quinta-feira, janeiro 19, 2012

Brasil: As pessoas querem o fim do BBB - Petição Pública

As pessoas já não aguentavam mais todos os anos "novas" edições do BBB. Enredo repetitivo e apelação cada vez mais escandalosa tendo a queda acentuada da audiência e da paciência do público como recompensa.


Mesmo debaixo do edredom, relação sexual é clara.
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 19 de Janeiro de 2012 - 16h15min.
Atualização: 20h24min.

Sobraram as críticas. Não faltaram as piadas. Mas BBB12 foi ao ar e as caras novas não conseguiram passar a qualquer ideia de novidade, por isto mesmo nada poderia ser feito para restaurar o grande sucesso das 4 primeiras edições do reality show da Rede Globo.

Inicialmente o escândalo do abuso sexual envolvendo os participantes Daniel e Monique, cujas imagens foram transmitidas em rede nacional no último dia 17, pareciam apenas uma tentativa desesperada de golpe publicitário, mas 2 dias depois o remédio amargo não ficou doce, acabou despertando ódio, revolta e intolerância por parte do público e da mídia internacional.

O fato é que Monique estava embriagada quando se deitou na mesma cama que Daniel. Debaixo do edredon, a relação ou o abuso ficou bastante visível, ao ponto de grupos de direitos humanos pedirem a retirada do programa do ar. Alguns mais revoltados estão pedindo a retirada da emissora do ar!

Aparentemente assustada, a moça negou houvera sofrido algum tipo de violação, quando inquérito foi aberto pela polícia que agora investiga o caso independente da concessão do suposto casal.

Mas a crise global não parou por aí. Uma grande manifestação pública de repúdio contra o acontecimento levou um número de mais de 13 Mil pessoas a assinarem uma Petição Pública para a retirada do BBB do ar por definitivo, além da investigação para a apuração dos responsáveis e a punição dos tais. Grupos de Direitos Humanos, ativistas e grupos feministas exigem das autoridades que a Rede Globo de Televisão seja processada por ferir direitos humanos e direitos das mulheres.

Uma outra petição pública endereçada ao Ministério Público já conta com mais de 2.000 peticionários.

Ética na TV

Em 2002 aconteceu a 7ª Conferência Nacional dos Direitos Humanos, cujo foco principal era criar um instrumento que promovesse o respeito aos princípios éticos e os direitos humanos na televisão brasileira.
Esta é foi a definição que levou à criação do programa Ética na TV, resultado de uma parceria entre a Organização dos Direitos Humanos e Minoritários e a Câmara dos Deputados.


 Participaram da Conferência cerca de 1.500 pessoas, a grande maioria lideranças e militantes em direitos humanos. Muitos lutaram contra a censura no regime militar, e agora estão engajados na campanha para resgatar o significado contemporâneo da liberdade de expressão e de formação de uma opinião pública crítica baseada nos valores humanistas.

Apesar do tempo de criação, a campanha ainda não parece ter decolado. Faltava coragem e uma forte razão para pressionar emissoras de TV como a Rede Globo e a Record por abuso de conteúdo imoral, exploração da violência e do sexo, bem como apelação para táticas de roubo de propriedade, empresas, falsificações de documentos e outras tramóias responsáveis pelo principal conteúdo das novelas e programas de auditório, que chamam de "programação familiar".

Sobre esta questão a Rede Globo, no site "eticanatv" tem liderado em número de denúncias. 320 só em 2012, e olha que estamos no primeiro mês do ano! Programas como Pânico, Big Brother, A Fazenda e outras porcarias além das novelas têm se tornado verdadeiras escolas para a formação de um péssimo caráter das futuras gerações. Contribuições que estão cada vez mais sendo rejeitadas pela sociedade civil. Estes conteúdos não estão condizendo com as realidades vividas pelo povo brasileiro e não estão correspondendo
à necessidade de mais informação, educação, entretenimento e ética moral. Enquanto programas educativos são transmitidos no meio da madrugada, programas do tipo BBB são exibidos em horários e canais de acesso dos jovens e adolescentes que sempre dormem mais tarde em função das férias escolares.

Que a Rede Globo é uma poderosa empresa, disso todo mundo já sabe, agora o que vai acontecer? Se for levado em conta a quantidade de denúncias que a emissora faz no seu dia-a-dia, exigindo a punição dos culpados, então justiça seja feita e exercida em proteção dos interesses da sociedade, que a emissora seja punida de verdade, caso inquérito comprove culpabilidade.

De uma coisa posso afirmar: Isto aqui é sexo!

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: