segunda-feira, agosto 15, 2011

Síria: As estatísticas do genocídio até agora e atualizações - Saulo Valley

Uma equipe de profissionais da área de estatística está acompanhando toda a evolução da revolução popular contra o regime autoritário e sangrento de Bashar al-Assad. De acordo com os levantamentos da equipe, os números já são assustadores, mas testemunhas oculares, ativistas dos direitos humanos e jornalistas confirmam que os índices estão subindo desesperadamente desde o início das comemorações do Ramadan.


ASSISTA: O pesado bombardeio em Latakya neste Domingo - 14-08-11


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 15 de Agosto de 2011 - 11h57min.

A equipe de Estatística da Revolução apresentou hoje o seguinte relatório:

Revolution Statistics*


Civis sírios mortos: 2,096
Total de sírios mortos: 2,486

Soldados mortos: 390

Total de desaparecidos: 3,000

Proibidos de viajar: 650
Manifestantes torturados: 53
Manifestantes presos: Cerca de 15,000

Refugiados na Turquia: 10,227
Refugiados no Líbano: 2,300
Total de refugiados sírios desde 15-03: Cerca de 12,577

*Estes são os número da impunidade e do excesso de poder de um único homem.

Apesar que o Observatório Sírio para os Direitos Humanos ter confirmado a morte de 21 pessoas, há outro relatório que afirma que o número de mortos chegou a 35 só no dia de ontem.

O site "albawaba" disse nesta segunda que o Secretário Geral do governo espanhol Bernardino León fez uma viagem secreta para Síria com a intenção de oferecer asilo político ao presidente sírio Bashar Al-Assad e à sua família com o intuito de apresentar uma solução pacífica para a crise política que persiste e vem consumindo o país.

De acordo dom o site, o secretário espanhol teria viajado sozinho por meios próprios, sem utilizar documentação diplomática, para conseguir acessar discretamente ao presidente Assad.

Segundo a fonte, a Espanha apresenta um plano que funcionaria em 3 etapas:

Dar fim imediato à repressão e prisões, além de convocar uma conferência nacional em Madrid de todas as forças da Síria com o propósito de formular um calendário para a transição pacífica formando um novo governo com pessoas de destaque da oposição. O site citou o "Jornal El País" como tendo informado que o governo da Turquia apóia a proposta.

Refugiados

Christoph Koettl, da Anistia Internacional em Whasington DC. Disse em seu twitter á pouco que cerca de 5000 refugiados palestinos fugiram dos campos da síria para tentar escapar do pesado ataque do exército de Assad.

Em Horan, cada vez é maior o número de forças de segurança que vão ocupando e assumindo o controle da região para mais uma onda de extermínio.


Em Hama forças militares de opressão atacam o hospital com armas de fogo provocando um grande desespero.


Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: