terça-feira, agosto 30, 2011

População Mundial: Há como descobrir quem será o bebê nº 7.000.000.000?

A população mundial chegará à casa dos 7 Bilhões nos próximos dias e pesquisadores agora estão querendo descobrir: Aonde nascerá o "bebê premiado"?


Contador oficial está neste link:
"census.gov/main/popclock"
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 30 de Agosto de 2011 - 15h14min.

O fato é histórico. Especialistas no estudo da densidade demográfica do mundo estão apostando na China ou na Índia, devido ao grande fluxo de bebês que nascem diariamente naquela região ou pelo fato de já haver mais de 1 Bilhão de habitantes nos dois países...

Bom, a brincadeira é válida para os pesquisadores e curiosos. A situação é belíssima para os mais fissurados por crianças recém-nascidas em especial, mas o assunto é preocupante para as superpotências mundiais.

O United States Census Bureau estima que no ritmo progressivo que as pessoas estão nascendo e a taxa de mortandade reduzindo, até 2050 a população do mundo deverá saltar para perto dos 10,5 Bilhões.

Isso será suficiente para transformar o planeta numa "favelinha global". Um monte de pessoas empobrecidas buscando por algumas ninharias de recursos. Guerras esporádicas surgirão como raposas disputando um pedaço de carne na selva árida. O sentido de sobrevivência derrubará as regras, as leis, os princípios, tratados e posturas internacionais e individuais.

Tudo isto não tem relação com o crescimento populacional. Tem relação com o comportamento predatório de toda a civilização vivente. Basta investir em qualquer coisa que trate de direitos humanos, preservação ambiental que a audiência desaparece.

Este comportamento não vem dos governos. Vem de cada um de nós. Se nós nos preocupássemos com nosso futuro e o futuro de nossos filhos, nos importaríamos mais com estas coisas. Afinal estes assuntos estão intimamente relacionados, provocando reações e que determinarão se a vida humana está apenas no princípio ou no princípio do fim.

Uma conscientização que não custaria absolutamente nada para cada um dos 7 Bilhões de habitantes deste único mundo habitável conhecido. Mas para algumas dezenas de pessoas este esforço é algo impossível de provocar mudanças nos rumos da vida humana.

Viveremos hoje o tempo da luxúria global e morreremos amanhã no tempo da miséria global. O futuro tipo "Star Wars" deverá ser algo humanamente impossível se conseguirmos consumir os poucos recursos que ainda nos restam.

O ideal seria se conseguíssemos nos unir para pôr fim às migrações em massa. Ajudar a resolver as questões políticas de cada país sem que as pessoas precisassem abandonar suas terras de origem. Enviar todo tipo de ajuda para elas ao invés de deixar que precisem migrar...

Cada país cuidaria de seu povo com a ajuda internacional. Assim cada um buscaria seu próprio equilíbrio e voltaria a antiga cultura de cada país investir mais em crescimento e sustentabilidade regional. O mundo não é pequeno. Mas os lugares ocupados são mesmo pequenos para toda a população mundial acumulada.

Estas são algumas questões que facilmente resolveriam a crise mundial, se fossem levadas a sério por cada habitante deste planeta. Deveria ser algo tão mais preciso que a religiosidade. Uma corrente que nunca pudesse ser quebrada. Um compromisso individual, e não governamental.

Estatística populacional ao final desta matéria.
Ainda há tempo...

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: