sexta-feira, setembro 23, 2011

Crise: 1 de cada 6 nova-iorquinos não consegue se sustentar.

A crise americana chegou ao seu limite mais profundo dos últimos 27 anos. A taxa de pobreza em Nova York chegou a 20,1% em 2010 de acordo com o site americano "nydailynews".

"Vou trabalhar por comida" O retrato da crise americana - Cortesia: "Aaron Brazell"
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 23 de Setembro de 2011 - 16h05min.

O problema parece estar despontando agora, mas a crise americana não é nova. A agência Census Bereau exibe as estatísticas que assustam. De acordo com o relatório, 1 de cada 6 moradores de Nova Yorque não ganha o suficiente para pagar o aluguel, ou comprar comida. De acordo com o site, esta parcela da população representa 3 milhões dos 46,2 milhões de americanos que vivem na total pobreza.

O "nydailynews" citou Mark Levitan, o prefeito da cidade de Bloomberg como que dizendo:


"Não estamos aqui para colocar batom em um porco. Estes não são os números que queria ver", exclamou.
Ele ainda admitiu que a crise continua subindo, mesmo depois de avaliar se a automação das empresas não estariam contribuindo para o desemprego. Segundo a fonte ele ainda teria comentado que quando assumiu a prefeitura em 2002 haviam 1,49 milhões de nova-iorquinos vivendo na linha da pobreza. Hoje são pelo menos 1,6 milhões.

O site fala que grandes cidades como Chicago, Los Angeles e Dallas o nível de pobreza chega a 20%. Como não poderia ser diferente a maioria da população pobre está dividida em três etnias:
  • 15% são brancos
  • 28% hispânicos
  • 23% negros ( Esta última vive no limite da pobreza)

Ainda os lugares onde há maior concentração destas populações são mesmo no Bronx e no Brooklyn.


No geral a taxa de desemprego nacional é de 9% e o site ainda afirma que nos últimos 3 anos o desemprego tem atingido mais famílias.

Enquanto o mundo procura se equilibrar com tamanha crise, ainda há uma grande preocupação:

Países árabes podem provocar a fuga de mais de 35 milhões de cristãos nestes tempos de revolução e sectarismo. Para onde destinar toda esta gente desempregada e faminta?

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: