quarta-feira, agosto 31, 2011

Regime de Assad está se fragmentando e se lavando no sangue do povo sírio.

Um derramamento de sangue inocente que só seria desnecessário se não fosse prazeroso para quem ainda detém o poder em suas mãos. Al-Assad tem consciência de que nenhum de seus crimes ora encobertos permanecerão ocultos. Agora as areias do tempo estão terminando de completar o siclo.

Cortesia: "Kat"
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro - 31 de Agosto de 2011 - 17h48min.

Fontes que não podem ser revelados por motivos de segurança mas que estão dentro das empresas de segurança síria disseram que a começar de baixo, as empresas que fornecem os "Shabihhas"  (seguranças uniformizados sem porte de arma letal) já estariam atrasando os pagamentos porque Al-Assad não tem repassado os valores negociados nos prazos combinados. De acordo com a fonte eles estariam discutindo a possibilidade de uma paralisação. Isto mesmo: "Greve".

A mesma fonte que citou um coordenador de distribuição de Shabihas em Latakya disse que muitos deles já abandonaram o serviço na região após ficarem sem receber em vários vencimentos.

A fonte revelou que cada funcionário, desde o início da repressão às passeatas, recebe diárias de SYR 2.000,00 Libras sírias cerca de (42 dólares atualmente) mas nos dias mais intensos como a sexta-feira, alguns são incentivados com melhores ganhos podendo chegar a SYR 10.000,00 Libras sírias (US$ 210) para intensificar os esforços contra os manifestantes.

Isto confirma a estratégia relatada no documento do governo que foi divulgado aqui. 

As fontes agora dizem que as empresas que patrocinavam os Shabihas deixaram de enviar recursos desde a semana passada. O que está provocando protestos entre os funcionários. Segundo a fonte, os valores distribuídos nas sexta-feiras estão diminuindo drásticamente chegando aos mesmos 2.000,00 dos dias comuns.

Divisões têm marcado as fileiras do exército e da marinha e governo.

Hoje foi anunciada a demissão do Secretário Geral do Governo.




Há indícios ainda não confirmados de profundos rachas no meio político que controla as forças armadas. Um dos ministros da Defesa foi citado e um diretor de segurança política, além de alguns  gerentes das sucursais como tendo abandonado seus cargos.


Mas desde a transferência do comando do exército para a região montanhosa de Latakya é que há violentos embates dentro do exército. A mesma fonte disse que há conflitos entre a unidade anti-terrorismo e os líderes do exército numa possível disputa pelo controle do leste. Lembrando que esta informação precisa ser confirmada e mais detalhada com nomes e novas descrições. 


Hoje mais um triste vídeo surgiu demonstrando que todos os militares dissidentes são executados pelas costas, como também está escrito na "Cartilha da Opressão e da Tirania"escrita por Al-Assad e publicada aqui ontem:

"Não há nenhum problema em matar algumas unidades e oficiais da exército, já que esta é útil para aumentar a animosidade do exército para os manifestantes."  A seguir cenas de sangue e mortandade:

Por falar em mortandade, na região de Hula há 3 dias não para de aparecer corpos brutalmente feridos com variedade tiros de diversos calibres pesados. A última vítima parece ter morrido lentamente enquanto era alvejada por armas de grosso calibre em partes não letais do corpo.

Pela primeira vez foi relatado que um número de soldados que haviam bloqueado uma importante avenida com uma parede humana para impedir a progressão da manifestação, iniciou uma disputa para ver quem gritava mais alto as suas canções. Se eles ou os manifestantes de Angel que se arriscaram ao desafiar o grupo fortemente armado:

SOS BOMBEIROS - TODOS PARA A ALERJ É HOJE, 31 DE AGOSTO

IRAN: Explode onda de protestos contra o regime de governo - "Paz para a Palestina e Democracia para o Iran"

A demonstração pacífica foi de encontro ao regime do Iran. Há 4 dias os manifestantes exibem cartazes e pedem "Paz para a Palestina e Democracia para o Iran". Eles também gritam: "abaixo Khamenei, para baixo com o ditador". No dia 27 manifestantes disseram que havia cerca de 50 Mil pessoas nas ruas às margens do Lago Urmia porque acusam o regime de falhar na proteção do terceiro maior lago de água salgada do planeta.

Assista este vídeo e observe que a primeira atitude de violência parte da Guarda de Choque.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 31 de Agosto de 2011 - 09h14min.

O Rally começou em Londres, na porta da Embaixada do Iran e foi parar nas ruas de Theeram nas margens do lago Uromiyeh (Urmia). Uma mistura de ativismo ambiental com político.




Mas as prisões massivas foram deflagadas pela tropa de choque e algumas dezenas de pessoas foram presas. A batalha contra o sistema teve início quando o policial atirou a primeira pedra e partiu pra cima dos jovens. Impulsionados provavelmente pelos resultados obtidos nos demais países árabes que enfrentaram revoltas populares e amargando o violento massacre de 2009, eles partiram para o confronto com os motoqueiros da guarda.


Desde abril tenho acompanhado pequenos grupo de no máximo 10 manifestantes que param silenciosamente em algumas esquinas mostrando cartazes de protestos. Mas logo que percebem o surgimento da polícia eles encerram as demonstrações.

O Iran é temido pelo povo iraniano pela forma brutal como esmaga as tentativas de revolta popular.

Síria prende jornalista um dia depois que entra em vigor a Lei que proíbe prisão de jornalistas

O dia 28 de Agosto de 2011 deveria ser um dia memorável no país. Um dia em que finalmente haveria democracia suficiente para que os sindicatos, empresas e profissionais de jornalismo pudessem exercer com mais dignidade sua profissão. Mas no primeiro dia após a lei ter entrado em vigor, o governo da Síria prende o jornalista econômico Abdul Salam Amer.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 31 de Agosto de 2011 - 06h44min.

Enquanto o mundo pressiona a Síria pelo fim do derramamento de sangue inocente, a resposta de Al-Assad é que está determinado a "implementar reformas profundas". Estas reformas simplesmente não existem. Parece que há uma constituição paralela a que é apresentada para o mundo.

A exemplo da Lei de emergência que durou 48 anos e no dia seguinte após ter sido suspensa mais de 400 pessoas foram presas em Daraa e Damasco. Naquela semana foi encontrada duas valas comuns em Daraa no período que esteve ocupada pelo exército sírio. Hoje, mais de 4 meses depois as prisões em massa e aleatórias são diárias e noturnas, para ser bem específico!

Mais de 15.000 pessoas inclusive crianças, mulheres e idosos, advogados, políticos, médicos, ativistas, estudantes universitários e trabalhadores em geral continuam presos. Ainda há os 22.000 militares dissidentes presos. Muitos já foram executados após pesada tortura.

O site DP News em suas várias paginas que tratam da nova lei em "vigor?"  desde o Domingo dia 28 citou a visão do jornalista sírio Haswani Khalid sobre a nova lei:

"Mais instituições de mídia devem ser autorizadas na função de quebrar qualquer monopólio de mídia  ... Falar em inglês nos meios de comunicação deve ser licenciado com o objectivo de transmitir a voz e imagem da Síria para o Ocidente de uma forma cultural"
Jornalista Abdul Salam Amer
preso em 29-08-11.
no Dia do Eid Al-fitr
O site de notícias estatal SANA comentou:
"Por sua vez, o jornalista Abdul Salam Amer salientou a necessidade de que a nova lei deve reviver o papel da União Jornalista na defesa dos direitos dos jornalistas, a definição de critérios adequados para o trabalho de mídia e criação de tribunais independentes que são especializados em questões de jornalismo."
Isto é mais que prova de que as propostas de reforma do governo sírio não são sérias. Sérias mesmo são as incursões nos bairros, os bloqueios dos acessos às cidades, a mortandade de civis de todas as idades, classes sociais e religião, a situação de carência humanitária no país, os direitos humanos violados, as desgraça que assola os hospitais, escolas e lares.

Em sua análise sobre a situação da crise na síria e as abusivas prisões a HRW ( Organização Mundial dos Direitos Humanos) na voz de Meenakashi Ganguly que é diretora da Human Rights Watch do Sul da Ásia lamentou:

"a delegação do IBAS (Índia, Brasil e África do Sul) esteve em Damasco mas ficou  impossibilitada de viajar ao redor e ver por si mesmo a evidência da brutalidade do governo em Hama, Daraa e Deir ez-Zor, ou para visitar centros de detenção transbordando na Síria. Em vez disso permitiram que a Síria se escondesse por trás do que ela afirma ser "interferências estrangeiras e as campanhas enganosas de mídia", Human Rights Watch acredita que IBAS deve pressionar a Síria para cumprir com a demanda do Conselho de Segurança para acabar com os ataques contra os manifestantes pacíficos e cooperar plenamente com o Gabinete do Alto Comissariado para os Direitos Humanos, que vem investigando os abusos e violações na Síria."
Para explicar a falta de reação dos três países que compõem o IBSA Meenakashi Ganguly disse:


"Enquanto uma declaração da IBSA disse que a delegação havia pedido o fim imediato de toda a violência", e recomendou "o respeito pelos direitos humanos e direito internacional dos direitos humanos", o governo sírio prontamente retratou a visita de forma diferente. De acordo com a Agência de Notícias Árabe Síria (estado da Síria media organização), a delegação concordou que havia uma "campanha visando a Síria no Conselho de Segurança da ONU", e tomou uma posição firme contra qualquer ingerência nos assuntos internos da Síria.
É um problema que muitas vezes surge quando se envolver com governos abusivos."

Toma na cara Brasil!

terça-feira, agosto 30, 2011

Síria: Rússia e União Européia fazem pressão pelo fim da violência.

A pressão sobre o governo sírio vem de todos os lados. Nesta Terça-feira a Russia enviou seu mensageiro para  Damasco a fim de pedir o fim da violência no país. De acordo com o site Nokiagate que citou uma fonte diplomática com que dizendo que Mikhail Bogdanov, vice ministro do Exterior teria sido enviado para falar com Al-Assad diretamente e com a oposição.

Manifestantes sírios em frente à embaixada síria em Cairo
Cortesia: "
Maggie Osama"
Por Saulo Valley -Rio de Janeiro, 30 de Agosto de 2011 - 20h16min.
Atualização: 22h29min.

A delegação russa entregou nas mãos de Bashar Al-Assad a carta do presidente Dimitry Medvedev, que com base na informação do site exortava para:

"...a necessidade de cessação imediata e completa de violência por qualquer das partes, e para dar passos concretos para alcançar as reformas anunciadas pela liderança síria com urgência." 
 Já o site "maqroo2" disse que o Deputado sírio Falhaut Saber foi à "Rádio Sawa" para dizer que a síria recebeu grande demonstração de apoio da Rússia dizendo:


"o oficial russo chegou ao levantamento da situação após o que chamou de campanha "confusão e desinformação contra a Síria e o processo de reforma."

Segundo o site, o Deputado teria dito que "o oficial russo "chegou a ouvir a opinião da Síria e ver as coisas como são, de fato". Ele ainda teria descrito a posição da Rússia como:

"uma posição como um amigo e uma lógica e objetiva demostração de sua opinião, dos eventos que ocorrem na região árabe em geral e especialmente na Síria."
Ainda a "SANA" agência de notícias da Síria citou o presidente sírio Bashar Al-Assad como descrevendo a preocupação do amigo Dimitri Medvedev como "equilibrada".

No momento em que escrevia estas linhas recebi um vídeo violento mas que esclarece todo o processo de reforma sendo implementada na síria. Foi gravado no dia 06 de Maio em Homs (estas imagens são muito fortes. Só estão aqui porque este massacre precisa ter fim!):


Neste meio-tempo a União Européia emitiu sua declaração sobre a situação dos Direitos Humanos na Síria. O porta-voz da alto representante da UE para os Negócios Estrangeiros e Política de Segurança falou sobre a agravamento da situação no país com relação aos Direitos Humanos.

O comunicado foi emitido nesta Terça:

O comunicado demonstrava a preocupação contínua sobre o aprofundamento da violência praticada pelo "regime sírio contra manifestantes pacíficos, ativistas de direitos humanos, e o povo sírio em grande porte."

Para esta situação, a Porta-voz disse que "renova sua condenação inequívoca da repressão brutal."

Ela destacou o caso do cartunista Ali Farzat que após ter sido sequestrado foi brutalmente agredido pelas forças de segurança "por ter expressado seus pontos de vista". Ele teve suas mãos quebradas e foi internado em estado grave. dois dias. Ontem precisou se submeter a uma cirurgia de emergência com o agravamento de seu estado de saúde. 

Nota: Uma fonte da família do cartunista me escreveu um e-mail há 2 dias dizendo:

 "Não fizemos nada. Eles é que desenharam e nos acusaram. Juro que não fizemos nada de errado!"

A Porta-voz disse que o caso de Ali Farzat "é apenas um exemplo de violações generalizadas dos direitos humanos".

Obs: Outra observação é que outro Farzat está desparecido: o Dr. Mahmoud Farzat que é industrial e um dos grandes compradores de soja do Brasil.

Ela continuou alertando que "muitos outros ativistas, independentes e defensores dos direitos humanos foram submetidos a atos de barbárie e similares desrespeito pelos direitos humanos, incluindo a alegados casos de tortura." Foi o caso do ativista Ghaleb Amer, denunciado pelo grupo internacional de ativistas de direitos humanos "BlogHumans".

Ashton não se esqueceu de citar que ainda "milhares de pessoas continuam em detenção sem acusações." esclarecendo que "a repressão não se limita aos ativistas".

Ela lembrou o ataque a mesquitas e a fiéis citando o exemplo do violento ataque à mesquita de Al-
Rifai localizada no bairro de Kfar Sousseh em Damasco no sábado 27 de agosto. Lembrando que aquela era  a hora mais sagrada do Ramadan.

Vídeo que chegou enquanto eu escrevia ainda esta matéria: Forças de segurança invadem a mesquita de Al-Rifai destruindo os móveis e lançando bombas de gás lacrimogênio nos fiéis.


Por fim deixou o alerta pelo fim da: 

"...violência indiscriminada por parte da segurança da Síria. Todos esses ataques e a repressão ampla deveparar imediatamente, os manifestantes detidos sejam libertados e que haja um caminho aberto para o cumprimento das legítimas aspirações do povo sírio." - http://www.consilium.europa.eu.pdf
Pressão internacional, pressão popular e agora cresce a pressão militar:

Hoje foi um dia de acontecimentos importantes para o desenrolar para o fim deste episódio catastrófico. Espera-se que à curto-médio prazo. O Oficial de marinha Coronel Malik Abdul Halim anunciou nesta terça sua deserção das forças armadas para juntar-se aos manifestantes. Este é uma testemunha viva dos ataques marítimos a Latakya:


Novas deserções foram notadas desde o bombardeio em Latakya e o ataque ao acampamento palestino de Al-Riad. Desta vez pelo menos 1/3 dos militares da 4ª Divisão comandada pelo sanguinário Maher Al-Assad demitiu-se do exército sírio indo juntar-se ao exército livre que é formado por dissidentes. Entre eles o General Brigadeiro Fayez Aslan.

Desfarçado em Homs.

O jornalista alemão Wolfgang Bauer viajou por conta própria para a Síria de forma discreta e secretamente.  Lá ele se misturou aos manifestantes, sendo recebido em suas casas. Portando apenas um notebook ele cruzou os limites do perigo para descobrir a verdade sobre a Síria e a famosa revolução.

Ele foi recebido em uma casa que originou uma detalhada narração de um dia vivido por uma família síria. Para saber como ele vivenciou todo este pesadelo acesse: http://www.zeit.de/2011/35/DOS-Syrien/seite-1

População Mundial: Há como descobrir quem será o bebê nº 7.000.000.000?

A população mundial chegará à casa dos 7 Bilhões nos próximos dias e pesquisadores agora estão querendo descobrir: Aonde nascerá o "bebê premiado"?


Contador oficial está neste link:
"census.gov/main/popclock"
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 30 de Agosto de 2011 - 15h14min.

O fato é histórico. Especialistas no estudo da densidade demográfica do mundo estão apostando na China ou na Índia, devido ao grande fluxo de bebês que nascem diariamente naquela região ou pelo fato de já haver mais de 1 Bilhão de habitantes nos dois países...

Bom, a brincadeira é válida para os pesquisadores e curiosos. A situação é belíssima para os mais fissurados por crianças recém-nascidas em especial, mas o assunto é preocupante para as superpotências mundiais.

O United States Census Bureau estima que no ritmo progressivo que as pessoas estão nascendo e a taxa de mortandade reduzindo, até 2050 a população do mundo deverá saltar para perto dos 10,5 Bilhões.

Isso será suficiente para transformar o planeta numa "favelinha global". Um monte de pessoas empobrecidas buscando por algumas ninharias de recursos. Guerras esporádicas surgirão como raposas disputando um pedaço de carne na selva árida. O sentido de sobrevivência derrubará as regras, as leis, os princípios, tratados e posturas internacionais e individuais.

Tudo isto não tem relação com o crescimento populacional. Tem relação com o comportamento predatório de toda a civilização vivente. Basta investir em qualquer coisa que trate de direitos humanos, preservação ambiental que a audiência desaparece.

Este comportamento não vem dos governos. Vem de cada um de nós. Se nós nos preocupássemos com nosso futuro e o futuro de nossos filhos, nos importaríamos mais com estas coisas. Afinal estes assuntos estão intimamente relacionados, provocando reações e que determinarão se a vida humana está apenas no princípio ou no princípio do fim.

Uma conscientização que não custaria absolutamente nada para cada um dos 7 Bilhões de habitantes deste único mundo habitável conhecido. Mas para algumas dezenas de pessoas este esforço é algo impossível de provocar mudanças nos rumos da vida humana.

Viveremos hoje o tempo da luxúria global e morreremos amanhã no tempo da miséria global. O futuro tipo "Star Wars" deverá ser algo humanamente impossível se conseguirmos consumir os poucos recursos que ainda nos restam.

O ideal seria se conseguíssemos nos unir para pôr fim às migrações em massa. Ajudar a resolver as questões políticas de cada país sem que as pessoas precisassem abandonar suas terras de origem. Enviar todo tipo de ajuda para elas ao invés de deixar que precisem migrar...

Cada país cuidaria de seu povo com a ajuda internacional. Assim cada um buscaria seu próprio equilíbrio e voltaria a antiga cultura de cada país investir mais em crescimento e sustentabilidade regional. O mundo não é pequeno. Mas os lugares ocupados são mesmo pequenos para toda a população mundial acumulada.

Estas são algumas questões que facilmente resolveriam a crise mundial, se fossem levadas a sério por cada habitante deste planeta. Deveria ser algo tão mais preciso que a religiosidade. Uma corrente que nunca pudesse ser quebrada. Um compromisso individual, e não governamental.

Estatística populacional ao final desta matéria.
Ainda há tempo...

Documento secreto vazado revela estratégia síria para impedir revolta.

Um documento de 3 páginas altamente secreto foi extraviado e caiu nas mão de um grupo de ativistas de direitos humanos da Síria. Estes documentos escritos pela inteligência e o governo sírio para orientar os comandos militares em seus onze níveis, qual o procedimento a seguir em função dos primeiros sinais de revolta que surpreenderam o mundo árabe.


Top Secret - Cortesia: "Michelangelo Carrieri"
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 30 de Agosto de 2011 - 09h02min.
Atualizado 14:19min.


NOTA: Eu sei que o Google Panda vai me atacar mais uma vez, mas acontece que estes documentos são de interesse mundial e o uso, bem como a distribuição total ou parcial são autorizados pelos escritores do site.

De acordo com os ativistas que tiveram estes documentos nas mãos, eles foram escritos pela Direção-Geral da República Árabe da Síria e pelos Serviços de Inteligência.

O documento traduzido inicia desta forma:

"Direcção-Geral dos Serviços de Inteligência / Top Secret
Plano de execução:
Assunto:
Há um sentimento crescente entre um grupo específico com o objetivo de imitar o que aconteceu na Tunísia e Egito, fazendo uso das atuais condições econômicas do estado e do ambiente internacional, que atualmente é de suporte a movmentos populares. Este sentimento pode aumentar depois do que aconteceu na cidade de Dar'aa há poucos dias."
Logo a seguir o documento destaca a importância de estudar os pontos fracos dos regimes que foram derrubados pelas demandas populares recentemente, lembrando que a guarda republicana ficou desarticulada e houve a permissão de que os meios de comunicação cobrissem os fatos, tornando as revoluções fora do controle destes regimes.

A passo a seguir seria o Plano de Ação para desestruturar e confundir as informações:

"Ligar os protestos com personalidades que são detestados entre o público da Síria, como personalidades conhecidas da Arábia Saudita e Líbano [possivelmente aludindo a 14 de março] e conectar todas elas com o sionismo e os EUA."
Além de acusar os manifestantes de estarem sob a influência de Israel, o documento abre claramente a questão do assassinato de manifestantes:

"No caso de assassinatos, a célula de segurança devem repetidamente acusar gangues armadas ou radicais, e afirmar que o aparato de segurança e o exército estão a contribuir para a proteção da estabilidade da ordem, e as pessoas."

Eles iniciam o terceiro passo orientando que as religiões devem ser citadas e incitadas umas contra as outras:

"Campanha de mídia indireta na TV e de propriedade privada canais sobre conflitos sectários / desordem, medo e incutir da Irmandade Muçulmana em cristãos e drusos, advertindo-os das represálias que poderia enfrentar por eles se eles não participaram em acabar com os protestos. Contando com a Alawitas nas regiões costeiras, para que possam defender o "seu" regime e vidas, que vão ser ameaçados pelo radicalismo sunita."
A "cartilha da opressão e da tirania" como quero chama-la orienta que forças de algumas forças de segurança devem agir dentro do Facebook, desmentindo e descaracterizando qualquer denúncia ou informação relevante relacionada aos protestos. Sobre a mídia é ainda mais agressiva:

"O anúncio de instruções estritas do Ministério da Educação para "alertar" as escolas e alunos sobre o uso da Internet e Facebook."
"Proibir todos os meios de comunicação de ir aos lugares de agitação, e punir qualquer difusão de qualquer notícia que não serve ao Estado - e não mostrando qualquer tolerância nesta matéria."

As empresas de telefonia também foram acionadas e monitoradas. Artistas obrigados a prestar depoimentos pró-Assad e o mais impressionante: O documento ensina a reunir os filhos e familiares dos funcionários do governo a se reunir aos exército em demonstrações públicas de amor a Al-Assad e ainda a utilizar sirenes do tipo de ambulâncias para provocar temor nos manifestantes.

"Instruir o ramo "Segurança da Informação" na administração e no centro para estudos científicos para cooperar com as duas operadoras de telefonia celular para monitorar o celular e telefones fixos de algumas personalidades esperadas e conhecidas "inciteful e oposição."
Para impedir o participação de muitos jovens na revolução, a estratégia era um decreto de "Recrutamento Geral" para as forças armadas (há relatos que neste processo, pelo menos 700 recrutas foram executados por se negarem a fazer parte do sistema).

O documenta cita o nome de duas empresas de segurança "Serba" e "Souda":

"...para usar snipers dentro dessas empresas de uma forma não-aparente para evitar a localização da fonte do fogo - também para aumentar a cobertura: Não há nenhum problema em matar algumas unidades e oficiais da exército, já que esta é útil para aumentar a animosidade do exército para os manifestantes."


Daqui para frente, o documento fica cada vez mais ousado:



"- Isolamento do local com segurança e exército forças, e cortando a eletricidade, comunicações e internet.
- Prender algumas personalidades influentes a partir deste lugar, e se a situação é crítica - matá-los.
- Fazendo uso de alguns contrabandistas e criminosos, inundando o lugar com eles e criando um estado de caos.
- O envio de forças de segurança treinado em roupas civis para o local dos protestos, que devem tentar convencer os manifestantes de usar armas contra o exército e forças de segurança."

Quando se fala em pronunciamento presidencial a ordem é:

"Atrasar o discurso, tanto quanto possível, como esse atraso é uma expressão do poder do Estado e sua imunidade para os eventos atuais."

Sobre diplomacia a ordem é grave:


- Instruir embaixadas da Síria no exterior, bem como o Ministério das Relações Exteriores para tranquilizar os EUA e os países europeus, e lembrando que a frente Golan pode ser sensível a instabilidade se os radicais tiverem sucesso e ganharem o controle.
- Instruir a embaixada da Síria em todos os estados para monitorar os sírios e seu comportamento - o ministério das Relações Exteriores está agindo nesta matéria.
- Preparar as equipes de segurança e meios de comunicação para a implementação o mais rapidamente possível e como secretamente possível.

 Este documento na íntegra foi publicado no site sírio "intercom.gs".

EUA: Irene, a tempestade monstro que deixou prejuízo na casa dos Bilhões.

 previsão dos gastos iniciais para sanar os problemas causados pelo fenômeno Irene e as outras tempestades que já passaram pelo país neste ano é de pelo menos 5 Bilhões de dólares. Mas a má notícia ainda é que não há como calcular os prejuízos na área das infra-estruturas das estradas, calçadas, sistemas de esgoto, energia elétrica, pontes enfraquecidas, muros e construções como prédio e casas. Estes efeitos aparecem com um certo tempo...

Irene em 25-08-11 cortesia da Marinha dos EUA.
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 30 de Agosto de 2011 - 06h39min.

A restauração dos estados afetados pelas centenas de tornados sucessivos pode chegar a casa dos 7 Bilhões de dólares aos cofres públicos que por sua vez, acumulam uma enorme dívida, tema de um extenso debate durante os últimos 2 meses em Washington.

Em parte esta é análise da ambientalistas Bárbara Kessler que lembra que 5,2 Bilhões de dólares foram investidos no estado do Texas para combater os estragos causados pela seca.

Na somatória dos prejuízos, os resultados ainda são incalculáveis e infinitos. Talvez uma eterna dízima periódica. Isto se Irene for o último dos eventos de larga escala a acontecer ainda neste ano. Lembrando também que  o país já sofreu uma terrível e inesperada nevasca, uma inexplicável mortandade de pássaros, Catrina e um grande número de vítimas como resultado final. Isto não há quem pague.

Pentágono send evacuado logo após um forte terremoto em 23-05-11.
Cortesia da Marinha dos EUA.
Mas as indenizações precisam ser computadas e ainda os reparos das casas, o deslocamento das pessoas para suas casas, e a devolução da normalidade ao estilo de vida americano.

Talvez mais alguns anos de tragédia ajude a América a se decidir por viver um estilo de vida um pouco mais simples, contendo os desperdícios (que são uma cultura forte) e diminuindo emergencialmente a emissão de poluentes e a produção de materiais não-recicláveis.

Enquanto a ostentação mantém o orgulho americano de pé, a natureza se encarrega de esvaziar os cofres públicos mostrando que no horizonte há indícios de uma nova tempestade no mercado financeiro nacional e por consequência mundial.

A estratégia do atual governo é percorrer o mundo em busca de novos recursos para suportar a escassez de recursos naturais previstos para o período entre 2025 e 2035, quando Washington calcula que haverá uma acirrada disputa por água e alimento.

Mas se oitenta por cento do lixo americano jamais tivesse sido comprado das prateleiras, talvez este depósito ainda estivesse no seu estado de matéria-prima, como por exemplo árvores.
Por causa das previsões de tempestade, os estocadores compulsivos esvaziam as prateleiras e compram o que podem e o que não podem. Dentro de suas casas bastantes confortáveis e com lareiras, eles esperam suportar os dias maus. Então um tornado com o tamanho e as características do Catrina, El-niño, La-Niña e Irene obrigas as pessoas a deixarem seus confortáveis casulos para iniciar uma jornada de fuga para os abrigos. Neste momento, todos os estoque deixados para trás podem estar flutuando nas águas das enchentes, entupindo os ralos e obstruindo os escoadouros.
Cortesia: "searunner.sv" pelo sistema "Creative Commons"

Quando a tempestade passa, muitos voltam para suas casas para iniciar a reconstrução ou o reparo de suas suntuosas casas. Mas não poderiam deixar de voltar aos supermercados a fim de reabastecer seus estoques ora levados pelas revoltas da natureza.

segunda-feira, agosto 29, 2011

Al-Assad em ligeira queda aperta o cerco enquanto suas forças estão indo embora.

A opressão militar sobre o povo sírio vem sendo cada vez mais violenta. Mas a forma como este glorioso povo decidiu enfrentar esta terrível e inigualável ameaça, não tem comparação. 


Este momento é simplesmente mágico. É um marco do começo do fim da
era Al-Assad e o começo do início da democracia no mundo árabe.
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 29 de Agosto de 2011 - 18h01min.
Atualizado as 19h00. 


A lição que a primavera síria está deixando para o mundo, é que a exemplo de Kadafi e Mubarak o uso da força bélica contra um povo que urge por seus direitos, estando coberto pela lei em toda sua plenitude, só serve para retardar o inevitável. Uma ferramenta de vingança e que eleva em milhares de vezes a gravidade dos crimes cometidos em tempos áureos de corrupção política.

Em síntese, a lista de penalidades a serem cobradas tornam-se um alto preço. Sem falar de religião, não haveria um fim melhor para todos os mártires e seu ex-líder se este caminho tivesse sido evitado?

Nenhum poder concedido a um ser-humano foi feito para ser eterno. Hoje o homem não domina mais o Jardim do Éden. Não controla a natureza nem os animais. Hoje o homem não controla os religiosos, não controla as riquezas e nem a gloria, a fama nem a formosura.

Não há poder ilimitado debaixo do céu, nem autoridade suprema sobre os seres vivos estando no mesmo plano. Só Deus é todo-poderoso para os fiéis e os infiéis. Para os que o adoram e os que o ignoram.




Não há dom eterno nem trono que não possa ser usurpado. Não há mais longevidade no poder político nem militar. Mas sempre haverá um povo. Suas demandas sempre serão mais fortes que uma monarquia ou autocracia. Como pode um povo ser privado de sua dignidade em detrimento de uma família? Mais poderosas são as necessidades de um povo do que o glamour de um clã.

Mais altissonantes serão seus brados por libertação que todos os decretos assinados contra ele.


Este é o segundo episódio da libertação dos escravos no mundo. Todo cárcere será derrubado e as forças de destruição serão revertidas. O mundo se incendiará e quando tudo terminar, se aquietará novamente.

Outra estátua de Al-Assad sendo derrubada (antes era mantida por força militar)
Advinhe em que parte a estaca foi colocada para empurrá-la ao chão?


Haverá finalmente paz para todos aqueles que lutam e amam a liberdade. Haverá um mundo novo onde ninguém mais será escravo político, comercial ou religioso. Todo poder concentrado será compartilhado e não haverá quem consiga reuni-lo outra vez.

Apenas unindo os povos, será possível reunir o poder.

Síria: Invasões violentas e bloqueio no Sul de Damasco, Rastan, Homs e Idleb.

As forças de segurança chegaram na região de Homs/Rastan atirando para todos os lados há duas horas. Isto provocou uma fuga em massa da região, em alerta para um possível bloqueio militar da cidade, o que acabou se confirmando há pouco.  Testemunhas locais ouviram som de duas grandes explosões no bairro de Bayada Steen na rua perto do cemitério Tal Alnasr.


Ataque das forças de segurança na Mesquita em Damasco. Vídeo gravado do telhado revela a violência da repressão aos fiéis e manifestantes dentro do templo, que por sua vez ficou completamente destruído:



Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 29 de Agosto de 2011 - 07h15min.

Ainda em Al-Rastan a chegada de um número de tanques e ônibus transportando seguranças trouxe mais desespero
à região. Fontes disseram que os tanques foram desviados para a região central de Souk onde estão atirando em tudo o que se move indiscriminadamente e também nas casas.

As forças de segurança estão fazendo incursões nas residências arrombando portas e efetuando prisões, também arrombamentos e saques no comércio. As mesquitas já estão cercadas pelas forças de segurança.

Há relatos de rebelião e confronto no lado do exército tendo um violento tiroteio por consequência, mas esta última informação precisa de confirmação.

Há franco-atiradores instalados agora nos telhados do Ginásio, do hospital principal e no hospital nacional. Também nos reservatórios suspensos de água.

Mas as fontes dizem que o exército não está progredindo cidade adentro. A entradas de Rastan estão bloqueadas.

Há informação por fonte local de que a esposa do professor Nader, da escola pública de Rastan recebeu um tiro no abdômen e foi levada às pressas para o hospital. A julgar pela informação do Atirador no telhado dá pra acreditar que em breve vão começar a matar a todos os que levam seus familiares para pedir ajuda médica.

Damasco

No sul de Damasco a operação começou as 06 da manhã desta segunda-feira. Cerca de 10 veículos transportando seguranças tomaram a região. Eles chegaram atirando aleatóriamente com a ajuda de blindados. Em seguida aos ataques aleatórios iniciou-se o toque de recolher seguido das buscas nas casas por ativistas. Citando a página da Oradores Inglês para ajudar a revolução da Síria que informou a morte de Husam Uthman Almutairi a partir de sua casa durante uma incursão das forças de segurança. Ainda a fonte confirma um número de feridos no local. Segundo a página, as forças de segurança utilizam uma lista contendo nomes de ativistas políticos e de direitos humanos. Almutairi é a primeira vítima das forças de segurança na região do Continente. Em Qudsaya há pelo menos 10 prisões confirmadas. Entradas e saídas estão proibidas. Há grande quantidade de postos de controle em Damasco assim como em Rastan.

Outro acontecimento bastante novo em Damasco é o número de deserções das fileiras do exército:


Homs

Se a Tunísia serviu como referência para as revoluções populares que se seguiram, a Líbia tornou-se uma nova referência para os rebeldes no mundo árabe. Para o povo sírio, portar armas não será a solução. Mas eles vão se expondo timidamente para pedir o no-fly-zone. O povo está perdendo as forças enquanto a máquina síria de matar não pára de clamar por mais mortos. É o que está escrito neste vídeo, as pessoas estão pedindo ajuda militar internacional aos moldes da Líbia.


Ontem manifestantes gritavam em seus protestos por Daraa: "A Síria estamos com vocês até a morte".

domingo, agosto 28, 2011

EUA: Passagem do tornado Irene deixa destruição. Novos alertas para este Domingo.

No Sábado as previsões anunciavam a passagem do tornado Irene. De acordo com as previsões, ele passaria por Brooklyn e Queens em Nova Yorque. Na noite de Sábado Irene iniciou sua rota de destruição e caos em Delaware, danificando pelo menos 17 casas e outras 30 estruturas.

Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 28 de Agosto de 2011 - 07h35min.

Até o início da manhã deste Domingo, há relatos oficiais de 9 mortos, 1,5 milhão de pessoas deslocadas de suas residências por motivo de segurança e ainda há a informação de que cerca de 900.000 residências ficaram sem energia elétrica. De acordo com o site alemão de notícias "nachrichten" que no primeiro momento, Irene se movia na Carolina do Norte com ventos de 140 quilômetros por hora, mas aos poucos a velocidade dos ventos foram aumentando na região da costa Leste dos Estados Unidos. Neste Domingo pela manhã ele chegou em Maryland quando começou a perder força se dissipando em Nova Yorque.


O serviço de meteorologia dos Estados unidos continua mantendo estado de alerta até ao meio-dia deste Domingo, falando sobre as hipóteses de inundações por causa do grande volume de chuva que chegou a 3 polegadas durante a noite e que agora pode estar variando de 1 a 2 polegadas até o fim da manhã.

O serviço de meteorologia "wunderground" alerta para que as pessoas tenham muito cuidado ao dirigir por estradas cobertas de água. Segundo a agência, a maioria das mortes nestas épocas acontecem durante o deslocamento de famílias em seus carros por estradas inundadas.

sábado, agosto 27, 2011

Síria: Grupos Islâmicos radicais e o exército em campanha para calar o povo.

Desde o início da revolta popular na Síria é que o presidente Bashar Al-Assad tem afirmado veemente que há grupo terroristas armados e grupos islâmicos radicais destruindo a estabilidade do país. Ele está certo.

Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 27 de Agosto de 2011 - 15h24min.

Numa ação terrorista de larga escala, grupo paramilitares e militares tem procurado destruir a estabilidade da Síria. São lutadores profissionais. Mercenários experimentados na guerra. Homens inescrupulosos que torturam, matam, mutilam crianças, mulheres, jovens e idosos sem o menor remorso. Eles estão infiltrados por toda a Síria para tirar a paz do povo sírio. De um lado o exército. Do outro os mercenários e os grupos islâmicos radicais.


A única coisa que ele ainda não mencionou é que estes grupos estão à serviço do Governo da Síria. Não há manifestantes uniformizados para a guerra.




 Há pessoas comuns gritando sem parar pelo fim
do regime e da violência brutal.



sexta-feira, agosto 26, 2011

Ramadan: Estratégia para desviar denúncias para vídeos sensuais: Sexta "Paciência e Persistência"

A "inteligência" síria já inventou de tudo para minimizar o esforço da população de mostrar para o mundo os crimes de Al-Assad e seu regime de sangue. Ontem o povo sírio denunciou os tanques que foram escondidos para que a comissão da ONU não de percebesse os sinais das operações militares na região.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 26 de Agosto de 2011 - 15h28min.


Também denunciou a sabotagem dos geradores de energia elétrica nos hospitais que ocasionaram a morte de 11 bebês prematuros em menos de 12 horas. Também houve a criação de uma equipe de "Hakcers Defacements" que distorcem as notícias, atacam sites de instituições que condenam os crimes de Bashar Al-Assad e publicam mentiras além de roubar videos tidos como provas e reeditarem a favor do regime.

Derramar drogas, armas e dinheiro falso nas regiões fronteiriças para afirmar que há revolta armada e tráfico de drogas no país por parte dos palestinos. 400 mulheres foram violentadas pela tribo dos "Shabihha" que estão à serviço de Al-Assad. Recentemente o governo da Síria exigiu explicações por este estupro em massa que aconteceu no acampamento de refugiados em Hatay na Turquia.

Já contratou pessoas de uma tribo para matar pessoas de outras tribos para incitar uma guerra sectária mas graças ao bom Deus os sírios estavam atentos e estão mais unidos que nunca.

Youtube

A nova estratégia é no mínimo ridícula. Já há muito tempo que os soldados de Assad tem procurado demonstrar desrespeito pelo mês do Ramadan, o mês da santificação e do sagrado jejum. É exatamente neste tempo em que os soldados costumam se alimentar na frente dos fiéis, urinar e defecar na porta das mesquitas, e agora num dia como hoje, uma sexta-feira de mais jejuns, os seus vídeos estão tendo os nomes copiados e colados em vídeos sensuais. roubados de outros canais do youtube.

Adicionar legenda
Exemplo:

Hoje é a Sexta da "paciência e persistência" na web ganha o nome de "sex of patience and persistence". Mas para que os vídeos ganhassem publicidade, foram postados na noite anterior ao dia de hoje, para que fossem os primeiros vídeos a aparecer nas buscas.

Então no dia 25 eles já tinham a descrição de que haviam sido gravados no dia 26 da sexta-feira do Ramadan com os nomes iguais aos vídeos das demonstrações. Como na imagem ao lado.

Isto vem com o propósito de provocar maior revolta entre os manifestantes para que aceitem as armas ofertadas pelo regime e dar início a uma guerra civil.

Como um governo que diz que está sendo vítima do mundo inteiro tem coragem de criar estratégias tão ridículas e doentias como estas?

Estas são nada mais, nada menos que claras confissões de que suas ações são ilegais e ilegítimas.

Síria: Rastan: Consul da Turquia visita a região que pede socorro à NATO

A comoção era geral. A revolta nem se fala. A população de Rastan já não encontra forças para acreditar que só com palavras de protestos vão conseguir a saída de Assad. Mas a julgar pelo mar de sangue onde estão atolados, já acreditam que o ditador está prestes a empurrá-los para o fundo. Por este motivo a região enviou um pedido ao Dr. Ahmad Joma, que além de escritor do "BlogHumans", é membro da Organização Nacional dos Direitos Humanos da Síria que ajudasse a conduzir seu pedido de socorro às autoridades competentes das Nações Unidas. Eles pedem ajuda da NATO para interromper o derramamento desenfreado de sangue no país.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 26 de Agosto de 2011 - 10h11min.

Uma rotina que está massacrando o povo Sírio. Nos dois primeiros meses dos protestos eles faziam passeatas num dia inteiro e velórios no outro. Até que os manifestações em velórios e cemitérios começaram a ser atacados por forças de segurança:


Canhões anti-aéreos disparando contra residências tornaram-se pura rotina. Normalmente estas operações eram iniciadas logo após as forças de segurança ocuparem a região e decretarem "Toque de Recolher", talvez para evitar os velórios, assim seriam todos mortos cada um dentro de suas próprias casas e enterrados por elas.


Nesta Quinta dia 25 de Agosto, o Consul da Turquia esteve no distrito de Rastan em Homs e se viu cercado por um massivo velório. A procissão que levou às ruas alguns milhares, reclamava a morte do caminhoneiro de nacionalidade turca que filmava uma manifestação pacífica na cidade. O Consul presidiu a cerimônia e recebeu da mão dos manifestantes de Rastan o corpo do mártir.



Saulo Valley e Dr. Ahmad Joma são autores do BlogHumas.

Dr. Ahmad Joma, 
Head of Rastan Sons Association 
member of the National Organization for Human Rights 
@DrAhmadjoma 
facebook.com/Dr.ahmadjoma 
facebook.com/SAR.Rastan

Saulo Valley
Jornalista da Web, escritor colaborador e membro da Anistia Internacional, GlobalVoicesOnline, Líder do Grupo de Jornalismo Internacional na Revolução Árabe.
@saulovalley
facebook.com/saulovalley

quinta-feira, agosto 25, 2011

Síria: Hama: Chocante: Corte de luz em hospital e dezenas de bebês mortos

Lamentável, inexplicável violência, absurdo silêncio das comunidades árabes, crueldade e brutalidade desumana. Os bebês eram prematuros e estavam em encubadoras. Só de ontem para hoje, pelo menos 11 morreram. Sem mais palavras para narrar isto. As imagens são tristes, embora não haja sangue nem partes humanos em exposição. O que mais a Síria precisa fazer para provar o grau de violência que está sofrendo?




Síria: Flagrante de Assad escondendo Tanques da comissão da ONU.

Fatalmente estes vídeos provocarão outra chacina popular na região, agora que está mais que provado de que toda a história contada pelo governo da Síria é uma grande mentira. Resta saber o que as autoridades vão fazer a respeito para proteger a população:








ONU: Relatório sobre massacres na Síria pela Comissão dos Direitos Humanos Local..


"Genebra, 22 de agosto de 2011
Declaração emitido em vídeo pelo Relator Especial sobre a tortura e outros tratamentos cruéis, desumanos ou degradantes, Juan Méndez (1)
O Comité de Coordenação dos Procedimentos Especiais pediu-me para entregar a seguinte declaração em nome da Especial procedimentos de mandato dos titulares do Conselho de Direitos Humanos.
Nós tomamos esta oportunidade de falar para vocês como temos sido alertados para algumas das piores violações um Estado pode cometer contra seu povo..."


O texto do relatório na íntegra está anexado à descrição deste vídeo.

Síria: Opressão, estado de sítio, tiroteio, prisões em massa e à domicílio - Nada muda.

A 4ª Divisão do Exército sírio, comandada pelo sanguinário Maher Al-Assad, o irmão mais novo do presidente, invadiu a cidade de Hama no dia de ontem. Uma violenta incursão com alto poder de fogo e destruição empregada sobre os populares.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 25 de Agosto de 2011 - Atualização - 08h13min


Em Deir Azour moradores assistem mais 2 tripulações de tanques iniciarem suas marchas para esmagar o povo sírio e seus poucos bens materiais.



Daraa: a violência retratada na família. A dor da mãe orando por seu filho morto. Ela diz: "Muito obrigado Bashar, você matou meu filho."



Hama: Na chegada da comissão dos Direitos Humanos da ONU, uma esperada surpresa:  Al Assad ordenou que as tropas e os tanques fossem escondidos. Como já havíamos informado antes, Al-Assad ordenou uma reforma e limpeza completa na área de acesso da Comissão.


Sabendo que o trajeto da Comissão da ONU para os Direitos Humanos estava sendo maquiado, os moradores escreveram faixas pedido socorro. Eles esperavam pela comissão na estrada. Mas foram presos, sofreram espancamentos e muitos até foram executados por forças do governo.

Então eles decidiram fazer uma passeata nos arredores do edifício onde a comissão iria ser recepcionada:





A mesquita "Bilal Al-Habish" e a universidade feminina foram transformadas em base militar, o que provocou mais ódio do povo. Os populares disseram que jamais haviam visto tamanho aparato militar na região. Os populares se irritaram ao ver que os "Shabihas" que são membros de uma tribo que faz parte da segurança da Síria, estavam urinando e defecando na porta da mesquita. Uma total afronta aos princípios do Islam.

Ali Farzat: Um importante caricaturista político da Síria. Ele já publicou mais de 15.000 cartoons nas páginas mais importantes do país. Ontem ele teve as duas mãos quebradas por desenhar caricaturas que condenam as ações do regime. A notícia foi publicada pelo site "thenewsyria".

Alguns dos seus grandes trabalhos:

quarta-feira, agosto 24, 2011

Peru: Terremoto de 6,8 da escala Richter - USGS



Líbia: Kadafi lidera lista dos mais procurados. Em Trípoli há veneno na água

Líbia: Trípoly de Kadafi tem 400 soldados mortos,
2000 feridos e 600 presos


Desenvolvendo uma campanha técnicamente perfeita, os rebeldes da Líbia avançaram por todo o país num rítimo espantoso. Inicialmente os dois maiores combustíveis para esta virada histórica sobre o poder sombrio de Kadafi foi a liberação das recursos da Líbia que estavam retidos na Europa e nos Estados Unidos, para ajudar a população líbia, bem como suprir os rebeldes militares e civis voluntários. Também a morte do Major General Abdel Fattar Younes aumentou a revolta geral, o que tornou-se a maior arma contra o regime do terror de Kadafi e família.


Video: Rebeldes tomam Quartel-General de Kaddafi em 23-08-11



Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 24 de Agosto de 2011 - 09h06min.

Por falar em terror, Abdel Baset al-Megrahi foi o homem responsabilizado por colocar uma bomba no vôo 103 da Pan Am que explodiu ocasionando na morte de seus 243 passageiros, 16 tripulantes e outras 11 pessoas, que estavam no solo no momento da queda dos destroços em 1988 na cidade de Lockerbie na Escócia. O atentado foi ordenado pessoalmente pelo ditador Muammar Kadafi segundo denunciou o ex-ministro da Justiça líbia Mustafa Abdel Jallil. Agora os Estados Unidos e a Grã-Bretanha querem que o terrorista seja submetido à justiça americana. Para isto, o primeiro-ministro britânico Willian Hague tem pedido ao governo da Escócia que reveja a atual situação do caso e peça a retirada de Al-Megrahi da Líbia de volta para o Reino Unido.

10 anos depois de enfrentar os tribunais britânicos o terrorista recebeu um habeas-corpus som a notícia de que ele estava com uma doença crônica e em fase terminal. A anistia deu o direito do criminoso voltar para a Líbia.

No momento de sua chegada, Abdel Baset al-Megrahi foi recebido como um grande herói, e a festa de recepção que começou no aeroporto se estendeu pelas ruas da cidade, que aliás foi patrocinada pelo regime de Kadafi por seu grande feito: Matou entre os 243 passageiros, 119 estudantes americanos em solo escocês.

Esconderijo

Informações da Revolução líbia de que Saif Al-Slam pode estar escondido em Abu Salim. Segundo os rebeldes, a informação passada pela inteligência rebelde é que o local é um abrigo para crianças árabes da família Gerdan. A revolução disse que os rebeldes estão agora progredindo em direção a este local. Outra fonte diz que há jornalistas no esconderijo...

Atualizações do dia: 18h29min.

O número de mortos citado acima era até as primeiras horas desta Quarta-feira. Uma sequência de notícias urgentes foram desencadeadas em consequência do avanço das tropas revolucionárias da Líbia rumo ao controle absoluto da Líbia e ao fim do regime de Kadafi.

Fontes da Líbia informaram que há indício de contaminação da água potável em toda Trípoli. A cidade está sem água e sem gás.

Uma pesada troca de fogo de artilharia envolvendo os dois lados exatamente no Aeroporto de Trípoli. A revolução da Líbia informou que pelo menos 1 avião havia sido atingido há pouco. Fica então alerta para que nenhum avião voe em direção ao Aeroporto de Trípoli por questões de segurança. A situação realmente está arriscada agora, avisam os revolucionários da Líbia.

Um relato feito pelos honrados Rebeldes da Líbia de que no momento em que as forças rebeldes chegaram no Hotel de Trípoli, onde havia dezenas de Jornalistas presos, os guardas pró-Kadafi entregaram suas armas e disseram: "Desculpa".

Um fato que está acontecendo neste momento é que aos manifestantes da Síria estão pedindo para que os Rebeldes da Líbia expulsem os embaixadores da China e da Rússia em protesto ao apoio a Al-Assad.

O Oriente Médio está formando uma nova aliança. Mais poderosa que as tradicionais ligas e Conselhos. Uma "aliança popular". Que não tem líder nem sede. É formado por todos os que querem a democracia e a plenitude dos direitos humanos de forma igualitária e sem interferências políticas ou religiosas.

Há também a informação publicada pela Aljazeera que o Exército Nacional do Leste da Líbia está avançando na região de Sirte.

Um fato que é engraçado (só agora) é que Kadafi entrou para a lista dos homens mais procurados do mundo. Bem diferente do que ele pretendia, disse a Revolução líbia.

segunda-feira, agosto 22, 2011

Síria tem equipe de 67 H4ck3rz que já atacou Turquia, Israel e Grã-Bretanha

O país que segue em terrível batalha pela manutenção do regime do amado Al-Assad por um lado e pelo fim do opressor regime de Al-Assad por outro. Parece estar dividido. Sim. De um lado o governo sírio. De outro o povo sírio.




Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 22 de Agosto de 2011 - 18h42min.

Com a explosão da publicidade de suas atrocidades na web, Al-Assad investiu muito até que divulgou a "implementação de reformas" rumo à democracia. O governo da Síria criou então seu próprio exército virtual um grupo chamado: "Exército sírio-mail" (Syrian Army-mail) que atua em paralelo como grupo "Batalhão Eros".

O grupo formado por maioria jovem e busca informações da revolução e segue comentários de autoridades internacionais com a intenção de punir à cada um de acordo com suas demonstração contra Al-Assad.

Uma democracia que não permite oposição e que já tem crias que respondem à altura: 


"Vimos o ataque sírio de mídia eletrônica, e o feroz ataque ao nosso amado país Síria, decidimos responder violentamente"
 Este grupo assumiu a responsabilidade pelo ataque aos sites governamentais britânicos "Okehampton" e o site da "Câmara Municipal de Patchway" tendo destruído o banco de dados em resposta às advertências para interromper imediatamente o massacre de civis, que eles descreveram como uma "resposta à maneira racista que lidam com os assuntos internos da Síria". 


Além do site britânico, eles assumem ter atacado pelo menos 15 sites do governo da Turquia e o mais recente ataque, que foi do conhecimento da grande mídia, foi o ataque ao grupo Hacker "Anônimous" em resposta aos seus ataques ao site do Ministério da Defesa da Síria.

Em todos estes ataques aos sites governamentais, acredita-se que o objetivo ( com base no que foi apresentado pelo grupo) tenha sido o ataque ao banco de dados de clientes de newsletters.


No twitter, ainda atuam com vários perfis, dentre eles o "@syriansoldier1", @halamahfoud e o "@HassanFSY".

Suas atividades no Twitter consistem em confundir as informações divulgadas na mídia ou distorcer as informações que saem da Síria para o exterior. Eles também criam alertas de quando as manifestações acontecem, descrevendo detalhes e localização da rua onde elas acontecem. De qualquer forma eles trabalham na contra-mão da informação internacional e combatem a revolução síria.


Hoje, um vídeo que foi divulgado pela manhã como sendo um manifestante metralhado por forças de segurança, horas depois foi divulgado pelos sites da síria como sendo um civil que foi atacado por terroristas.
Assim eles buscam mudar as informações que são divulgadas, apagando a logo original que figura no vídeo e aplicando a logo da Síria sobre ela, como sendo uma denúncia feita por eles.


Eles apoiam os ataques a Israel e seguem a todas as principais fontes de notícias internacionais e sírias para em seguida rebatê-las até com xingamentos e ameaças violentas, além de distorcê-las. Esta atividade é descrita na meio hacker como "Defacements". Destroem ou desorganizam visualmente a tudo o que atacam.

Assim o regime sírio dá continuidade na web ao que realmente faz na vida real e tenta disfarçar com a embalagem franzina e a voz suave de Al-Assad.

Síria: Usando força bruta máxima contra manifestantes e execução de presos.

Há dias foi informado pelo "Saulo Valley Blog" que cerca de 22 mil soldados estavam presos no complexo penitenciário de palmyra corriam risco de ser executados. 3 dias depois a notícia de que as prisões estavam sendo incendiadas. Ontem vídeos que comprovam o crime conseguiram ser enviados para fora da Síria. As imagens são fortes e só estão sendo apresentadas para comprovação do crime.


Por Saulo Valley -Rio de Janeiro, 22 de Agosto de 2011 - 09h45min.

A limpeza vai seguindo em seu curso cada vez mais violento e livre. O mundo silenciado e a postura permissiva do mundo árabe. Ao ponto de forças de segurança que atuam na internet agradecerem aos Brasil, China, Rússia, Índia e África do sul pelo apoio ao regime de Assad.

Video: flagrante de forças de segurança executando motoqueiro de nome  Raed, que era um jornalista que colaborava para a agência síria de notícias de Homs (HNN).


Ontem foi informado pela Organização Nacional dos Direitos Humanos da Síria através do BlogHumans que o empresário Dr. Eng. Mahmoud Farzah que é um dos industriais mais importantes da síria foi preso sem qualquer acusação apresentada. O Dr. Mahmaoud é diabético.

Video: Enquanto que internautas pró-assad acusam os terroristas de colocarem franco-atiradores nos telhados, as imagens que temos são estas: 


Com o anúncio da entrada de uma equipe especial da ONU/UNRWA para avaliar as condições dos acampamentos palestinos na Síria, que foram atacados por forças de segurança pró-Assad na semana passada, que provocou a fuga de cerca de 7000 refugiados, os funcionários do governo fizeram uma grande reforma nos locais dos ataques em preparação para a chegada da comissão especial.

Testemunhas oculares disseram que houve um trabalho de jardinagem, plantio de flores, limpeza do sangue das ruas, recolhimento de cadáveres. Segundo os moradores, a equipe foi escoltada pelas forças de segurança passa apenas nos locais que preparados pela equipe de "limpeza". Mas embora a equipe da UNRWA insista em visitar o acampamento de Al-Ramel, os manifestantes disseram que há uma grande quantidade de jovens e adolescentes presos na "Bin Yousef Nadaf School".

Eles contam que intimidados por soldados e tanques ao redor, transeuntes foram escolhidos aleatóriamente para gravar entrevistas sobre o tema "tranquilidade" na região.

As testemunhas contaram ainda que enquanto a equipe percorria os locais preparados para sua chegada, uma campanha de invasão de casas foi iniciada em "Qnaines, Bustan Seidawi, e na vila de Salma onde mais de 20 refugiados palestinos foram detidos."

Mesmo com toda repressão os manifestantes ainda saíram às ruas nas regiões de Sleibeh, Berqidar e Seidawi Bustan.

Video: Nesta madrugada o fogo pesado continuou em Homs no bairro de Rastan. No vídeo, a munição pode ser vista cruzando os céus negros do bairro enquanto manifestantes procuram formas de voltar para as ruas em protestos que já estão chegando à casa dos 6 meses.


Finanças sírias

Para cada dólar americano, são necessárias 70 libras sírias. Uma desvalorização que tende a se agravar ainda mais. Manifestantes tem denunciado o derramamento de Libras sírias falsas no país:


Fuga de divisas

Um twitter da equipe de hackers de Al-Assad em Damasco, informou que cerca de 27 milhões de libras foram confiscadas por uma secretaria especial do governo. De acordo com a fonte, o dinheiro estava sendo enviado para fora do país em um veículo público:

"Syria: الجهات المختصة في أمانة مركز الدبوسية تصادر نحو 27 مليون ليرة سورية معدة للتهريب في سيارة عامة"
Os atentados por parte do governo sírio não são somente contra a vida humana. Ele tem destruído cidades inteiras e patrimônios. O vídeo a seguir mostra um número de automóveis completamente destruídos depois de terem sido esmagados por tanques do exército. Antes eles só esmagavam motos. Agora os automóveis têm sido alvos constantes desde o início da semana passada.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: