sábado, setembro 10, 2011

Hacker: Agência de notícias Aljazeera sofre pesada perseguição pró-Assad.

A guerra tem sido cada vez mais implacável. Inicialmente o grupo de hackers "defacements" que atuavam online era de 67 agora o número já passou dos 220. Eles percorrem as páginas escrevendo mensagens pró-Assad de forma organizada. Combatem as notícias e comentários, mas também hackeam, invadem e provocam instabilidade nos sistemas. Diáriamente um líder determina qual site será atacado e todos se concentram nela até a próxima página ser determinada, isto só acontece no dia seguinte.

Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 10 de Setembro de 2011 - 14h44min.

Na página dos hackers no facebook "Sírio-argelino aliança-mail"  (www.facebook.com/Syria.Algeria) diz:

"Meu povo honesto ... É o nosso tempo de ataques diários usuais contra as páginas israelenses que desejam inflamar conflitos na Argélia,  Por favor, levante prontidão e confirmar a presença do ataque na página "The Argelino Revolution"  ataque que vem depois de 10 minutos  está pronto para a prensagem "Lake"  escreve: "Pronto"

No Facebook, nem sempre que alguém pressiona o link chamado "LIKE" quer dizer que ela literalmente "gostou" de algo. Este comando ganhou inúmeras utiliades há alguns meses e neste caso, o "LIKE" quer dizer: "Estou obedecendo", ou "concordo" ou "Já entendi".

Em outras palavras quer dizer que as 63 pessoas que marcaram a opção "LIKE" poderão estar atacando aquela página mencionada no decorrer do dia. São soldados obedientes.

Ataques contra Israel. Ataques planejados contra a Aljazeera. Suas páginas são copiadas e os esquemas de ataques são traçados.

As respostas são planejadas e são ofensivas e suas estratégias podem provocar guerra no oriente médio e o massacre de mais outros milhares de pessoas. Como disse neste Sábado o líder dos hackers na imagem na lado e no texto a seguir:

"Al-Assad venceu os sírios e vamos cortar a mão de traição que a Argélia é um país mais de um milhão e meio de mártires. Todos os sírios com você nossos irmãos na Argélia contra a conspiração."

O grupo usa os vídeos do youtube para ensinar ou exibir suas ações, como o caso desta invasão à página da Embaixada Americana no Facebook :


O líder da página ainda diz: 
"Eu prometi a Deus Todo-Poderoso para defender os direitos da nação árabe contra conspirações estrangeiras e não vamos parar de atacar a Al-Jazeera e páginas no Facebook, aconteça o que acontecer lembremo-nos que Deus está conosco ... e que se Deus está conosco está quem estará contra nós? bênção de Deus para começar  Hjoowoowoowoowoowoowom"
Esta página "www.facebook.com/Syria.Algeria" é usualmente promovida pela página não-oficial do presidente Bashar Al-Assad no facebook que possui mais de 206 mil seguidores.

No canal do youtube um vídeo é usado para exibir o poderio militar de ataque e contra-ataque da Síria:

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: