Pular para o conteúdo principal

Translate this Page

Theerã corre para fazer novas alianças enquanto as velhas vão sucumbindo...

O Iran é um país isolado por si só. Não é necessário muito esforço para fazer com que fique perdido no Oriente Médio. Lutando para continuar defendendo seu poderio interno e seu poder esmagador sobre o povo iraniano, o país busca fugir dos compromissos ligados aos direitos humanos, direitos civis e direitos internacionais, que se observados, todo seu monopólio iria por água abaixo automaticamente.

Encontro Bilateral - Brasil e Irã - Foto: Pedro França/MinC
Cortesia: "Ministério da Cultura"
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 09 de Setembro de 2011 - 09h32min.

Ao passo que os países ocidentais progrediram na questão humanitária, tornaram-se mestres da maioria dos países árabes, que até então o maior obstáculo para que a população árabe tivesse uma vida mais humana vinha sendo a própria religião.

Com o passar do tempo o Islamismo foi se fragmentando e a maioria de suas ramificações acabaram deixando o radicalismo para um estilo de vida mais democrático. Mais livre. Mas na maioria dos países árabes, a religião controla a política ou vice-versa. Isto tem um peso muito grande sobre as leis e a forma como as leis são executadas.

Como exemplo paralelo: Há mais de 3.000 anos atrás, um texto foi escrito na Bíblia Sagrada que se fosse levado ao pé da letra hoje, não haveria nenhum ser humano vivo:

"Eis que todas as almas são minhas; como o é a alma do pai, assim também a alma do filho é minha:  a alma que pecar, essa morrerá." - Ezequiel 18:4

Compreendendo o peso das leis de Deus sobre a lei dos homens, a maioria dos países buscaram ser mais flexíveis. Menos o Iran. Oferecendo absoluta resistência à compreensão desta realidade nos dias de hoje, o governo Iraniano seguiu em perseguição ao ocidente e sua evolução cultural.

Mas há razões para isto e também há razões para estas reações de repulsa cheguem ao fim.

No final da Segunda Guerra Mundial, quando o mundo se dividiu em mais uma guerra pelos mercados apelidada de "Guerra Fria", haviam duas religiões predominantes. O Cristianismo e o Islamismo.

O Islamismo predominou no Oriente enquanto o Ocidente foi abraçado pelo Cristianismo. Lentamente a Europa foi povoada por muçulmanos e em vinte anos cerca de 50% da Europa já havia aderido ao Islam. Os muçulmanos radicais decidiram dominar o mundo numa época em que a única coisa que os ocidentais conheciam sobre eles eram os atentados terroristas e suicidas. Os Jihadistas infernizaram o mundo e esta imagem ficou gravada na figura de Osama Bin Laden.

O ódio despertado pelo ataque às torres Gêmeas fez com que o restante do ocidente tremesse ao ouvir falar a palavra "Islam". Mas a guerra sempre trás algo de bom lá no fundo. Bem no fundo: As inúmeras guerras americanas e europeias contra adversários orientais, acabaram por abrir a mente das populações quanto aos dias modernos, aos direitos humanos e a democracia.

É lógico que o termo "Democracia" foi sendo utilizado para praticamente substituir a frase: "É um assalto".
Este é um crime praticado por reis, príncipes, presidentes, sheikes, primeiros-ministros e outras autoridades máximas de países tanto ocidentais quanto orientais. Cristãos ou muçulmanos.

No lado muçulmano os líderes utilizaram o pecado de luxúria, a abnegação e os votos de santificação para reter todos os recursos financeiros do povo, ao passo que por baixo das vestes de líderes religiosos haviam apenas políticos e empresários podres de ricos de recursos públicos.

Nesta prática o Iran permaneceu e quando viu que a maioria dos países árabes estavam compreendendo a mensagem ensinada por países ocidentais, (inicialmente por Londres), decidiu pela oposição. Buscou alianças com países historicamente inimigos do ocidente a fim de se fortalecer e não ficar isolado. Mas à medida que estes países também foram relaxando em seus regimes e tornando suas leis um pouco mais flexíveis, o Iran voltou a ficar sozinho.

Para sobreviver, o país fez parcerias com regimes mais tradicionais, como o regime da Líbia, Líbano, Síria, Venezuela e Bolívia, mesmo não sendo regimes islâmicos. Mas quando alguns destes governos começaram a despencar por causa dos levantes populares que clamavam por democracia e direitos humanos, o Iran percebeu que estava prestes a ficar sozinho mais uma vez e decidiu adiantar-se e buscar parcerias bilaterais com países assumidamente inimigos da América como a Rússia e a China (este último na verdade só compete na questão mercadológica). Também atraiu para perto de si países menores em ascensão ou que vieram de guerras americanas ao terror, que buscam sua auto-suficiência e independência como o Iraque, Paquistão, Cuba e o *Brasil.

Para evitar reação popular o Iran ataca os intelectuais. Proíbe e persegue os estudiosos. Prende e executa os sábios e os mais informados. Mantidos numa redoma de isolamento cultural o povo vive hoje como se estivesse no ano de 1950.

Mas inevitavelmente o Iran deve se tornar o último Estado Islâmico Radical do planeta, até que não suporte mais a pressão dos novos tempos...

*Para deixar bem claro, o Brasil que era uma colônia americana amigável e voluntária, deixou de aceitar influências culturais do poderoso Estados Unidos por força da invasão injustificada do Iraque e a contínua obsessão por perseguir os muçulmanos sem que houvesse distinção entre os terroristas e os religiosos. Na queda do World Trade Center, mais da metade dos brasileiros sentiram que a América estava recebendo o que merecia. Muitos deles, apesar de atônitos (mais pela ousadia do ataque), observavam a queda dos edifícios com certa solenidade. Como quem assiste ao hasteamento da bandeira nacional. Mas os brasileiros choraram com as mortes dos inocentes. Afinal ser brasileiro é ser acima de tudo humano.

Postagens mais visitadas deste blog

A nova vida do Advogado Ércio Quaresma ex-defensor do Bruno Goleiro.

Ele subiu ao topo. Tornou-se um dos defensores mais admirados no cenário jurídico. Por um contrato milionário, foi defensor do Bruno, Goleiro do Flamengo, no caso do assassinato de sua namorada Elisa Samúdio, até que foi pego se drogando em uma cracolândia na região metropolitana de Belo Horizonte.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 25 de Novembro de 2011 - 07h26min.
O Dr. Ércio Quaresma foi professor de Direito na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Durante mais de 20 anos de carreira, cometeu deslizes não muito comuns, em se tratando de pessoas do seu nível e de sua formação; Por outro lado foi realizou defesas espantosas, dignas de meste. Se especializou na defesa de acusados de crimes hediondos por assassinato em 1º Grau obtendo bons resultados quase sempre. Isto porque em alguns casos o criminoso era indefensável, digno de toda culpabilidade e nada mais lhe restaria a não ser a pena máxima.

Mesmo assim sua experiência na defesa de criminosos praticamente condenados foi ex…

Aliaa Magda ElMahdy nua é desejada, perseguida, processada, linchada e morta. Um símbolo?

Ela nem se considerava bonita, muito menos sexy. Decidiu se expor como forma de denunciar de modo marcante, o abuso sexual que as mulheres egípcias sofrem, espancamentos e indiscriminação, mas no campo da religião, Aliaa Magda é tida como um monstro.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 03 de Dezembro de 2011 - 06h50min.
 De adolescente a mulher. De ativista a símbolo sexual. Sua decisão de mostrar sua foto numa numa página de blog chocou o Egito, a comunidade islâmica e o mundo árabe. Adquiriu admiração de muitas mulheres que nunca tiveram coragem para fazer o mesmo, embora tivessem desejo. Seu blog atualmente registra mais de 4.400.000 visitantes embora a impacto inicial tenha passado, sua nudez lhe rendeu muita popularidade e muitos problemas. Aliaa saiu do "Blogger" para as ruas:


Nas ruas foi odiada. Foi linchada, ficando bastante machucada. Mais tarde os linchadores descobriram que haviam espancado a moça errada. Não era Aliaa. O ódio da comunidade islâmica lhe rendeu ameaç…

Sahar Tabar jamais fez 50 cirurgias acabem com a Fake News - O Observador do Mundo

A jovem iraniana Sahar Tabar vem sendo ridicularizada por internautas do mundo inteiro desde que um site publicou que a "mulher iraniana teria feito 50 cirurgias pra se parecer com Angelina Jolie" mas seu rosto teria ficado deformado. Seria isto mesmo? Saiba a verdade a seguir:

Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - 03 Dezembro de 2017

Sahar Tabar é uma jovem iraniana comum, que aos 19 anos vive numa ditadura islâmica radical, em que as mulheres são vistas pela maioria dos homens como apenas objeto sexual, maldição, lixo ou objeto de muitas punições e castigos em todas as áreas. Mulheres jovens bonitas nestes lugares não são apenas assediadas ou violentadas, são escravizadas e forçadas a ficar em silêncio já que não há lei que permita que ousem abrir suas bocas diante das autoridades. Muitas destas jovens são abusadas sexualmente pelos pais, pelos irmãos, vizinhos, colegas de escola, professores, colegas de trabalho e patrões, policiais e políticos. São vítimas de um siste…

A implantação e queda do comunismo socialista e o "Decálogo de Lenin"

O "Decálogo de Lenin" é um resumo do pensamento da implantação do comunismo de modo mais "social". Escrito por um brasileiro de Sorocaba, a obra, por incrível que pareça descreve exatamente a tragédia que o Brasil vive hoje sob a luz do Partido dos Trabalhadores - CONTINUE LENDO:

A "Revolução Bolivariana" era ainda um sonho de Chávez de unificar toda a América Latina sob seu comando. Ele pretendia instalar um regime comunista duro, com maior apelo social mas que culminava no empobrecimento de todas as camadas abaixo dele, e o enriquecimento exclusivo do Estado militarizado e de seus líderes.   Para isto Chávez contava com militantes de esquerda em todo o território latino, e depois do fracasso dos anos 60, finalmente nas últimas duas décadas, conseguiu colocar seus "agentes laranja" no poder em diversos países, entre eles Brasil e Argentina.

Quando o Brasil aderiu ao "Comunismo Socialista", por meio da comemorada ascensão de Luis Ináci…

Rodoviária Novo Rio - Assaltos, insegurança, medo, abandono e caos nas vias de acesso

   A Rodoviária Novo Rio, na cidade do Rio de Janeiro é muito bem policiada, graças a Deus. Mas as vias que levam até ela sofreram mudanças radicais com as últimas obras na região. Um completo abandono absurdo fora do prédio. Veja os pontos mais perigosos:


Atualização: 14/05/2015 - 19:30 GMT-3
   Pra começar a segurança é zero, fora do âmbito da Rodoviária e quem vai viajar de ônibus precisa assumir os riscos. Assaltantes emboscados esperam 24 horas por suas presas que passam com suas bolsas e malas e são abordadas sucessivamente sem que sejam incomodados. A engenharia de trânsito é péssima e a maioria dos pontos de ônibus foram colocados a quase 1 quilômetro de distância da rodoviária e quem depende destas conduções para retornar pra casa, é obrigado a percorrer esta distância arrastando malas, caixas e bolsas, enquanto que os ladrões vão correndo atrás de suas vítimas como leões atacando uma manada de zebras.

   A alternativa forçada pela situação só privilegia os taxistas que fazem …

ABRIGO PEDRA DE GUARATIBA PEDE S.O.S - AJUDE!

   O Abrigo Evangélico Pedra de Guaratiba anunciou que está enfrentando muitas dificuldades no presente momento e as crianças que mantém, não estão sendo adotadas. Por esta razão, o acúmulo de despesas fixas e extras, em consequência de diversas necessidades estruturais e de necessidades médicas das crianças.


Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 21 de Fevereiro de 2013 - 18:05 GMT-3

   Os dias são difíceis e para que uma família consiga se manter sem grandes traumas, é preciso enfrentar muitos desafios. Agora imagine um abrigo para crianças abandonadas ou que sofriam maus tratos no seio do lar de origem, e ninguém quer adotá-las? O velho problema de sempre:  Não têm olhos verdes ou azuis, não têm cabelos e peles claras, vão mesmo ficando...

   O drama que cresce à cada novo dia em todas as Organizações Não-governamentais que tratam de menores órfãos. Etnia é um exagerado fator influenciador nas adoções. Em outras palavras: Até para adoção, nossa sociedade é racist…