Pular para o conteúdo principal

Translate this Page

Síria prende jornalista um dia depois que entra em vigor a Lei que proíbe prisão de jornalistas

O dia 28 de Agosto de 2011 deveria ser um dia memorável no país. Um dia em que finalmente haveria democracia suficiente para que os sindicatos, empresas e profissionais de jornalismo pudessem exercer com mais dignidade sua profissão. Mas no primeiro dia após a lei ter entrado em vigor, o governo da Síria prende o jornalista econômico Abdul Salam Amer.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 31 de Agosto de 2011 - 06h44min.

Enquanto o mundo pressiona a Síria pelo fim do derramamento de sangue inocente, a resposta de Al-Assad é que está determinado a "implementar reformas profundas". Estas reformas simplesmente não existem. Parece que há uma constituição paralela a que é apresentada para o mundo.

A exemplo da Lei de emergência que durou 48 anos e no dia seguinte após ter sido suspensa mais de 400 pessoas foram presas em Daraa e Damasco. Naquela semana foi encontrada duas valas comuns em Daraa no período que esteve ocupada pelo exército sírio. Hoje, mais de 4 meses depois as prisões em massa e aleatórias são diárias e noturnas, para ser bem específico!

Mais de 15.000 pessoas inclusive crianças, mulheres e idosos, advogados, políticos, médicos, ativistas, estudantes universitários e trabalhadores em geral continuam presos. Ainda há os 22.000 militares dissidentes presos. Muitos já foram executados após pesada tortura.

O site DP News em suas várias paginas que tratam da nova lei em "vigor?"  desde o Domingo dia 28 citou a visão do jornalista sírio Haswani Khalid sobre a nova lei:

"Mais instituições de mídia devem ser autorizadas na função de quebrar qualquer monopólio de mídia  ... Falar em inglês nos meios de comunicação deve ser licenciado com o objectivo de transmitir a voz e imagem da Síria para o Ocidente de uma forma cultural"
Jornalista Abdul Salam Amer
preso em 29-08-11.
no Dia do Eid Al-fitr
O site de notícias estatal SANA comentou:
"Por sua vez, o jornalista Abdul Salam Amer salientou a necessidade de que a nova lei deve reviver o papel da União Jornalista na defesa dos direitos dos jornalistas, a definição de critérios adequados para o trabalho de mídia e criação de tribunais independentes que são especializados em questões de jornalismo."
Isto é mais que prova de que as propostas de reforma do governo sírio não são sérias. Sérias mesmo são as incursões nos bairros, os bloqueios dos acessos às cidades, a mortandade de civis de todas as idades, classes sociais e religião, a situação de carência humanitária no país, os direitos humanos violados, as desgraça que assola os hospitais, escolas e lares.

Em sua análise sobre a situação da crise na síria e as abusivas prisões a HRW ( Organização Mundial dos Direitos Humanos) na voz de Meenakashi Ganguly que é diretora da Human Rights Watch do Sul da Ásia lamentou:

"a delegação do IBAS (Índia, Brasil e África do Sul) esteve em Damasco mas ficou  impossibilitada de viajar ao redor e ver por si mesmo a evidência da brutalidade do governo em Hama, Daraa e Deir ez-Zor, ou para visitar centros de detenção transbordando na Síria. Em vez disso permitiram que a Síria se escondesse por trás do que ela afirma ser "interferências estrangeiras e as campanhas enganosas de mídia", Human Rights Watch acredita que IBAS deve pressionar a Síria para cumprir com a demanda do Conselho de Segurança para acabar com os ataques contra os manifestantes pacíficos e cooperar plenamente com o Gabinete do Alto Comissariado para os Direitos Humanos, que vem investigando os abusos e violações na Síria."
Para explicar a falta de reação dos três países que compõem o IBSA Meenakashi Ganguly disse:


"Enquanto uma declaração da IBSA disse que a delegação havia pedido o fim imediato de toda a violência", e recomendou "o respeito pelos direitos humanos e direito internacional dos direitos humanos", o governo sírio prontamente retratou a visita de forma diferente. De acordo com a Agência de Notícias Árabe Síria (estado da Síria media organização), a delegação concordou que havia uma "campanha visando a Síria no Conselho de Segurança da ONU", e tomou uma posição firme contra qualquer ingerência nos assuntos internos da Síria.
É um problema que muitas vezes surge quando se envolver com governos abusivos."

Toma na cara Brasil!

Postagens mais visitadas deste blog

A nova vida do Advogado Ércio Quaresma ex-defensor do Bruno Goleiro.

Ele subiu ao topo. Tornou-se um dos defensores mais admirados no cenário jurídico. Por um contrato milionário, foi defensor do Bruno, Goleiro do Flamengo, no caso do assassinato de sua namorada Elisa Samúdio, até que foi pego se drogando em uma cracolândia na região metropolitana de Belo Horizonte.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 25 de Novembro de 2011 - 07h26min.
O Dr. Ércio Quaresma foi professor de Direito na UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais). Durante mais de 20 anos de carreira, cometeu deslizes não muito comuns, em se tratando de pessoas do seu nível e de sua formação; Por outro lado foi realizou defesas espantosas, dignas de meste. Se especializou na defesa de acusados de crimes hediondos por assassinato em 1º Grau obtendo bons resultados quase sempre. Isto porque em alguns casos o criminoso era indefensável, digno de toda culpabilidade e nada mais lhe restaria a não ser a pena máxima.

Mesmo assim sua experiência na defesa de criminosos praticamente condenados foi ex…

Tecnologia: Conheça "Psiphon" cryptograma que fura bloqueios de acessos à internet contra ditaduras.

O Psiphon é o programa de código aberto desenvolvido para ser distribuído livremente para permitir que países, cujos governos censuram o uso da internet e monitoram ligações feitas com o Skype não consigam detectar a conexão.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 23 de Novembro de 2011 - 07h54min.

Tudo começou quando o Jornalista Ivan Watson da CNN recebeu uma ligação de um jovem ativista sírio de pseudo Musaab al Hussaini via Skype. Além de denunciar a situação no seu país em tempo real, ele descreveu o grau de libertação que o anti-tracker Psiphon lhe proporcionou:



A empresa
A Psiphon Inc. é uma empresa de software que decidiu investir num sistema que pudesse ser adaptado a diferentes situações no mundo. Ele pode ser adaptado de acordo com cada tecnologia de bloqueio e de vigilância utilizado pelos governos, regimes, ditaduras e reinos  no mundo, bastando que desenvolvedores estejam inclinados a utilizar seu código fonte como base da programação.
"Nós da Psiphon acreditamos que a Inter…

Aliaa Magda ElMahdy nua é desejada, perseguida, processada, linchada e morta. Um símbolo?

Ela nem se considerava bonita, muito menos sexy. Decidiu se expor como forma de denunciar de modo marcante, o abuso sexual que as mulheres egípcias sofrem, espancamentos e indiscriminação, mas no campo da religião, Aliaa Magda é tida como um monstro.


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 03 de Dezembro de 2011 - 06h50min.
 De adolescente a mulher. De ativista a símbolo sexual. Sua decisão de mostrar sua foto numa numa página de blog chocou o Egito, a comunidade islâmica e o mundo árabe. Adquiriu admiração de muitas mulheres que nunca tiveram coragem para fazer o mesmo, embora tivessem desejo. Seu blog atualmente registra mais de 4.400.000 visitantes embora a impacto inicial tenha passado, sua nudez lhe rendeu muita popularidade e muitos problemas. Aliaa saiu do "Blogger" para as ruas:


Nas ruas foi odiada. Foi linchada, ficando bastante machucada. Mais tarde os linchadores descobriram que haviam espancado a moça errada. Não era Aliaa. O ódio da comunidade islâmica lhe rendeu ameaç…

Nigéria: Menina de 13 anos escrava sexual de 550 homens.

Um alerta para os pais: A menina "A" tinha 13 anos quando sua tia pediu aos seus pais autorização para levá-la de Akuda, no estado de Akwa Ibom para outra cidade, sob a promessa de que receberia melhor tratamento e teria melhores condições de estudo..
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 18 de Janeiro de 2012 - 10h17min.
Segundo a fonte nigeriana "PM News", a menina contou para a polícia que após seus pais terem autorizado a sua ida para o estado nigeriano de Lagos com sua tia, esta mesma a levou para um hotel. Lá  acriança contou que ganhou uma mini-saia, vestidos do tipo "tubo" e um quarto. De acordo com o testemunho da menina ainda, sua tia conhecida apenas como "vitória", teria ensinado como se comportar com os homens.
Até então a menina contou que não entendia o que estava acontecendo "até que começaram a chegar os homens". A fonte citando a menina disse que  ela percebeu que cada uma das outras meninas levavam seus "fregueses&qu…

Rodoviária Novo Rio - Assaltos, insegurança, medo, abandono e caos nas vias de acesso

   A Rodoviária Novo Rio, na cidade do Rio de Janeiro é muito bem policiada, graças a Deus. Mas as vias que levam até ela sofreram mudanças radicais com as últimas obras na região. Um completo abandono absurdo fora do prédio. Veja os pontos mais perigosos:


Atualização: 14/05/2015 - 19:30 GMT-3
   Pra começar a segurança é zero, fora do âmbito da Rodoviária e quem vai viajar de ônibus precisa assumir os riscos. Assaltantes emboscados esperam 24 horas por suas presas que passam com suas bolsas e malas e são abordadas sucessivamente sem que sejam incomodados. A engenharia de trânsito é péssima e a maioria dos pontos de ônibus foram colocados a quase 1 quilômetro de distância da rodoviária e quem depende destas conduções para retornar pra casa, é obrigado a percorrer esta distância arrastando malas, caixas e bolsas, enquanto que os ladrões vão correndo atrás de suas vítimas como leões atacando uma manada de zebras.

   A alternativa forçada pela situação só privilegia os taxistas que fazem …

A implantação e queda do comunismo socialista e o "Decálogo de Lenin"

O "Decálogo de Lenin" é um resumo do pensamento da implantação do comunismo de modo mais "social". Escrito por um brasileiro de Sorocaba, a obra, por incrível que pareça descreve exatamente a tragédia que o Brasil vive hoje sob a luz do Partido dos Trabalhadores - CONTINUE LENDO:

A "Revolução Bolivariana" era ainda um sonho de Chávez de unificar toda a América Latina sob seu comando. Ele pretendia instalar um regime comunista duro, com maior apelo social mas que culminava no empobrecimento de todas as camadas abaixo dele, e o enriquecimento exclusivo do Estado militarizado e de seus líderes.   Para isto Chávez contava com militantes de esquerda em todo o território latino, e depois do fracasso dos anos 60, finalmente nas últimas duas décadas, conseguiu colocar seus "agentes laranja" no poder em diversos países, entre eles Brasil e Argentina.

Quando o Brasil aderiu ao "Comunismo Socialista", por meio da comemorada ascensão de Luis Ináci…