domingo, outubro 23, 2011

A Nova Página na História da Líbia - CNT declara o Xariá - 23-10-11

Os motivos que levaram a Líbia a lutar pela libertação são diferentes dos motivos que levaram a Síria a enfrentar a morte em massa em troca da queda do regime de Al-Assad. Hoje, no primeiro dia da nova Líbia, sabe-se que o Islam será a base de governo do país e servirá como referência para a criação da nova constituição.

Por Saulo Valley - Atualização 24 de Outubro de 2011 - 08h10min.




 Mas o discurso do líder Jalil Abdel Mustafá preocupa quando disse:

  "Somo um país islâmico e por isto toda a legislação que não está em concordância com os princípios do Islam não será aplicada!" Qual será o destino das mulheres e dos direitos humanos internacionais? Esta radicalização islâmica não abrirá espaço para novas revoltas? 

Já a Síria quer mudanças porque quer o respeito aos direitos humanos internacionais na íntegra, dando direito de culto para todas as religiões, respeitando o direito da mulher, da criança e outras liberdades garantidas pela lei internacional dos direitos humanos acordadas em convenções que a Síria assinou, mas não pratica.

Por isto mesmo sabe-se que uma constituição com referência exclusivamente islâmica vai fazer o país regredir no esforço de libertação e democracia, privando muitas pessoas de seus direitos internacionais. A própria aplicação de leis islâmicas são em sua maioria inversas aos direitos humanos, que exibe uma extensa lista de proibições para o sexo feminino, impõe castigos desumanos para pequenos delitos etc. O exemplo prático está no Iran, no Marrocos e na Arábia Saudita. Se a novo governo planeja a democracia deve suavizar o discurso do lider do Conselho Nacional de Transição Jalil Mustafá.


Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: