sábado, setembro 10, 2011

Síria mata 3 paramédicos do Crescente Vermelho em emboscada em Hamídya.

Na saúde uma testemunha ocular revelou que ontem uma equipe médica do Crescente Vermelho Sírio foi atacada por uma chuva de balas de grosso calibre numa emboscada.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 10 de Setembro de 2011 - 09h58 min.

A equipe médica foi informada de que havia um número de feridos que precisavam de uma ambulância do Crescente na cidade de Homs. Eles foram enviados para Hamidya sem a proteção de tropas do exército, como era determinado pelo governo sírio. A testemunha ocular na verdade uma das pessoas que liderava a equipe médica de emergência que disse ter enviado uma ambulância com um motorista e três jovens paramédicos.

De acordo com o depoimento,  eles seguiram para Hamidya sem cobertura do exército e chando lá constataram que havia uma pessoa ferida de verdade. A equipe desceu e foi prestar socorro.

A testemunha contou que uma barreira de seguranças começou a atirar incessantemente contra a equipe.
Relatando como um "tiroteio muito intenso". O motorista conseguiu escapar embora ferido mas os três paramédicos não resistiram aos graves ferimentos.

A testemunha foi ao hospital socorrer a equipe e constatou que a primeira vítima havia recebido 9 tiros, que precisou que fossem removidos o baço e a bexiga.

A segunda vítima recebeu 4 tiros. Três direcionadas à região do coração e axilas e um na perna.

A terceira vítima ficou encoberta porque a família estava com medo e pediu para que não fosse tocada.

Logo as forças de segurança assediarão as famílias dos mortos neste Sábado. Certamente a Síria dirá para o Chefe da Cruz Vermelha Internacional que foram atacados por "gangues armadas" mas foram mortos por seguranças pró-Assad.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: