domingo, setembro 18, 2011

Índia: Tremor 6,9 na Escala Richter a 19,7 km de profundidade deixa 16 mortos - Atualização

O terremoto detectado inicialmente 6,8 pelos equipamentos da UGSS e logo atualizado para 6,9 com profundidade de 19,7 Km. As informações estão chegando com dificuldade já que as as comunicações foram prejudicadas em muitas regiões. O tremor que teve seu epicentro no nordeste do estado de Sikkim pôde ser sentido poderosamente a 600 quilômetros de distância, fazendo com que a população de Nova Delhi fugisse de casa.

Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 18 de Setembro de 2011 - 09h11min.
Atualização: 17h27min.

De acordo com o site indiano "in.ibtimes" o número de feridos anunciados até agora totalizam 100 nos relatórios iniciais. Mortes foram relatadas na Índia e no Nepal.

Já o site ucraniano "Guardian" informou que o número de mortos chegou a 16 e disse que o primeiro-ministro indiano, Manmohan Singh propôs o envio de tropas para ajudar as regiões afetadas. Também convocou um reunião de urgência com membros da Comissão Nacional de Gestão de Desastres.Também citou a Força Aérea como tendo enviado cinco aviões para auxiliar nos resgates.

Colaterais

Segundo "in.ibtimes" o tremor causou uma série de deslizamentos de terra nas redondezas de Gangtok. 1 homem morreu porque ficou preso dentro de seu carro quando foi soterrado. Ainda em Gangtok um outro homem morreu durante o desabamento de um edifício.

Com as linhas fixas interrompidas, houve sobrecarga no sistema de telefonia celular.

As fontes disseram que muitas áreas ainda estão sem energia elétrica.

Agências de notícias locais continuam aguardando informações quanto aos estragos e possíveis novas ocorrências de mortes. Mas a princípio o terremoto tem sido descrito como um "tremor sem precedentes" e sua extensão tem atingido uma vasta área. Apesar de ser normal que no primeiro momento apareça uma informação no sismógrafos da USGS e depois seja atualizada, também pode ocorrer que tremores com magnitude próximas se repitam na mesma localidade em intervalos muito pequenos, dando a impressão de ser um único relatório de tremor, ou que a fonte da agência de notícias não é muito precisa.


Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: