quinta-feira, dezembro 22, 2011

Síria: Um Tsunami de sangue; O país desgovernado.

O caos tomou conta do país. Entregue às baratas, a Síria tem se transformado num grande matadouro, onde rebeldes matam centenas de soldados regulares num único dia e vice-versa. Ainda sobra para a população que morre em média de 30 a 50 diariamente, sem o menor esboço das autoridades sírias, Liga Árabe e Nações Unidas.


Cortesia: "Moataz Abu Ezz"
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 22 de Dezembro de 2011 - 10h52min.
Atualização 23h41min.

Para todos, a comemoração do Natal é inadiável, mas pára a população síria, o dia da sua morte é hoje. Não importa quantos morram nem quando. Sempre será hoje, enquanto que nos bastidores da política internacional, a ganância é a única causa de tantos crimes sem condenação. Negociações em segundo plano, mas que não levaram a resultado algum fazem o massacre da Síria continuar em prorrogações cada vez mais sangrentas. Muitas e muitas pessoas mortas como se não fossem ninguém ou nada.

Desertores executados em Idlib
22/12/2011 http://twitpic.com/7wn5ju
A bola de "Neve"

O exército sírio recebeu ordens para matar os manifestantes e oposicionistas ao regime, bem como simpatizantes dos dissidentes. Sem conseguir suportar a pressão, muitos soldados acabam desistindo de obedecer o comando de sacrificar a população síria. Mas a inteligência tem ordens para executar a qualquer militar rebelado, antes que tenha tempo de fugir ou de se unir ao Exército Livre. Enquanto isto o Exército Livre procura castigar com a morte a todos os militares e agentes de segurança que atacam ao povo sírio.

Nesta quarta-feira (21) um relatório da Revolução Síria disse que as aldeias colonizadas pelo exército regular, tem sido esvaziada de habitantes. O relatório afirma que muitos ativistas fugiram para os pomares em busca de abrigo da violência massiva que percorre o país como o anjo da morte. O relatório divulgado pelo ativista "Moataz Abu Ezz" diz que só ontem mais de 100 civis e ativistas morreram nas mãos dos soldados e forças de segurança, quando tentavam fugir para os pomares em Idlib, no Canto da Montanha.

O relatório afirma que por mais de 5 horas as forças de repressão perseguiram e bombardearam os fugitivos "com chuvas de balas e bombas e tanques". Um número de jovens foram presos em Kvrauad, de dentro de suas casas e foram executados juntamente com os ativistas de diversas aldeias. 11 corpos foram encontrados na mesquita do Norte de Kvrauad elevando o número de mortos a 110 civis, apenas nestas operações em Canto do Monte, Monte Hhacbo e nas matas e planícies perto da montanha.

O relatório à seguir não foi editado, apenas traduzido pelo Google, fornecido pelo ativista da Revolução Síria: "Moataz Abu Ezz":

"foram contabilizados mais de 110 corpos em uma mesquita do Norte Kvrauad e 11 corpos em uma mesquita em Almuserh."

Foi identificado na 51 nomes entre Kvrauad e Kinsafrah, sem falar no gigantesco número de feridos.

O bombardeio continua até agora em Kvrauad e Alaftyra e Qoagafin e Kinsafrah

"Lista dos Mártires Kvrauad hoje 2011/12/20: que se verificou

Nomes disponíveis das vítimas do massacre de Kvrauad até agora:

• Mártir Mahmoud Abdul-Rahman Al / Idlib - Coelho

• Shahid Ahmed e Walid denominador / Idlib - SERGA
• Shahid Alaa Driei / Idlib - SERGA
• Mohamed Al-Hassan Fayad / Idlib - SERGA
• o mártir Sheikh Suleiman Jaafar / Idlib - SERGA
• Mustafa Ismail Shahid Cilawi / Idlib - SERGA
• Shahid Amin Yousef Cilawi / Idlib - SERGA

• Khaled Hussein Rajab (Sarhan), um soldado renegado / Idlib - Alhbit citado em Kafr Owaid.

• Mohamed Al-Hussein / Idlib - Kinsafrah
• Shahid Ahmed Haj Ali Ismail / Idlib - Kinsafrah
• Hajj Ali Shaheed Muhammad / Idlib - Kinsafrah
• Jamal Ali Ag / Idlib - Kinsafrah
• Tarek Khalil mártir / Idlib - Kinsafrah
• Mártir Basil Khalil / Idlib - Kinsafrah
• Mohamed Al-Haj Yassin atributo / Idlib - Kinsafrah
• Shahid Ali Saleh carpinteiro / Idlib - Kinsafrah
• Secretário Adnan Shahid / Idlib - Kinsafrah

• Fadi Adnan Mahmood / Idlib - Kvrauad
• Yasser Ibrahim Al-Ibrahim / Idlib - Kvrauad
• Mustafa Mohammed Radwan (dote) / Idlib - Kvrauad
• Yasser Da'duc / Idlib - Kvrauad
• Adnan Alasmaeil (Ibn Abu afluente) / Idlib - Kvrauad
• Ibn Jassim gerbils / Idlib - Kvrauad
• Shaher Radwan Norte / Idlib - Kvrauad
• Samer Ali Mohammed Alkhnos / Idlib - Kvrauad
• Adel Mohammed Alkhnos / Idlib - Kvrauad
• Abdul Karim Ahmed Alkhnos / Idlib - Kvrauad
• Ahmed Al Absi Alkhnos / Idlib - Kvrauad
• Hassan Mahmoud Alnoshi / Idlib - Kvrauad
• Ahmed Zuhair Alnoshi (DSM) / Idlib - Kvrauad
• Ahmed Abdel-Moneim Abdel Hadi Diddu / Idlib - Kvrauad
• Adnan Abdul-Karim Amen Diddu / Idlib - Kvrauad
• Mohamed Al Sayyar dodo / Idlib - Kvrauad
• Alaa Mahmoud Daher Idi / Idlib - Kvrauad
• Fawaz Ahmed Daher / Idlib - Kvrauad
• Ahmed Abdu Daher (Imam da mesquita do Norte) / Idlib - Kvrauad
• Mohammed Abdu Daher (irmão do Imam da mesquita) / Idlib - Kvrauad
• Imad Ahmad Abdullah Al-Dahir / Idlib - Kvrauad
• Zuhair Al-Abdullah Ahmed Dahir (irmão) / Idlib - Kvrauad
• Khaled Abdel Salam Mglaj / Idlib - Kvrauad
• Izz al-Din Khalid Mglaj / Idlib - Kvrauad
• Khaled Marei Mglaj / Idlib - Kvrauad
• Khaled Hussein Mglaj / Idlib - Kvrauad
• Fadi Adnan Abdul Rahim Mglaj / Idlib - Kvrauad
• As'ad Abdul Rahim Mglaj / Idlib - Kvrauad
• Youssef Abdul-Rahim Mglaj / Idlib - Kvrauad
• Ahmed Abdul Karim Gharibi / Idlib - Kvrauad
• Musab Abdel Fattah-Gharibi / Idlib - Kvrauad
• Khalid Ahmed Gharibi (Ganaudi) / Idlib - Kvrauad
• Assistente dissidente mártir Radwan Ganaudi / Idlib - Kvrauad
• Fouad Ganaudi / Idlib - Kvrauad
• I Fouad Gharibi (Ganaudi) 1 / Idlib - Kvrauad
• I Fouad Gharibi (Ganaudi) 2 / Idlib - Kvrauad
• Salvador Ganaudi / Idlib - Kvrauad

- Além de o mártir Abdel-Aziz Abdel-dominante de Abu Aboud Makki, imam de uma mesquita protetores Krnaz Breve

- Kvrauad: cenas do massacre foram sobre a decapitação do Sheikh Ahmed Al-Fateh, em Kafr Owaid imã da mesquita norte e colocar na porta da mesquita

- Kinsafrah: foram entregues sete corpos do massacre de ontem e há mais de 25 corpos no interior do hospital de Kinsafrah e cerca de 11 corpos no Hospital Nacional e a prisão de todos os presentes os feridos lá, e filtrá-los diretamente e há um cordão de segurança muito grave em hospitais e fechar todas as entradas e saídas, portanto, não conheço um massacre que lá ocorrem

Um bilhão: um grande número de ônibus de segurança invadiram a vila de Monte bilhões no canto na noite passada e da campanha de detenções e destruindo e saqueando casas de ativistas,

- Manhã Urgente _ Monte Angle: 200 corpos encontrados no vale entre as aldeias de Kinsafrah nomeado LaRose e uma chamada nos alto-falantes chamando-o de faltar para ir para identificar os corpos - com Rebel Mohammed.

Fim do Relatório fornecido por "Moataz Abu Ezz"

                                        --------------XXXXXXXXXXXX----------------

Lá fora, um mundo caindo aos pedaços. Cada país tem suas próprias greves, manifestações e revoltas contra corrupção ou má gestão. Dias difíceis em que a proliferação de armas de guerra (não importa o tamanho nem o alcance) não consegue ser reduzida, ao contrário tornou-se  uma grande corrida, principalmente com a entrada da China e da Índia no disputado mercado.

Na política os dias são de "relax". Ninguém quer mais saber de conflitos, mortes e guerras, e as férias da Liga Árabe levarão o mundo a testemunhar um dos maiores massacres da história ao vivo e à cores em alta definição, podendo haver imagens combinadas com a tecnologia 3D.

Antes as pessoas apareciam mortas com um tiro na face, nestas duas últimas semanas as pessoas estão sendo mortas carbonizadas em grande quantidade, sem falar nas que são explodidas por foguetes de mão, granadas e bombas caseiras de pregos e parafusos, porcas e arruelas.

Apoio da China

Vivendo em completa crise interna, a China mal consegue se manter funcionando, mas defende que a Síria deve mesmo resolver suas questões ao estilo bang-bang, apesar de não estra sendo a sua estratégia para com seus próprios assuntos..

De acordo com o site "voanews", a crise chinesa está fazendo o país transbordar. Com a falta de controle da corrupção interna, o país está perdendo o próprio governo, enquanto a péssima distribuição de renda tem levado centenas de milhares ao opróbrio e à revolta. Por não conseguir ajuda do governo, milhares de chineses estão preferindo deixar o país, levando todas as suas economias que antes estavam depositadas em contas bancárias, e segundo a fonte estão construindo suas fortunas no exterior e voltando para sua terra natal portando grande soma de dólares americanos.

Por esta razão, ao menor sinal de conflito armado no país, a crise financeira que vem crescendo desde 1978, terá encontrado seu ápice. O "voanews" disse que 70% do dinheiro "quente" é levado para fora da China e em 2 meses consecutivos (Outubro e Novembro) "que as reservas de divisas só diminuem".

Mesmo assim, a China demonstrou apoio à proposta de resolução Russa apresentada às Nações Unidas neste mês. a Liga Árabe visita a Síria para saber o grau de interesse e esforço da Síria para a chegada dos primeiros Observadores na próxima Terça-feira 27, mas do subúrbios de Damasco até a fronteira com a Turquia, um maremoto de sangue humano permanece em erupção. A pergunta que não quer calar:

Qual a garantia de que os Observadores não serão atingidos com tamanha violência?

Para tentar se defender, a Síria alegou para as Nações Unidas que 2000 soldados e forças de seguranças morreram desde o início das manifestações em 15 de Março de 2011.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: