quarta-feira, outubro 19, 2011

S.O.S. Síria 1: Executar TODA a oposição para cumprir prazo de encerrar conflito. RELATÓRIO

A Síria está sob grande pressão. O veto da China e Rússia contra a resolução forte e decisiva para o fim do massacre tem prazo de validade. Fontes de completa credibilidade haviam me informado que Medvedev deu 30 dias para Al-Assad acabar de vez com o conflito. As mesmas fontes garantiram que Al Assad está tentando cumprir o prazo em 13 dias.

Por Saulo Valley, Rio de Janeiro, 19 de Outubro de 2011 - 07h24min.
Atualização: 18h27min.

A revolução popular contra o regime de Bashar Al-Assad já atravessou 7 meses e a violência só foi ganhando requintes de crueldade. A Rússia e a China perceberam que se mantivessem o veto contra a resolução do Conselho de Segurança em vão, iriam enfiar suas economias e suas relações internacionais num grande buraco e provavelmente seriam expulsos das Nações Unidas, pra piorar a situação.

Para que eles não sofressem com as rebarbas da moto-serra de Al-Assad, decidiram dar um prazo para que a Síria acabe de vez com a crise e implemente as reformas que havia prometido inúmeras vezes. Até o final de Outubro Al-Assad precisa dar fim aos protestos, mas como as armas de guerra são as únicas ferramentas que o regime conhece, decidiu executar todos os manifestantes em tempo recorde: 13 dias.

Esta história tem a ver com maldição hereditária. Foi exatamente neste prazo que seu pai Hafez Assad exterminou entre 30 e 40 mil manifestantes em 2 semanas em 1982. Ele carbonizou muitos corpos e a ONU só reconheceu a morte de 10.000 manifestantes e rebeldes.

Está na hora do mundo fazer alguma coisa. Até o fim do mês, milhares de civis estarão mortos e não há quem os possa livrar.

Ativistas internacionais dos direitos humanos especialmente dedicados em socorrer o povo sírio apresentaram um relatório assustador:

Relatório emergencial da cidade de Homs
(Parte 1 de 2)

Homs - 17 de Outubro - Noite.

A cidade de Homs está sitiada e sob pesado ataque militar. Durante toda a noite eles ficaram ouvindo o som das balas, foguetes e explosões. De acordo com os moradores, esta noite não foi melhor, já que "vários veículos blindados" foram relatados como invadindo o bairro de Deir Balba, despejando uma gigantesca quantidade de munição e ainda lançando foguetes, atingindo várias casas.

O mesmo foi testemunhado pelos moradores dos bairros de Al-Bayada, Al-Khaldiyeh, Amro Baba, Al-Waar, Jib Al-Jandali, Karm Al-Zeitoun, e Al-Nazeheen. As forças de solo tiveram o apoio da Força Aérea Síria que "sobrevoavam a cidade e seus subúrbios aterrorizando a cidade e as aldeias do norte."



Homs - Vítimas 17 de Outubro - Noite.

Três manifestantes foram mortos na Segunda em Al-Inshaat pelas forças de segurança apoiados pelos Shabihas. Os funerais conteceram ontem em Baba Amro.

Nomes das vítimas: Taher Al-Sibaai, Tamer Mando e Gazwan Ghalioun.

Aqui estão alguns vídeos do funeral em Baba Amro:


http://www.youtube.com/watch?v=9eGP_0pAeEs
http://www.youtube.com/watch?v=vD5mgvSdN-Y
http://www.youtube.com/watch?v=6YqABk_9ye4

De acordo com o povo de Homs, houve um funeral que estava sendo realizado para os mártires de Al-Khaldiyeh, mas foi interrompido violentamente com a chegada das forças de Assad, "que abriram fogo contra os enlutados, resultando em algumas lesões".

Aqui estão alguns vídeos do funeral dos mártires do bairro de Al-Khaldiyeh. O funeral que aconteceu ainda no dia 17 das vítimas do dia 16, quando membros da Liga Árabe ainda estava com Al-Assad em 16 de outubro de 2011. Estes vídeos confirmam que a máquina de massacre não parou durante a reunião da Liga Árabe:


http://www.youtube.com/embed/QbraqbbA0Tk
http://www.youtube.com/watch?v=DiiqGhxKhXI
http://www.youtube.com/watch?v=j0-As9YabIc

Vídeo gravado no momento que as forças de seguranças atacavam um funeral no bairro de Al-Khaldiyeh:

http://www.youtube.com/watch?v=GbMzsU6vq98

"Veículos blindados disparando em Al-Khaldiyeh durante a demonstração da noite, que foi também durante a reunião da Liga Árabe em 16 de outubro de 2011"



Este relatório especial dos últimos 2 dias em Homs continua em outra postagem: 
http://saulovalley.blogspot.com/2011/10/sos-siria-executar-toda-oposicao-para.html

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: