segunda-feira, agosto 15, 2011

Síria: Extermínio agora faz uso de navios de guerra para apoiar os tanques.

Em Latakya uma nova arma de guerra foi inserida para acelerar o extermínio da população: Barcos da Marinha equipados com canhões e metralhadoras e lançadores de foguetes com o objetivo de dizimar a população por meio do bombardeio. O povo que desde Março protesta contra a corrupção, ditadura sangrenta e as milhares de milhares de mortes de civis desde o início do regime comandado pelo cartel da família Assad.

Visão aérea de parte de Latakya antes dos protestos de 15 de Março.
Cortesia: "kareem mayan"
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 15 de Agosto de 2011 - 06h53min. Atualização: 08h27min.

Após uma gigante pressão internacional, ainda com a informação de que Obama teria dado 15 dias de prazo para que forças militares sejam recolhidas, há infomações seguras de que Assad intensificou o extermínio da população em todas as regiões rebeldes para matar o maior número possível de oposicionistas até que se aproxime o prazo de 15 dias para que numa nova tentativa de negociação diplomática, Assad consiga abrandar o furor internacional, recolhendo assim, suas tropas e tanques que nos últimos dias triplicaram:


Video: Latakya ontem: Manifestantes gritam "Alah Haifa" cada vez que um novo manifestante é assassinado. Preste atenção no áudio até o fim do vídeo.


A AFP anunciou nesta segunda que no dia de ontem cerca de 26 manifestantes morreram em Latakya.


Video: Após ataque das forças de segurança à mesquita de "Alsrjaoa"em Hamaa, que resultou na morte de muitos fiéis, o intenso bombardeio impediu que os corpos fossem enterrados no cemitério local. Por este motivo que já se tornou rotina, vários corpos foram enterrados na praça pública. Mas forças de segurança retornaram ao local de e desenterraram muitos deles e destruiram todas as homenagens feitas por seus familiares. Não há copos nem sangue no vídeo.




Deserção

Fontes infiltradas na inteligência síria disseram que cerca de 22 mil soldados e oficiais sírios estão desaparecidos. De acordo com a fonte, este é o número dos que se recusaram a atirar contra civis e há informações confiáveis de que estão sendo mantidos no presídio de Palmyra.


"As fontes também informaram que o uso dos navios tem sido necessário em função da falta de peças para o reparo de muitos tanques." Pelo jeito, Assad deixar o país completamente destruído, vai deixar sem exército para proteger o território.

A AFP disse há pouco que o governo sírio nego o uso de navios de guerra contra a cidade de Latakya. Também diversos jornalistas e ativistas em contato com a região, informaram o massacre indiscriminado de palestinos refugiados na Síria, o que tem sido confirmado pela AFP nesta Segunda.

"Há uma teoria de que um grupo de países vizinhos estão planejando repartir a síria entre si, após a queda de Assad. Esta suposição veio por um site russo de notícias chamado "Pravda" que disse que Tvs árabes estão exibindo em alguns momentos fotos com mapas do Oriente médio sem a marcação da fronteira síria. De acordo com o site, eles sonham construir um oriente médio completamente islâmico."

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: