quarta-feira, novembro 30, 2011

Tunísia fecha fronteira com Líbia para conter líbios exaltados e armados.

O governo da Tunísia decidiu fechar a fronteira com a Líbia depois de semanas convivendo com um grave problema: Rebeldes líbios ainda no ritmo da guerra contra Kaddafi, dirigindo carros equipados com metralhadoras anti-aéreas e pistolas cruzavam a fronteira para Tunísia e realizavam tiros para o alto, deixando a população local em desespero.

"Mideast Libya" Cortesia: BRQ Network
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 30 de Novembro de 2011 - 18h47min.

De acordo com o site "arabic.upi" as autoridades pediram ao governo interino líbio que ajude a resolver o problema. Segundo a fonte pelo menos 3 líbios cruzavam todos os limites com alto poder de fogo e intimidavam os soldados e funcionários da fronteira e andavam pelos bairros atirando para o alto o que o site descreveu como "atmosfera de tensão, pânico e caos".

A arruaça levou o governo líbio a tomar uma difícil e que poderá ser sangrenta decisão: Desarmar os rebeldes.  De acordo com a Aljazeera, o primeiro-ministro da Líbia Abdul Rahim do governo de transição planeja desarmar os rebeldes de Tripoli  e outras cidades. Segundo a fonte, a ação deverá ser simultânea e já de ante-mão enviou esta decisão para a secretaria-geral das Nações Unidas.

Segundo a Aljazeera, o Ministro acredita na "possibilidade de deterioração da situação de segurança a qualquer momento devido à proliferação de armas de todos os tipos."



Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: