quarta-feira, janeiro 25, 2012

Breaking News: UNESCO se reunirá para expulsar a Síria - HRW.

De acordo com a HRW que cita Hillel Neuer, Diretor Executivo da organização de direitos humanos como dizendo que "o Assassinato de civis a sangue-frio tem levado Bashar Al- Assad a julgamentos sobre Direitos Humanos em escala Global".


Centenas de crianças vão ao funeral de outras crianças vítimas do exército
sírio. Muitas são torturadas até a morte "Snapshot"
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 25 de Janeiro de 2012 - 07h47min.
Atualizações 26-01-2012 06h44min.

Cópia da carta para Unesco
Fonte "HRW"
Nesta manhã de quarta-feira, a HRW disse que uma iniciativa liderada pelos EUA pedindo a exclusão da Síria da UNESCO (depois de confirmada a morte de mais de 300 crianças desde 15 de Março de 2011, e até agora continua matando indiscriminadamente), acabou atraindo a adesão de 14 estados membros da organização. Entre eles: "Grã-Bretanha, França, Alemanha, Itália, Espanha, Qatar, Kuwait, Eslováquia, Áustria, Canadá, Chile, Dinamarca, Albânia, além de outros países. A proposta histórica que pede a discussão da expulsão da Síria da organização, também conta com o apoio do Japão e da Coréia do Sul."

A diretoria da  UNESCO é composta por 58 membros, que ainda mantém uma comissão destinada a julgar crimes contra os direitos humanos independente da Organização dos Direitos Humanos das Nações Unidas (ONU).

Endossada por dezenas de Estados-membros da UNESCO, uma carta endereçada à diretoria da organização intitulada:
"Resposta da Unesco para a Situação na Síria" solicita a inclusão da Síria na agenda da próxima reunião em fevereiro de 2012. De acordo com a HRW a campanha para a exclusão da Síria do roll de membros da Unesco conta com o apoio de 55 parlamentares, grupos religiosos e ativistas.

Uma cópia do memorando foi divulgado pela HRW em formato PDF.


Centenas de crianças vão ao funeral de outras crianças vítimas do exército
sírio. Muitas são torturadas até a morte "Snapshot"

Só ontem, (24) 36 pessoas foram mortas na Síria entre elas 3 crianças. Todas vítimas de atiradores à serviço do regime de Bashar Al-Assad. O relatório foi divulgado pela respeitada Comissão de Coordenação da Revolução Síria:

"Local Coordination Committees in Syria:
"Número de mártires chegou a 36 na Síria de hoje (24-01-2012), incluindo três crianças e dois recrutas que desertaram, além de 2 homens que morreram mártires sob turture. 12 em Homs, 11 em Idlib, 6 mártires em Daraa, 3 em Damasco Suburbs e um mártir em cada um dos BoKamal, Raqqa, Damasco e Hasakeh".
Amal Sy Uma ativista síria que lembrou nesta quarta::

"O povo Síria está revoltado depois de 50 anos de repressão e ditadura. Milhares de mártires entre eles 450 mulheres e 300 crianças sírias tem sido torturadas e mortos. Outros 20 mil estão presas ou desapareceram."

Atualizações 26-01-2012 06h44min.

Apenas 1 dia depois de iniciada a campanha da UN Watch para convencer os estados-membros da Unesco a questionar e expulsar a Síria da organização, outros 11 países aderiram a iniciativa. A Síria foi inexplicavelmente aceita na organização de direitos humanos das Nações Unidas em Novembro de 2011, mesmo após de 8 meses de prisões aleatórias, estupros, torturas, execuções e massivos massacres de civis crianças, mulheres e adultos...

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: