terça-feira, novembro 08, 2011

Libya underconstruction - O esforço de um povo para a reconstrução de um país dizimado.

A líbia viveu um dos momentos mais violentos de sua história, num esforço incomum para derrubar o ditador Muammar Kaddafi que literalmente dizimou o país, mutilou e assassinou dezenas de milhares de vidas em 9 meses.

Misrata (autor desconhecido)  Fonte: "rtbf"
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 08 de Novembro de 2011 - 08h24min.

Embora as organizações internacionais estejam oferecendo ajuda para a reconstrução da Nova Líbia, a maior parte do esforço deverá ser mesmo vinda do povo líbio. Com um largo sorriso no rosto e no coração, eles sabem que precisam recomeçar o país do zero.

Ainda em ritmo de comemoração, o povo tem buscado atender às suas necessidades básicas, que são milhares ao cubo. Uma das soluções está na busca e recuperação das imensas fortunas desviadas para o exterior pelo ditador. Dinheiro que deveria ter sido usado para o bem do país.

Sem o conhecimento das autoridades internacionais e que não sofreu nenhuma sanção sequer, estima-se que pelo menos 200 Bilhões de dólares estavam sob administração de Kaddafi, até o momento que foi preso e morto. Segundo fontes, estes valores se distribuídos pelos 6,5 milhões de líbios que vivem abaixo da linha da pobreza, resultaria numa quantia de U$ 30.000,00 (trinta mil dólares para cada cidadão).

Novas informações fornecidas pela Assembléia Nacional de Transição da Líbia afirmam que só na Grã-Bretanha há tantos imóveis de propriedade de Kaddafi que seus valores somados poderão chegar a pelo menos 1 Bilhão de libras esterlinas! As informações destes imóveis e valores estão em posse do Tribunal Penal Internacional que solicitou especialistas em finanças da Líbia para ajudar a identificar os bens. A Nova Página na História da Líbia citou ainda o "Evening Standard Journal" como fonte.

Fontes líbias citando a Associação de Beneficência 17 de Fevereiro contra tuberculose, que informou que 80 famílias foram beneficiadas com quantias entre 100 e 250 dinares como doação. A entidade doou ainda para famílias carentes um número de 25 ovelhas exclusivamente para o sacrifício da semana sagrada do Eid. No total 13 Mil Dinares foram doados pela entidade formada por mulheres líbias.

Nova Líbia, nova capital ou duas capitais?


Uma pesquisa no Facebook traz a discussão sobre o retorno do artigo 188 da Constituição líbia que permite que Trípoli e Benghazi sejam as capitais do país. Mas parece que a maioria da população não aprova esta idéia.


Capvespre na cidade de Trípoli em 2007 Cortesia: "sebastiagiralt"


De olho no Futuro


O economista Jonh Davy escreveu um artigo para o site árabe "Al-Awsat"  falando sobre o futuro da Líbia. Em sua interessantíssima visão ele destacou que no futuro, todos os livros estarão falando sobre o passado da Líbia. Sobre estes fatos históricos que marcaram o país, mas que agora é hora do povo líbio se concentrar apenas no futuro e deixar o passado para a história.

"Talvez algum dia nos estejamos escrevendo alguma coisa sobre o passado, mas este não é o tempo agora."

Ele conta um pouco de suas experiências anteriores na Líbia e destaca 3 pontos essências para que a Nova Líbia se concentre à fim de se recuperar por definitivo:
  • Setor Privado
  • Educação
  • Turismo Cultural.


Professor Convidado em Economia na Universidade de Londres,  ele destaca que após enormes revoluções as pessoas tendem a se sentir desorientadas, por isto ele orienta que projetos de longo prazo devem ser criados de imediato para que as pessoas tenham com se re-orientar, com o estabelecimento de novas metas.

"O professor Davy afirmou que a "continuação da vida e a restauração da infra-estrutura básica, como serviços essenciais e instituições pode ajudar a fazer as pessoas a se sentirem parte desta reconstrução."

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: