terça-feira, novembro 22, 2011

Mundo espalha navios de guerra pelo Mediterrâneo tendo a Síria como fundo. 22-11-11

Além do grave violência e desentendimento internacional, a síria enfrenta a crise do óleo diesel, além das adversidades no país, ao redor de suas fronteiras o mundo ameaça a entrar num violento embate em sua defesa ou em defesa dos que a castigam. Helicópteros turcos são vistos nos céus da Síria. 2 civis turcos e 1 saudita são mortos no mesmo dia, enquanto navios de todo o mundo cruzam o mar mediterrâneo em socorro do povo sírio, mas há quem queira se opor:


Horam  - Gigantesco volume de galões e de carros em busca de Diesel
Snapshot - 22-11-11
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 22 de Novembro de 2011 - 17h49min.
Atualização: 24/11/11 - 17h29

A crise do óleo diesel está parando o país, que já vem praticando as greves nacionais, participando massivamente das manifestações dia e noite, e os funcionários do governo ainda são obrigados a deixar de trabalhar, para sair em demonstrações de "amor" a Bashar Al-Assad. Somando com a descomunal quantidade de sanções internacionais, isolamento, empresas estrangeiras e países abandonando a exploração do petróleo poços queimando e tanques queimando diesel em... rachas?



Violência contínua - De acordo com relatórios recentes da Síria, as incursões militares nas cidades não param nem ao anoitecer. Os tiroteios aleatórios já são rotineiros e à cada novo dia o número de atiradores nos telhados se multiplicam. Os manifestantes têm comentado sobre a presença de militares de tipos desconhecidos com uniformes desconhecidos. Repórteres da Rede SNN acredita que sejam iranianos mas ninguém sabe ao certo a origem dos novos assassinos de elite atuando em Hula. Na cidade ainda a SNN informou que houve uma tentativa de rebelião, depois que a população saiu para protestar contra a invasão militar. Segundo a fonte, o militar rebelde foi executado.

É citado o Crescente Vermelho Sírio como visitando as cidades com gigantesca proteção militar para gravar vídeos que apresentem a tranquilidade, a paz e comemore o bom funcionamento dos hospitais públicos.


O desespero do povo que precisa do
Diesel pra tudo. Snapshot - 22-11-11
Em Baba Amr o violento ataque tem impedido que familiares enterrem seus mortos pelas forças de segurança. Em muitas regiões os transformadores de energia dos postes são atacados pelas forças de segurança, impossibilitando a manutenção de corpos em freezers e frigoríficos.
Desde que a Liga Árabe iniciou a "tentativa de diálogo" entre o regime sírio e a população síria, sem sucesso, o número de mortos tornou-se ainda mais difícil de ser contado. Há mortes por todos os lados o tempo inteiro e há muitas tropas, tanques, caminhões e ônibus estrangeiros, praticamente todos contra o povo sírio, que tem se mostrado resistente sustentado pela fé e na demorada intervenção internacional.

Liga Árabe - A Liga tem anunciado que a reunião de emergência (que já está se tornando rotina) para discutir a situação da Síria, marcada para quinta, está confirmada, mas em virtude da nova onda de protestos e massacres no Cairo, nos arredores da Sede da Liga Árabe, os membros do Conselho de Ministros decidiram realizar o evento num hotel no Cairo mesmo, só que mais afastado da praça de guerra que se formou mais uma vez em busca de democracia tão sonhada.

Navios Russos

AO envio de 3 navios de guerra da marinha russa para impedir possível avanço da NATO pelo Mediterrâneo tem causado uma outra desconfiança: O site "thetotalcollapse" conta que há uma acelerada corrida da inteligência americana para verificar se a Rússia não está contrabandeando armas para abastecer o "Líbano e a Síria" por meio de "embarcações menores", o que seria um gancho para o Conselho de Segurança das Nações Unidas.

A fonte ainda revela que os navios estão equipados com tecnologia de vigilância de "informação e guerra eletrônica". Outras fontes disseram ontem que os Estados Unidos não acreditam que a Russia terá condições de bancar esta guerra.

USS Abraham Lincoln - 030501-N-6020P-017 - Cortesia: "Marion Doss"
Navios Canadenses

Conforme o "andar da carruagem", o governo canadense decidiu enviar seus navios para o Mediterrâneo também. O site "thetotalcollapse" revelou também que estes navios estavam nas águas do Mediterrâneo durante o conflito na Líbia e, citando ainda fontes militares que disseram que os navios canadenses correspondem a "duas fragatas". De acordo ainda com a fonte a fragata HMCS Vancouver ficará no Mediterrâneo até o início de 2012 enquanto o HMCS Chalottetown ficará por aquelas águas até o final de 2012.

Navios Iranianos

Em outra matéria o "thetotalcollapse" afirmou que 2 navios do Irã estão no porto Sírio. A informação foi publicada pela agência de comunicação da NATO nesta segunda (21).


"John C. Stennis CVN74" Cortesia:  
"San Diego Air & Space Museum Archives"


Navios americanos

Dois navios americanos do tipo porta-aviões estão em águas do Mediterrâneo próximo ao Irã. a fonte citou Washington como dizendo que os portas Stennis e Bush, estão sendo mantidos na região em oposição às pesquisas nucleares iranianas.

Navios da NATO

Por falar em NATO, 4 navios de guerra também foram enviados para o Mar Mediterrâneo. O "thetotalcollapse" disse que a fragata turca TCG Orucréis, a fragata alemã FGS Schleswig-Holstein, a fragata romena ROS Regina Maria e uma corveta francesa associada com a fragata canadense HMCS Vancouver.

Artigo em Destaque

Pra quem reclamar quando autoridades estão ligadas aos criminosos?

Quando você se vê atingido por uma autoridade usurpadora do teu próprio direito, a quem reclamar, quando você sabe que a autoridade máxima ...

Leia também: