quarta-feira, setembro 07, 2011

Síria: Um povo pacífico vive angustiante espera por socorro seguindo de massacre em massacre

Há duas semanas, moradores denunciaram que os "Shabihhas" estavam recebendo uniformes militares. Esta parecia ser mais uma estratégia para confundir a informação e fazer com que ninguém soubesse quem realmente eram. dias mais tarde chegaram os acessórios e equipamentos de trabalho. Agora está claro de que a intenção é causar um estrago infinitamente maior do que havia conseguido até agora:


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 07 de Setembro de 2011 - 07h44min.

De um lado os soldados do exército sírio e os Shabihas que receberam um "upgrade" e estão prontos para varrer o país em busca de oposicionistas a Al-Assad. Do outro lado, uma das poucas esperanças do povo sírio: Os dissidentes e NATO:


Esta realidade é angustiante e comprova que Al-Assad tem recebido larga ajuda financeira e logística. Enquanto ao povo sírio só lhe resta morrer de fome, sede frio, no escuro, muitos tiros, explosões e cremações. Se for enterrado, será em praça pública a menos de 30 cm abaixo da superfície do solo. Ele não será velado por seu familiar nem receberá flores. Não haverá que ore por sua alma e será informado pelo governo sírio como criminoso quando seu único erro foi decidir fazer uma manifestação pacífica a qualquer preço.

Multiplicaram-se as forças de seguranças, os calibres e as armas inimigas. Aumentaram-se os clamores pelo fim do regime e o número de presos, torturados, executados, mortos e incinerados para apagar os vestígios.

Uma nação que clama por justiça, mas de onde esperam socorro, parece não haver forças para socorrer.

"Libya No-Fly-Zone" - Cortesia: "UK Ministry of Defence "
Eles pedem ajuda da NATO enquanto que governos anti-americanos e anti-ocidentais estão investindo para que o regime de Assad esfregue a sua vitória na cara das Nações Unidas que se encontra imobilizada pela força russa, chinesa e vários países árabes e sulamericanos.

Até que ponto é interessante para o mundo, o fracasso da revolução síria? Até que ponto há mais legitimidade nas reclamações do presidente sírio que nas reclamações do povo?

Visão internacional 

A visão internacional ainda é muito turva. À cada visita por grupos e organizações estrangeiras de direitos, humanos, saúde e governos, há um forte esquema de descaracterização das atividades atuais. 

Para exemplificar, a última exigência dos Direitos Humanos, era o acesso da Cruz Vermelha Internacional aos presos na Síria. Segundo a CCL (Comitê de Coordenação da Síria) a Cruz vermelha teve acesso ao sistema penitenciário de Damasco, no presídio central em Adra.

Todo o mundo sabe que os manifestantes presos não ficam em celas convencionais. Eles ficam em construções subterrâneas embaixo dos prédios de segurança e nos estádios esportivos convertidos em campos de concentração, e o detalhe é que Damasco é o lugar onde acontecem os menores incidentes, por causa do grande aparato militar. Além destes prédios poucos convencionais, ainda são utilizadas escolas e por último a Síria está fazendo o uso de HOSPITAIS!

Uma organização não-governamental criada por um massivo grupo da classe de advogados sírios que responde pelo slogan: "Advogados para a Liberdade da Síria" anunciou no dia 05 de Setembro de 2011 que há em suas mãos todas provas documentais e testemunhais, endereços e descrições de todas as masmorras e prisões improvisadas espalhadas pela síria. Todas as informações necessárias para que seja possível avaliar a verdadeira situação de calamidade que os presos sem acusação têm sofrido nas mãos do regime sírio.

Segundo a ONG, a grande maioria presa está em sub-solos, onde acontecem os maiores horrores.

Há o testemunho de uma jornalista que visitou a Síria antes do massacre de Hama há dois meses. A escritora Wendell Steavenson conta em seu testemunho intitulado "Caminho para Liberdade" o que viu e ouviu nos dias que esteve no país. Ex-correspondente da Times, ela ainda foi a primeira jornalista americana na invasão do Iraque. Experimentada escritora em regiões de conflito no Oriente Médio e em constante ascensão, Wendell  pôde descrever com detalhes, o que realmente acontece na síria em seu mais recente relatório.

Estas são as únicas formas do mundo finalmente ter uma visão mais clara do que acontece na Síria. Até que a muralha militar seja derrubada e as janelas para o mundo sejam novamente abertas, só por intermédio de pessoas confiáveis e imparciais é que se pode ter a verdadeira noção dos fatos.

Este blog tem compromisso apenas com a verdade. Não há partidarismo. Há jornalismo investigativo e fatos comprovados e documentos fide-dígnos. Por isto ainda estamos on-line.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: