segunda-feira, agosto 01, 2011

Síria: 145 mortos em um dia. Barack Obama chama isto de "Brutalidade".

O Domingo que passou foi o mais sangrento desde o início da revolução em 15 de Março. Normalmente nas Sexta-feiras, logo após as orações as manifestações aconteciam seguidas de extensa e sangrenta perseguição militar. Mas neste Domingo a cidade de Hama viu o inferno diante de seus olhos.




Por Saulo Valley, Rio de Janeiro, 01 de Agosto de 2011 - 07h01min.

Pelo menos 145 morreram ontem em toda a Síria. 

Só a cidade de Hama viu 125 pessoas caírem mortas diante de seus olhos. No início da manhã os tanques invadiram a cidade atirando a esmo. Munição pesada como as Ponto 30 foram utilizadas contra os manifestantes. Cada uma das vítimas tenham as partes afetadas pelas balas simplesmente explodidas!

Munição pesada usada contra manifestantes e casas em 31-07-11
snapshot by "fnnsyria"
Uma cena horripilante! Pessoas sem cabeça, pernas, abdômens estourados, membros separados do corpo e centenas de centenas de pessoas pedindo ajuda com gravíssimos ferimentos a tiros que brotavam intermitentemente dos tanques do exército.

Por outro lado, Soldados dissidentes iniciaram a batalha em pequenos números em alguns lugares de Hama, Homs e Damasco, que eu tenha notícia. Vídeos gravados ontem comprovaram a morte de vários deles.

Provavelmente este tenha sido o motivo para que Assad tenha decidido atacar com mais força. Justamente há dois dias foi anunciado a criação do comando militar dissidente. O chamado "Exército Livre da Síria".

Snapshot by "fnnsyria"
A foto ao lado explica o efeito desta munição na cabeça das pessoas. Quando ela chega no outro lado explode tudo. Este furo tem cerca de 10 cm de diâmetro e atingiu a parede de uma mesquita em Hama, mas muitos manifestantes tiveram suas cabeças ou parte de seus corpos explodidos por esta munição.

Washington

O presidente Barack Obama neste Domingo que ficou horrorizado com violência que ele classificou como "Brutalidade" em Hama por parte do Governo da Síria, anunciou a Reuters/The New York Times nesta segunda. A notícia de que tanques do exército sírio invadiram Hama lançando granadas e atacando os manifestantes deixando-o revoltado.

As fontes citaram Obama como dizendo:
 "Os relatórios de Hama são horríveis e demonstram o verdadeiro caráter do regime sírio". O presidente americano ainda acrescentou: "Mais uma vez, o presidente Assad mostrou que ele é completamente incapaz e sem vontade de responder às queixas legítimas do povo sírio. O uso de corrupção, tortura e terror o coloca no lado errado da história e seu povo."
De acordo com as agências citadas, em nota emitida pela Casa Branca, Obama prometeu esforçar-se para isolar Al-Assad mais ainda nestes dias.

É claro que esta volta mais violenta de Assad se dá pelo apoio financeiro e logístico que o Iran tem enviado para a Síria que ultrapassa a casa dos 5,8 Bilhões, prometidos para este trimestre, a contar da semana retrasada.

Com mais soldados, mais 3 mil novos tanques, mais 290 barris de petróleo ao dia cedidos pelo Iran, a Síria agora tem poder para matar livremente! De acordo com a CBS News, há 3 dias o Líder do Hesbollar negou veemente qualquer participação do partido nos massacres que têm acontecido no país desde o início da revolução.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: