um quarto. De acordo com o testemunho da menina ainda, sua tia conhecida apenas como "vitória", teria ensinado como se comportar com os homens.
Até então a menina contou que não entendia o que estava acontecendo "até que começaram a chegar os homens". A fonte citando a menina disse que  ela percebeu que cada uma das outras meninas levavam seus "fregueses&qu…

Aliaa Magda ElMahdy nua é desejada, perseguida, processada, linchada e morta. Um símbolo?

Ela nem se considerava bonita, muito menos sexy. Decidiu se expor como forma de denunciar de modo marcante, o abuso sexual que as mulheres egípcias sofrem, espancamentos e indiscriminação, mas no campo da religião, Aliaa Magda é tida como um monstro.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 03 de Dezembro de 2011 - 06h50min.
 De adolescente a mulher. De ativista a símbolo sexual. Sua decisão de mostrar sua foto numa numa página de blog chocou o Egito, a comunidade islâmica e o mundo árabe. Adquiriu admiração de muitas mulheres que nunca tiveram coragem para fazer o mesmo, embora tivessem desejo. Seu blog atualmente registra mais de 4.400.000 visitantes embora a impacto inicial tenha passado, sua nudez lhe rendeu muita popularidade e muitos problemas. Aliaa saiu do "Blogger" para as ruas:


Nas ruas foi odiada. Foi linchada, ficando bastante machucada. Mais tarde os linchadores descobriram que haviam espancado a moça errada. Não era Aliaa. O ódio da comunidade islâmica lhe rendeu ameaç…

Brasil: país estarrecido com corrupção presidencial faz silêncio doloroso

Nos últimos 15 anos o povo brasileiro já viu de tudo que não queria ou não esperava ver acontecendo na administração pública. Hoje um silêncio profundo e ensurdecedor ecoa pelos ares, acompanhado de lágrimas secas desesperadas, engolidas pelo choque dos graves acontecimentos da crise moral-política que a nação vive hoje - Continue Lendo e compartilhe


Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro,  de Agosto de 2017

O barulho é ensurdecedor. As TVs ligadas em volumes mais elevados que o normal. Todos sintonizam seus aparelhos nos mesmos conteúdos. A reportagem vai derramando, como numa avalanche uma aterrorizante sequência de ondas de notícias trágicas e desesperadoras.

Os debates nas ruas terminaram. As opiniões já não importa. Antigos partidaristas agora não sabem mais o que defender, se direita ou esquerda. Todos estavam errados.. Dolorosa realidade vai formando uma nova onda de reações silenciosas e quase imperceptíveis. São pequenos espasmos pós-trauma. O país virou a…

Blue Whale 1 - O game da morte em nome da Baleia Azul

Blue Whale: O jogo da morte induz adolescentes ao suicídio via Redes Sociais e Skype já fez mais de 130 mortes entre Rússia e Europa, mas já tem adeptos no Brasil - Continue Lendo:


Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 09/04/2017

Poderia ser uma lenda urbana.. Mas o game "Blue Whale" (Baleia Azul) se tornou viral na Europa e na Rússia (desde 2014) deixando pais e as autoridades locais em completo alerta. O game que usa basicamente as redes sociais também promove encontros e eventos fora da web, reunindo suicidas depressivos adolescentes em espantosa e crescente comunidade.

Nos últimos 3 dias as agências internacionais começaram a alertar ao mundo sobre este jogo de auto-flagelação que culmina no suicídio. Os administradores do grupo exercem grandes pressões para garantir que o grupo seja unido, confiável e fiel aos propósitos malignos a que se propõe sem questionamentos.

Uma adolescente disse ao Saulo Valley Notícias que tem a informação de que quando o …