quinta-feira, setembro 15, 2011

Liga Árabe: Saiba o que foi tratado entre o Dr. Nabil e Bashar Al-Assad em 10-09-11.

Uma coisa é o que foi descrito pela agência SANA sobre o que foi discutido no encontro entre o Dr. Nabil e Bashar Al-Assad, outra coisa é o que a própria liga diz ter discutido e o acordo firmado entre as partes.

Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 15 de Setembro de 2011 - 04h36min.

Em primeiro lugar a Liga Árabe decidiu quebrar o silêncio exigindo o fim do derramamento de sangue no país. Seu enviado especial, o Secretário-geral Dr. Nabil disse que seu encontro com o presidente sírio visava tratar da atual crise no país e expor em uma conversa descrita como "franca" sobre os resultados da última reunião do Conselho.

Em uma nota de imprensa a Liga Árabe destacou que ainda no Aeroporto quando estava de volta do encontro com Bashar Al-Assad, o Secretário-geral disse a um grupo de repórteres sobre sua demonstração para Assad sobre a atmosfera da última reunião ministerial do Conselho em relação ao conflito.

Ele disse que:
"O clima é de genuíno desejo por parte dos países árabes sobre a necessidade de encontrar uma maneira de acabar com a crise atual na Síria, e da importância de tomar medidas imediatas para pôr fim aos atos de violência em todas as suas formas, e injetar o sangue do povo sírio, e assegurar a transição para o desenvolvimento e para concretizar as ambições do povo sírio em todas as esferas de mudança e reforma, protegendo o futuro do povo sírio e a prevenção de ameaças que pesam sobre a Síria, qualquer que seja a fonte."
Por isto o Secretário falou sobre a necessidade de acelerar este processo por meio de um "calendário específico" e mostrou "a importância de ver os resultados reais no terreno o mais rápido possível".
Ele ainda pediu que Assad avaliasse "o curso de suas ações sobre a situação na Síria, e uma série de procedimentos, leis e decretos emitidos pelo governo da Síria".

O Dr. Nabil pediu o fim do "derramamento de Sangue no país e a desmilitarização das cidades da Síria", além de pedir a libertação de todos os presos políticos e acusados de participar de protestos recentes. Exortou a Síria sobre a necessidade de que as pessoas voltem a sentir segurança e a liberdade de exercer as suas vidas com normalidade, seguindo por caminho pacífico e democrático para atingir este objetivo, "tendo a aceitação e a confiança de todos os segmentos do povo sírio".

"O Secretário-Geral sublinhou a importância de um diálogo nacional aberto a todas as forças e personalidades que queiram aderir, independentemente de suas filiações, e com base de reconciliação nacional..."

Ele ainda pediu à Liga Árabe para que desempenhe o papel de "facilitador" no diálogo entre Síria e o povo sírio como um mecanismo a ser acordado e que "os relatórios dos passos realizados serão apresentados no relatório do Conselho de chanceleres árabes em sua próxima sessão sobre os resultados desta tarefa."

Versão da agência SANA:

Snapshot de parte da página onde se encontra o artigo que foi publicado
1 dia após o encontro em Damasco.
No encontro com o Dr. Nabil a agência de notícias estatal SANA disse que Al-Assad pediu que a Liga Árabe não se detenha em informações "distorcidas" pela mídia reforçadas por "provas fabricadas", ao passo que ao falar sobre o encontro entre o Dr. Nabil e Assad disse:

"Al-Arabi também afirmou a rejeição da Liga Árabe de todas as formas de interferência estrangeira em assuntos internos da Síria e seu desejo de superar este estágio atual, salientando que a Liga Árabe nunca será um caminho para aprovar uma resolução contra qualquer país árabe."

Encerrou o assunto falando que ambos concordam da necessidade de "uma série de medidas práticas para acelerar o processo de reformas na Síria" e seguiu falando um pouco sobre os diversos encontros que já ocorreram, no passado entre as partes.

Pior ainda é aversão deste site pró-Assad: syrianleaks.wordpress.com/2011/07/14/syrian-president-has-lost-his-legitimacy/

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: