quarta-feira, novembro 16, 2011

OFICIAL: Síria suspensa da Liga tem 3 dias para encerrar conflito - 16-11-11

Sem muitas novidades a reunião que aconteceu nesta quarta-feira no Marrocos cuja intenção era reunir os 22  ministros das relações exteriores membros do Conselho para discutir o congelamento da Síria pelo massacre de civis que aliás, continua. Neste momento 5 Tanques, 20 blindados, 30 ônibus e mais 25 carros de passeio lotados de soldados e seguranças que estão se dirigindo a Idlib para mais uma sessão de massacres, informou a CCLSy.

Cortesia: "Muhamad Alladgani"

Por Saulo Valley -Rio de Janeiro, 16 de Novembro de 2011 - 18h09min.
Atualizado 19h18min.

Bashar Al-Assad é o testa-de-ferro da morte. Enquanto o mundo está desesperado com o massacre contínuo e proposital de civis diáriamente por parte do exército e as forças de segurança da Síria, o presidente sírio fala mansamente, vai aos encontros para discutir o assunto, dá entrevistas mas sempre se porta como se a crise estivesse apenas na mente das pessoas e não em seu país.

A liga Árabe decidiu organizar uma comissão de observação para enviar para a Síria e conferir no solo, o que realmente acontece. Para isto ela se reuniu no dia 14 (Segunda-feira) com a "Organização Árabe para os Direitos Humanos, o Comitê Árabe de Direitos Humanos, a União de Médicos Árabes, e os árabes Advogados da União, a Federação de Jornalistas Árabes, e do Gabinete do Parlamento árabe, e do Centro Árabe para a Independência do Poder Judiciário, e da Organização dos Crescente Vermelho Árabe, e o Instituto do Cairo para Estudos de Direitos Humanos direitos" informado pela própria Liga Árabe em um comunicado de imprensa em sua página.

A Associated Presse informou que após a confirmação da decisão da Liga Árabe pelo congelamento da Síria como membro do Conselho de Ministros nesta quarta, o Conselho de Ministros decidiu dar 3 dias de prazo para que a Síria apresente um plano de pacificação para que seja apresentado na próxima reunião emergencial sobre a Síria. Quando a Liga determinará o envio dos 500 observadores estrangeiros para o avaliarem as condições no país.


Reações

Nas ruas da Síria, a reação do povo de imediato foi: Insatisfação por ter dado mais um prazo para Al-Assad. Esta irritação se dá pelo fato de todo sírio saber que tudo o que Al-Assad precisa é de prazo até conseguir eliminar todos os ativistas da revolução, que alías, continuam sendo perseguidos e assassinados pela inteligência síria. 

Mas segundo a LCCSy que disse que uma multidão saiu às ruas para elogiar a Liga Árabe por ter decidido enviar observadores para a região. Eles saíram cantando e comemorando a decisão com muita empolgação.

Um ativista sírio denunciou que 400 funcionários da segurança síria estão se preparando para ir para o cairo protestar em nome de Al-Assad. A SANA, agência de notícias estatal síria disse que há uma grande conspiração envolvendo "sindicatos, partidos políticos, organismos e organizações árabes e sírias", condenando a decisão da Liga Árabe descrevendo como "ilegal, visando uma ação conjunta árabe."

A SANA também reportou a visita de delegações do "Comitê Internacional da Cruz Vermelha e do Crescente Vermelho Árabe Sírio com sede em Damasco" nesta quarta (16-11) para avaliar as condições dos hospitais em Homs. Segundo a Agência de notícias do governo que citou o Dr. Abdull Hamman Attar como dizendo que encontrou os hospitais em condições "satisfatórias", tendo colocado as duas entidades ao inteiro dispor para "prestar assistência médica necessária para ajudar aos mais necessitados".

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: