domingo, novembro 06, 2011

Crise? A economia mundial vai quebrar!

O que é a "economia mundial" e no que se baseia? À princípio de conversa ela depende de grande capacidade de consumo e esta atribuição está literalmente ligada à população mundial. Mas a revolta popular global, que chamamos de "Primavera Global" ou "Global Spring" deverá ser a responsável pela maior estagnação econômica globalizada da história!
photo by: Doug Wheller. Remixed under creative commons licence.
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 06 de Novembro de 2011 - 07h44min.

Ter dinheiro e querer não comprar. Ter mercadorias e não conseguir vender. Esta ressaca está literalmente ligada às mentiras praticadas pelos governos de todo o mundo. Está ligada aos truques e esquemas capitalistas de enriquecimento de poucos, levando a maioria à completa falência.

A exploração comercial das grandes massas começam com as que têm maior poder de compra. Há cerca de 13 anos o mercado descobriu que, durante toda a vida como um todo, os idosos poupavam uma grande soma de dinheiro para deixar para seus herdeiros. Esta observação foi feita à partir da quase completa falência da classe trabalhadora masculina. Declínio este que se mantém até hoje, sendo a classe trabalhadora feminina a preferência para as contratações.

A corrida selvagem dos mercados para proporcionar uma enxurrada de produtos e serviços para uma única classe à fim de esgotar todas as suas formas de subsistência, apoiadas pela maior e mais perigosa ferramenta das grandes máfias: A Mídia.

Photo by "Cap'n Surly"
Creative Commons license
Foi neste tempo que os idosos se mostraram uma presa fácil. As propagandas iludiam aos filhos e netos de que eles podiam comprar de tudo utilizando os direitos, e parte dos salários dos idosos. Foram criados meios vorazes para consumir com todas as suas reservas das contas de poupança, por meio de uso do saldo com "avalista". Surgiram os empréstimos consignados que descontavam em folha e para se adquirir um computador para seu netinho querido, o idoso acabava ficando sem dinheiro para comprar seus remédios essenciais para prolongar suas próprias vidas.

Os idosos no Brasil foram salvos quando à beira de um colapso, uma emenda constitucional limitou os créditos com desconto em folha a até 50% dos benefícios.

Propagação do engano

Então esta indústria desequilibrada e insana "descobriu" que os pais fariam tudo pelos filhos e entrou com tudo no "mercado teen" transformando adolescentes de classes pobres e médias em "patricinhas" e "playboys". Esgotados os investimentos eles migraram para os jovens. Embalados na música eletrônica e na ansiedade de ostentação foram atrás de (utilizando a mídia) obrigá-los a comprar carros e jóias, além de roupas de marcas e provar que são capazes de gastar milhões em um único dia ou mesmo jogar dinheiro ao avanço, como (a propaganda disse isto) meio de demonstrar poder!

"Ansiedade econômica sobre a crise financeira pessoal"
Fonte: IbTimes (Photo: Creative Common)
Mas chegou um ponto da vida em que todos estamos juntos diante de uma encruzilhada. Os jovens, na ilusão televisionada investiram muito dinheiro nas faculdades não conseguem empregos, compraram carros caros e não conseguiram concluir o pagamento do financiamento, e no meio de uma verdadeira crise de orientação a juventude descobriu que eles não estão mais na moda. Ou seja, as respostas que estão procurando não virão, porque não existem. Até porque os cursos que eles fizeram foram extintos e terão que voltar para a máfia das universidades para tentar uma nova profissão ou atualização!

Então quando virá aquele emprego prometido com altos salários? NUNCA!

Picture by Jonathan McIntosh, Creative Commons
Fonte: "scrippsiij"
Aí, a mídia que é vira-latas, sai anunciando que AGORA o mercado está muito aberto para profissionais de nível técnico e para diaristas, biscateiros, faxineiros, flanelinhas... Adivinha porque? Porque uma diarista ganha mais de R$ 1200 reais por mês e o catador de papelão consegue pagar a faculdade de sua filha ... nossa é muito dinheiro, uma mina de ouro!!!

Conscientização

Então, as pessoas estão mudando. Elas estão trazendo o centro da gravidade para si mesmas. Elas estão determinando que suas próprias vontades deverão determinar suas ações e seus futuros. Cercadas de miséria e desolação, as pessoas estão consciente de que não há governo maior no mundo que a própria consciência e a capacidade de cada um de buscar o que é melhor com os meios que são possíveis de se conseguir.

Bom o corporativismo pode até achar uma forma de sobreviver, mas cada indivíduo hoje quer ser dono de suas próprias escolhas e que a televisão e as agências de propaganda não poderão mais ditar as ordens.

Protesting capitalist ghouls in New York
Photo by David Shankbone, Creative Commons
Sem estas ferramentas, as multinacionais quebram. Os governos acabam descobrindo que precisam fazer mais do que lindas campanhas publicitárias com os artistas do momento. Eles precisam tra-ba-lhar!

Não conheço político que goste de trabalhar, você conhece?

A população mundial descobriu que  todos os recursos retirados de suas famílias e de suas cadernetas de poupanças por meio de propagandas "ridiculamente irresistíveis" eram utilizados para alimentar outros mercados, como o de armas e drogas, por exemplo, que por suas vezes, são atirados contra a população carente, terminando de retirar o pouco que lhes resta: Seus trocados, dignidades e por fim suas vidas.

Comentaristas econômicos correm para a mídia e dizem: "isto será consumido", "aquilo é a nova tendência", "as pessoas estão comprando mais isto" e você que acredita só se afunda!

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: