sábado, setembro 10, 2011

Como parte do processo de reformas Síria anunciou decreto para Guerra e prontidão.


Detalhes do decreto das fundações de mobilização geral e prontidão para a guerra


Por HNN | News Network Homs , quinta, 8 de setembro de 2011, 12:39
Detalhes do decreto das fundações de mobilização geral e prontidão para a guerra

Presidente Bashar al-Assad emitiu um decreto legislativo n º 104 em mobilização

 Este decreto não declarará uma mobilização geral é
Mas especifica fundada em geral, que é seguido por países
Mesmo em situações de paz, o seguinte é o texto do decreto como o local mencionado "econômico":

Presidente da República
Com base nas disposições da Constituição:
Desenha o seguinte:

Capítulo I
Definições e princípios básicos

Artigo 1 º:
A definição de embalagem: é converter o país em geral e as forças armadas, em especial de tempo de paz para a prontidão de guerra para defender a soberania da nação e da face de ameaças internas e externas, incluindo desastres naturais e outros recursos naturais.

------------------------

B Geral Mobilização: é colocar todos os artigos de recursos humanos e materiais do país a serviço do esforço de guerra, de acordo com as exigências de interesse do país.

A mobilização parcial: é colocar parte dos recursos humanos do país em recursos humanos e materiais ao serviço do esforço de guerra em uma região específica ou mais, dependendo da situação assim o exigir.

D elaboração de embalagens: é um conjunto de medidas e ações implementadas em tempos de paz, e para assegurar que a mobilização de todo o potencial civis e militares o direito do tempo com o anúncio da mobilização.

E a implementação da embalagem: é um conjunto de medidas e procedimentos para a transformação do país, as forças armadas ou parte da preparação para a defesa da soberania nacional e diante de ameaças internas e externas.

E um tempo de guerra: é o período em que ocorrem confrontos armados entre a República Árabe da Síria e do Estado e identifica uma ou mais iniciar e decreto de terminação.

Artigo 2 º:
 Declaração de embalagem:
Declare um decreto de mobilização, emitido pelo Presidente da República após a aprovação do povo.

B. mobilização parcial declarada por decreto, emitido pelo Presidente da República de acordo com a posição devido apreço ao Presidente.

Artigo 3 º:
 Declaração de Embalagem: declarar a mobilização geral ou parcial, nos seguintes casos:
Quando a guerra irrompe entre a República Árabe Síria e do Estado, ou mais ou o aviso de ameaça.
Tensão para as relações regionais e internacionais.
Em caso de perturbações internas, ameaçando a segurança da pátria.
Quando confrontados com catástrofes naturais e outros recursos naturais.

Capítulo II
Funções das autoridades legislativas e executivas na preparação e implementação de embalagens

Artigo 4 º
O Presidente da República o seguinte:
1 desenho da política geral de mobilização na República Árabe Síria.
2 Preparação e emissão de leis e decretos relacionados com a preparação, embalagem e implementação.
3 Determine o sistema de cooperação entre o poder executivo na elaboração de embalagens e implementação.
4 Determinar o sistema operacional de órgãos do poder executivo, os órgãos do governo local, durante a implementação de mobilização.
(5) a prescrição de um sistema de trabalho com a exclusão de cidadãos mobilizados de pessoal de reserva nos órgãos do poder executivo e órgãos do governo local para chamar de reserva de dever na preparação e implementação de mobilização.

Artigo 5 º
 O Conselho das seguintes pessoas:
1 Estudo e adoção das despesas de embalagem no orçamento geral do Estado.
2 Aprovação das leis relativas à preparação, embalagem e implementação.

Artigo 6 º
 O Conselho de Ministros o seguinte:
1 Implementação de procedimentos para a elaboração e implementação de mobilização.
2 para fornecer o Exército e as forças armadas de mídia física e fontes de energia e outros serviços de acordo com as prescrições de embalagem.
3 Organização e preparação de planos de transformar sua economia e órgãos do Estado em vários níveis para o benefício de embalagem.
4 Preparação e disposição dos órgãos do poder executivo e as organizações populares no processo de mobilização. Humano e cheio de transportes e comunicações, independentemente da sua origem e propriedade
(5) prescrever os deveres do poder executivo na área de embalagens.
6 Sistema de ferro de medidas e fontes de financiamento a preparação e execução da mobilização e alocação de recursos necessários para que do orçamento geral do Estado.
7 a elaboração de projetos de lei relacionados com a mobilização.
8 Avaliação da disponibilidade de mobilização dentro dos limites de seus poderes e, assim, elevar o relatório anual ao Presidente da República.
9 Regulamento da exclusão dos cidadãos mobilizados pessoal de reserva nos órgãos do poder executivo e os órgãos administrativos locais da chamada para o serviço militar durante a implementação de mobilização de reserva.
10 Regulamento e implementação de projetos e exercícios da propagação do preenchimento.

Artigo 7 º -
Funções dos órgãos do poder executivo (ministérios):
1 Organização e procedimentos de embalagem segura para a preparação e implementação.
2 Supervisionar a preparação de embalagem nas instituições e suas empresas afiliadas, ou aqueles associados à actividade e celebrar contratos com eles para o exercício das funções de embalagem.
3 a formação de comitês de mobilização de seus funcionários.
4 Configurando o plano de mobilização e identificar os meios necessários para isso.

5 Implementação de medidas para garantir os planos de mobilização em colaboração com os órgãos do poder executivo nas províncias e regiões, condados e cidades.
6 a apresentar propostas ao Conselho de Ministros sobre o desenvolvimento de métodos de preparação, embalagem e implementação.
7 exclusão dos cidadãos mobilizados pessoal de reserva nos órgãos do poder executivo em instituições e empresas que estão activamente associados à sua actividade nesses órgãos ou instituições e filiais, e prevê a exclusão e os regulamentos de acordo com as regras especificadas pelo Conselho de Ministros.

Artigo 8 º
 Funções do poder executivo e órgãos do governo local nas províncias e, regiões condados e cidades na área de embalagem:
1 Organização e garantir a preparação, embalagem e implementado no âmbito da gestão.
2 Supervisionar a preparação de embalagem nos conselhos locais, instituições e empresas que operam esses dispositivos está ligada a ou suas afiliadas.
3 a formação de comitês de mobilização de seus funcionários.
4 A implementação de leis relacionadas com a preparação, embalagem e implementação.
5 Plano de Mobilização Elaboração e implementação de medidas relacionadas ao postar.
6 a coordenação ea cooperação com os órgãos do poder executivo a tomar medidas para assegurar a implementação do plano de mobilização.
7 contratos com instituições e empresas e apresentar propostas a fim de garantir a elaboração e implementação de mobilização nas províncias e regiões, condados e cidades.

8 em caso de falha de algumas empresas e instituições responsáveis ​​das funções de embalagens de tomar medidas para a transferência dessas tarefas para as instituições e outras empresas que estão activamente associados com a atividade desses dispositivos ou instituições e dos seus afiliados.

9 a prestar assistência ao equipamento militar local (áreas de recrutamento e de pessoas) em tempos de paz e sobre a declaração de mobilização.

Relatório de 10 Regulamento dos cidadãos sujeitos à chamada para o serviço militar de reserva sobre a declaração de embalagens e seguro de mecanismos e equipamentos de engenharia para os centros de recepção. E fornecer edifícios e instalações eo desenvolvimento de terra sob o ato, e outros suportes físicos, de acordo com os planos de mobilização.

11 a exclusão dos cidadãos mobilizados pessoal de reserva nos órgãos do poder executivo e órgãos da administração local nas províncias e regiões, condados e cidades em instituições e empresas associadas com seus dispositivos mencionados ou nas instituições e afiliadas, e fornecer para a regulação de exclusão de acordo com as regras especificadas pelo Presidente da República.

12 propostas de serem apresentados às autoridades executivas no desenvolvimento de preparação mobilização e implementação.

Capítulo III
Deveres das instituições, empresas e cidadãos na elaboração e execução de embalagens

Artigo 9 º
 Deveres das instituições e empresas:
1 Organização e implementação de medidas para garantir a prontidão para a mobilização.
2 criar comissões para preenchê-las.
3 A aplicação das medidas necessárias para o desenvolvimento e produção para atender o caso de mobilização em tempos de guerra.
4 Execução dos contratos com eles de acordo com a embalagem e os planos para a implementação.
5 Quando a Declaração sobre a implementação de medidas relativas à embalagem, deslocando a produção para trabalhar em tempo de guerra.
6 Cooperação com agências de recrutamento local no trabalho de mobilização de tempo de paz e sobre a declaração de mobilização e informação imediatamente para os cidadãos chamados a reserva de dever e entrou para a centros de agrupamento (recepção) nos órgãos de recrutamento militar ou Balqtat.
7 acesso seguro para máquinas e equipamentos de engenharia para os centros de recepção.

8 A posição dos planos de construção de embalagem com indenização por danos de acordo com a legislação em vigor.
9 exclusão dos cidadãos mobilizados pessoal de reserva nas instituições e empresas da chamada para o serviço militar durante a implementação da reserva de mobilização e regulamentos, exclusão e exclusão, em conformidade com as instruções.
10 contratos para a execução de tarefas de mobilização, a fim de assegurar a defesa da República Árabe Síria, se a autorização de potencial com a conservação do seu direito a indemnização por danos, se houver, de acordo com as leis e regulamentos em vigor.
11 para as informações necessárias para a elaboração e implementação da embalagem de acordo com as regras especificadas pelo Conselho de Ministros.

Artigo 10
Deveres dos cidadãos:
1 recrutado para vir para as pessoas quando eles são chamados durante a execução de embalagens, a fim de identificar as tarefas que lhes forem atribuídas.
2 Implementação das instruções de embalagem dado a eles, e ajudar o povo de recrutamento.
3 Apresentação de todos os bens necessários real e pessoal e outros fins de propriedade ou tinha a posse deles com a conservação do seu direito a uma indemnização justa de acordo com as leis e regulamentos.

Capítulo IV
Base regulamentar para a preparação e execução de embalagens

Artigo 11
 Desenvolvimento e implementação do sistema de embalagem:
1 º define o sistema de preparação de mobilização e implementação nos órgãos do poder executivo, em conformidade com as disposições do presente Decreto Legislativo.
2 funcionários realizada nos órgãos do poder executivo e órgãos da administração local, instituições e empresas a responsabilidade pessoal para a implementação dos deveres que lhes foi confiado na preparação e implementação de embalagens de acordo com este Decreto e da legislação em vigor.
3 foi a gestão da mobilização geral é o responsável principal do trabalho da embalagem.
4 sujeitos à mobilização de mão de obra não é coberto pelo lado seguro e instalações industriais, serviços e mídia (meio de), transporte e equipamentos de engenharia naval e materiais que servem o esforço de guerra da articulação público, privado e.

Artigo 12
 Funções das comissões de embalagem:
1 Uma autoridade executiva nas províncias e regiões, condados e cidades e órgãos da administração local, instituições e empresas responsáveis ​​pela embalagem tarefas ou funções associadas com o trabalho de embalagem, formação de comitês para a mobilização de medidas para regular o preparo, embalagem e implementação e acompanhamento da implementação dessas medidas.
Angels 2 é determinada por comitês da embalagem da natureza e tamanho da embalagem ou funções de tarefas associadas com o trabalho de embalagem.
3 sujeitos aos presidentes da embalagem ou pessoas nomeadas para ocupar postos de trabalho para os presidentes do nível superior.
4 sistemas incrível trabalho comitês de embalagem problema nos órgãos do poder executivo pelo ministro competente.
5 incrível sistema de trabalho para Jean-embalagem nos órgãos do poder executivo pelo Presidente do Conselho de Ministros.

Artigo 13
 Dever militar sobre a prestação dos meios de comunicação e meios de transporte:
1 º define o dever de seguro de militares e meios de comunicação e meios de transporte, a fim de garantir as forças armadas durante a mobilização.

2 circulam dever militar na mídia e meios de transporte sobre as autoridades executivas e órgãos do poder local nas províncias e regiões, condados e cidades e órgãos do governo local, instituições e empresas, bem como portos, aeroportos e bases de petróleo e postos de gasolina e lojas de reparo, e outras instituições, e os proprietários de cidadãos de meios de transporte.

3 é compensado pelo Estado por danos a instituições, empresas e cidadãos do fornecimento de transporte e outras de propriedade privada, a fim de garantir a defesa do país, de acordo com as regras especificadas pelo Conselho de Ministros.

4 O sistema de serviço militar sobre a implementação de meios de comunicação e meios de transporte à ratificação pelo Primeiro-Ministro.

Artigo 14
 Financiamento a preparação e implementação de embalagem:

Está financiando a elaboração e implementação de mobilização do orçamento do Estado, e fundos dos orçamentos das províncias e regiões, condados e cidades, e orçamentos de dinheiro dos órgãos de governo local, instituições e empresas.

Artigo 15 -
 Segurança preparação mobilização e implementação do sistema:
Regular o negócio e proteger as informações na elaboração e execução de embalagens de acordo com o Decreto Legislativo da documentação de segurança do sistema.

Capítulo V
Apelo aos cidadãos para o serviço militar após a declaração de mobilização de reserva.

Artigo 16
1 está convocando os cidadãos para reservar o serviço militar após a declaração de mobilização, de acordo com esta lei ea lei do serviço militar em vigor na República Árabe Síria.

2 está sujeita à chamada para o serviço militar de backup com o anúncio da mobilização dos cidadãos mobilizados reservistas com exceção daqueles que têm o direito de adiar a chamada para o serviço militar durante o anúncio da mobilização de reserva.

3 pode enviar reservistas cidadãos mobilizados no serviço militar a pé sobre a declaração de mobilização, a fim de trabalhar em empregos de funcionários públicos nas forças armadas.

4 Ninguém será sujeito a chamada para o dever de reserva durante o anúncio da mobilização dos cidadãos condenados por crimes representam uma ameaça à segurança do Estado ou o interno ou externo previstos nos artigos (236-289 e 291-307) do Código Penal.

Artigo 17
 Adiamento da chamada para o serviço militar após a declaração de mobilização:
Aplicar as disposições da Lei do Serviço Militar promulgada pelo Decreto Legislativo n º 30 31 de maio de 2007 e suas emendas.

Artigo 18
 Chamada para que os cidadãos de backup serviço militar durante o anúncio de embalagem:

Os cidadãos são chamados ao dever de reserva durante o anúncio das embalagens de acordo com o período de tempo especificado nos planos para preencher o Comando Geral do Exército e das forças armadas.

Artigo 19
Organização para chamar os cidadãos para backup de serviço militar durante o anúncio de embalagem:
1 define pelo Comando Geral dos cidadãos sistema de chamada mobilizados para as unidades militares, bem como os cidadãos do sistema de transmissão, a fim de trabalhar em empregos de funcionários públicos nas forças armadas e outros poderes adicionais que sejam necessárias para estabelecer.

Dois são pré-determinar os nomes dos cidadãos mobilizados nas reservas para o benefício de unidades militares e implementar convocado para o serviço militar, da reserva ou para trabalhar em empregos de funcionários públicos para as forças armadas pelo povo das agências de recrutamento em cooperação com a administração local.

Artigo 20
 E deveres dos cidadãos no âmbito do convite para o dever de reserva durante o anúncio de embalagem:

1 Quando a Declaração sobre a mobilização dos cidadãos devem estar sujeitas ao convite para se juntar a composição de serviço militar de reserva ou centros de acolhimento, dentro dos prazos especificados nas declarações e notificações de embalagem.

2 desde o momento da Declaração sobre a mobilização dos cidadãos é proibida na viagem reservistas mobilizados fora de suas áreas de residência sem a autorização dos chefes do povo de recrutamento para eles.

Capítulo VI
A exclusão dos cidadãos mobilizados reservistas na chamada para o serviço militar durante a implementação da reserva de mobilização

Artigo 21
 A exclusão dos cidadãos durante a implementação de embalagem:

É a exclusão dos cidadãos mobilizados pessoal de reserva nos órgãos do poder executivo e órgãos da administração local, instituições e empresas da chamada para o serviço militar durante a implementação de mobilização de reservas, de acordo com esta lei e instruções emitidas pela exclusão do Comando Geral do Exército e das forças armadas.

Artigo 22
 Cidadãos a serem excluídos durante a implementação de embalagem:
São cidadãos isentos de ser excluído da chamada para o serviço militar durante a implementação de mobilização de reservas durante as chamadas subseqüentes para a duração do atraso que lhes é concedido.

Capítulo VII
Vencimentos e salários

Artigo 23
 Ir convocados devem receber uma indemnização do partido que convocou-los, de acordo com as leis e regulamentos.

Artigo 24
Convocado deve receber os salários do setor público para a duração da intimação, que os chamou, e deve receber do partido que convocou todos os bônus e compensações concedidas aos militares o equivalente a uma classe ou de salário, o que for maior.

Artigo 25
Receber o chamado de fora os salários do setor público para a duração da festa convocados que convocou eles, e será igual à retribuição de como ele trabalha no Departamento de Defesa, que iguala-los com a profissão pés e do certificado, bem como para a compensação e bônus, e no caso em que o assunto convocado para backup de serviço, ele processou o vencimento e os subsídios de seu posto.

Artigo 26
Reserva o direito das costas convocado para trabalhar em conformidade com as disposições da Lei do Serviço Militar promulgada pelo Decreto Legislativo n º 30 de 2007 e suas alterações.

Capítulo VIII

Artigo 27
Quando benefício de morte elegíveis convocado de sua família todos os direitos enunciados na Decreto Legislativo n º 9 de 1985 e suas alterações

Artigo 28
Em caso de morte ou lesão ou perda ou famílias aplicar às disposições da Lei de Pensões dos militares convocados emitiu um decreto legislativo n º 17 de 2003, conforme alterada.

Capítulo IX
Preços e salários de coisas engarrafada

Artigo 29
 Determinar os preços e os salários de um engarrafada coisas da seguinte forma:
1 produtos, materiais, transporte e equipamentos de engenharia naval e é exemplo, devido caro oitavo na embalagem.

Dois imóveis, lojas e negócios industrial não pode ser mais do que compensou o benefício do capital investido, de acordo com o preço da corrente normal no mercado, mais as despesas de manutenção e depreciação normal de edifícios e instalações, ou mais, no caso de utilização da extraordinária quantidade equivalente ao consumo de máquinas ou a substituição não será, em qualquer caso, ser mais do que compensação sobre o lucro líquido do ano anterior.

Artigo 30
 Determinar os preços e os salários de coisas engarrafado por comitês formados por um decreto do primeiro-ministro participa em todas elas especialistas dos ministérios relevantes.

Artigo 31
 Para aqueles em relação a opor-se à decisão da comissão formada nos termos do artigo 30 desta Lei, dentro de sete dias a partir do dia seguinte à data de recebimento da decisão em ativos, mas isso não os exime da implementação e compromisso, para apresentar objeções à Direcção-Geral do Ministério da Defesa e considerar urgentemente Comissão (Comissão de revisão) é uma decisão do ministro da Defesa, em que um juiz nomeado pelo Ministério da Justiça e um representante para a gestão global do Ministério da Defesa e apoiada pelo Ministério para os materiais são embalados e decisão da Comissão de final e sem qualquer forma de recurso ou revisão.

Capítulo X
Sanções

Artigo 32
Será punido com prisão de três meses a dois anos ninguém que viole as disposições da preparação de mobilização, implementação ou testes, exercícios ou dificultar preenchido.

Artigo 33
É punido com pena de prisão de um mês a três meses de:
A divulgação de dados e informações para a preparação de embalagens não irá diminuir a pena de seis meses se a divulgação de informações durante a execução de mobilização.

Artigo 34
 É punido com pena de prisão de um mês a três meses cada um
Foi preenchido o plano de mobilização em vez do endereço de residência não sabia da Divisão implementado dentro de dois meses, se for fora do país e dentro de 15 dias, se o diâmetro interior.

Artigo 35
 Será punido com uma multa de 3000. Q £ 3.000 de negligenciar causar a perda ou falta de embalagem Ahtrazh informações.

Artigo 36
 É punido com pena de prisão de três meses a seis meses cada trabalhador nos assuntos de embalagens divulga segredos sobre o seu negócio.

Artigo 37
É punido com pena de prisão de seis meses a um ano de:
Recusar uma convocação.
A não fornecer informações solicitadas pela gestão das embalagens ou tornar a informação falsa, a fim de encobrir as coisas para ser embalado.
C recusa-se a continuar o trabalho de trabalhadores de serviços públicos estabelecidos pela gestão de embalagens de acordo com as condições de embalagem.
D não está de acordo com os trabalhadores das fábricas, laboratórios e oficinas de plano de trabalho específico de mobilização.
E vai contra o Plano de Mobilização é o início do conteúdo.

Artigo 38
É punido com pena de prisão de um mês a um ano:
Cada trabalhador no Estado encarregado da elaboração de procedimentos de embalagem ou implementação de negligência ou negligente no desempenho das suas funções nesta área.
Se o resultado da negligência ou omissão de defeitos nos procedimentos de elaboração e execução de embalagens, não diga a sentença de um ano.
Se o ato foi intencional, a penalidade será de detenção temporária.
Cada um de gestão de concessão de qualquer licença para estabelecimentos públicos ou instalações industriais, agrícolas do governo ou privadas relacionadas esforço de guerra sem o consentimento das comissões nas províncias para esse fim.

Artigo 39
 Não exclui a sanções previstas neste Decreto para impor sanções mais pesadas previstas em outras leis em vigor.

Artigo 40
Em conta a tribunais militares para considerar todos os crimes previstos neste Decreto Legislativo.

Artigo 41
Emitido pelo Ministro da Defesa instruções operacionais para este Decreto Legislativo.

Artigo 42
C. Lei n º 64 30 de dezembro (dezembro de 2004), embalagens especiais e todas as ordens e resoluções, e substituído pelo presente Decreto Legislativo.

Artigo 43
Este Decreto Legislativo será publicada no Diário Oficial e entrará em vigor a partir da data de




Esta lei não foi modificada à toa:

Assad iniciou uma campanha nacional de recrutamento chamada: "Mobilização Geral". Alguns contatos acreditam que Al-Assad pretende finalizar os protestos em apenas 2 dias. Matando, violentando, mutilando e torturando a qualquer pessoa que encontrarem pela frente. A exemplo do que seu pai fez em 1982.

Mas ninguém aposta na data em que o holocausto acontecerá.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: