segunda-feira, setembro 05, 2011

Síria proíbe que soldados gravem suas atividades após derrame de videos no youtube.

Os vídeos não param de chegar. Tem soldados matando civis, explodindo casas, humilhando populares, aterrorizando presos, espancando manifestantes, e muito mais. Eles gravam com seus celulares para mostrar para seus amigos seus mais "incríveis" feitos na esperança de conquistar um grande público online. É aí que acabam por gerar provas que incriminam mais ainda o regime de Al-Assad. O mais forte indicado candidato ao Tribunal Penal Internacional da atualidade.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 05 de Dezembro de 2011 - 22h38min.


Decidi publicar esta matéria especial sobre os vídeos gravados por soldados sírios porque recebi a informação que à partir de agora os soldados estão proibidos de registrarem seus próprios crimes.


Ester vídeo chegou na web depois que Al-Assad garantiu não haver operações militares em Idleb.




Enquanto este vídeo gravado por soldados, demonstra o quanto muitos deles estão bastante à vontade com o massacre de civis desarmados e sem culpa alguma. Eles brincam, fazem piadas e se divertem em serviço. Não há pesar em seus corações. Os que se revoltam são executados.




Quanto mais Al-Assad aparece em público com suas retóricas copiadas de todos os ditadores assassinos de civis que já aterrorizaram o mundo, mais vídeos aparecem, gravados por seu próprio pessoal:



Video: Você quer liberdade? Toma liberdade! Você quer seus direitos? Toma seus direitos!

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: