segunda-feira, novembro 07, 2011

EUA abre 500 Mil vagas para ex-combatentes desempregados.

Só no Iraque haviam pelo menos 170 mil combatentes americanos. A volta para casa foi recebida com muita emoção por seus familiares e por toda a comunidade internacional que não aguentava mais aquela situação. Mas ao retornar surgiram os problemas de readaptação, com a nova América, crise mundial e falta de qualificação para o mercado de trabalho, problemas que duram até hoje.

"Se preparando para o Kosovo" - Foto Cortesia: "The U.S. Army "
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 07 de Novembro de 3211 - 20h06min.

A Casa Branca criou um programa para inserir os ex-combatentes ao mercado de trabalho. Mas as dificuldades não são poucas. Muitos retornaram com sérias sequelas, traumas emocionais e mutilações. Mesmo assim, o governo dos Estados Unidos da América tem procurado encontrar um espaço até mesmo para os deficientes.

"Homem da máscara" - Foto Cortesia: "The U.S. Army "
Num encontro entre o presidente Barack Obama e a Organização de Líderes Veteranos na Casa Branca, Obama anunciou seu apoio aos militares que voltaram e ainda estão regressando de diversos fronts espalhados no planeta. Ainda há muitos que voltarão principalmente do Afeganistão, após 10 anos de combates com poucos resultados práticos, exceto pela morte de Bin Laden e os mais de 2 Bilhões de dólares gastos, que com certeza estão fazendo falta à economia americana nos dias de hoje, com a atual conjuntura.

"Presidente Obama também anunciou três ações executivas que irá ajudar os veteranos a encontrar empregos." Disse a Casa Branca nesta segunda dia 07/11.
A Casa Branca disse que o anúncio feito nesta segunda "faz parte de uma série de ações executivas para colocar os americanos de volta ao trabalho e fortalecer a economia." Obama disse que depois de lutarem no exterior, os soldados ainda precisavam lutar por um emprego ao voltar para casa.

A decisão emergencial foi tomada de forma independente do Congresso, que vem discutindo a situação dos ex-combatentes e não conseguem chegar a um resultado.Barack Obama disse: "Não podemos esperar o Congresso agir" A presidência da República acredita que com estas 3 estratégias de emergência poderão apresentar meios para que os veteranos encontrem meios de ingressar o mercado de trabalho quando voltarem para suas casas.

"Olhar Atento" - Foto Cortesia: "The U.S. Army "
O problema é que com a grave crise que os Estados Unidos enfrenta não há infraestrutura no país para abrigar e empregar a todos os soldados que ainda retornarão do Iraque e do Afeganistão. É como eles não tivessem nascidos lá, ou melhor explicação seria que a população americana cresceu vertiginosamente durante estes mais de 10 anos de combate e com o nível do desemprego já elevado, a chegada de mais alguns milhares de veteranos completamente desatualizados e especializados em ferramentas pouco usuais na vida cotidiana, complica bastante.

A América incentivará a contratação de veteranos deficientes. Donald L. Sammuel, comandante da DAV National disse:


"O plano do presidente Barack Obama será um incentivo a mais para fazê-lo. Os homens e mulheres que serviram e se sacrificaram para a nossa nação merecem um espaço no mercado de trabalho. "
Entre as estratégias para impedir que o desemprego de veteranos se agrave pelo seguindo mês consecutivo  a Casa Branca tem criado mantido limites de crédito no valor de US$ 5.600 por cada Veterano e créditos fiscais para as empresas que contratarem ex-combatentes.

"Exército Nacional Afegão Graduação" - Foto Cortesia: "The U.S. Army "
As novas iniciativas que a Casa Branca tem anunciado para serem colocadas em prática de agora em diante são

  • A criação do "Gold Card Veterano" - que permitirá acompanhamento psicológico, aconselhamento e uma série de ajuda no sentido emocional e psicológico.
  • A criação de uma ferramenta Online que permitirá exclusivamente ao veterano interessado acessar e escolher as atividades civis que melhor possa se adequar e se inscrever.
  • A criação de um Banco de Emprego para Veteranos.


A Casa Branca informou que estes serviços já poderão ser consultados no seguinte endereço: 

A comunicação foi feita pelo Gabinete do Secretário de Imprensa.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: