terça-feira, novembro 29, 2011

Maher Al-Assad é morto com 30 tiros por assessores.

Após muitos boatos, a Morte do Brigadeiro Maher Assad foi confirmada pelo Conselho Militar do Regime Sírio em uma entrevista por telefone para um canal de TV Árabe. A morte de Maher desestabiliza o clã Assad e desperta no regime a sede por vingança. A morte de Maher Assad aconteceu no dia 19, quando foi executado com pelo menos 30 tiros por seus próprios assessores. Confirmando, conforme divulgado pelo Sheik Abdul Rahman da Cidade de Damasco. Mas a confirmação pública só aconteceu no dia 21, quando foi anunciada oficialmente e publicada pelo "BlogHumans".





Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 29 de Novembro de 2011 08h01 GMT-3
Atualização: 27 de Maio de 2012 16h57 


Artigo abaixo foi publicado antes de 27 de Maio de 2012


O comando do Batalhão Ala-mail do Exército Sírio teve fortes razões para crer na morte de Maher Al-Assad, o mais sanguinário membro da família Assad, comandante da 4º Brigada de Operações Especiais com base nos montes de Latakya. Segundo a fonte o corpo que poderia ser o do Brigadeiro estava "apodrecendo" no hospital Shami em Damasco mas não havia meios de periciá-lo .


Nesta Sexta o nome de Maher voltou à circular por toda a internet com nova especulação sobre sua morte. De acordo diversas fontes de notícias a morte de Maher Assad havia sido "confirmada por mais de 500 pessoas." Mas fontes árabes de notícia informaram que o boato teria parti supostamente da conta de Twitter do Sheik Abdul Rahman, de Damasco. Mas ainda assim, há o risco de que seu profile tenha sido invadido por hackers pró-assad, com o objetivo de reduzir a credibilidade das notícias oriundas da revolução síria. A mensagem enviada pela autoridade religiosa divulgava um link para uma nota que informava que Maher Al-Assad havia sido assassinado por um de seus companheiros. Uma vez baleado, teria sido levado para uma UTI e não resistido aos ferimentos.

O "BlogHumans" apoiado por membros da equipe do "Grupo de Jornalismo Internacional na Revolução Árabe", investigou as informações em todas fontes orientais e ocidentais, sem ter encontrado qualquer informação substancial. Definitivamente afirmamos que a notícia divulgada nesta sexta 18 de Maio de 2012 não é verdadeira (até que se prove o contrário). A prova é que a maioria dos links visitados não continham qualquer informação à respeito, ou exibiam o aviso de que a matéria havia sido "deletada".

Homenagem ao líder ao Hezbollah na página oficial de Maher Assad.

Atualização: 18 de Maio de 2012 - Até o dia de hoje não se ouviu mais falar de Maher Al-Assad e também não há qualquer confirmação sobre sua morte, nem mesmo de sua existência.  Será esta uma estratégia do regime sírio? Mas os boatos da morte do Brigadeiro mais temido da Síria ainda percorrem a internet e os bastidores da revolução, mas pouco se acredita na veracidade desta informação.

Esta intrigante "especulação" deixa no ar uma pergunta: "Aonde foi parar Maher Al-Assad?"

Maher Al Assad tirando fotos dos corpos de vítimas do
massacre da prisão de Sednaya  que liderou em 2008.
Video: Maher Assad é o atirador de jaqueta de couro que dispara contra os manifestantes.


Maher Al-Assad era a autoridade que mantinha o povo sob pesada opressão armada.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: