quinta-feira, junho 30, 2011

Síria: Além dos blindados, tiros de morteiro tem sido noticiado em Ibline

Na Síria, a violência contra os manifestantes se superou. Já havia notícias de mortes por meio de lança-chamas há dois meses em Damasco. Agora o uso de morteiro contra as casas e a população. Uma completa carnificina e prova de que não haverá limite para massacre enquanto durar...


"Cansados de promessas que já duram 11 anos, a população não quer saber de
conversar. Eles exigem o fim do regime e que o diálogo com Bashar seja direto
com os mais de 1300 mortos por seus militares em 3 meses."
Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 30 de Junho de 2011 - 07h07min.

O governo de Assad vem prometendo fazer reformas desde o ano de 2000, quando a única ação perceptível em torno deste assunto foi o massacre dos mais de 400 manifestantes em 2001, que silenciou em tese,  as exigências populares.

"Massacre em Daraa"
Com a volta das manifestações em Março de 2011, as promessas de outrora são mantidas e novamente o massacre de manifestantes a todo e qualquer custo tem sido sua única reação pública.

No dia  19 de Abril deste ano, o presidente Bashar Alassad anunciou o fim do estado de Emergência decretado há 48 anos atrás.

No dia seguinte, milhares de manifestantes foram presos aleatóriamente e hoje já somam mais de 14.000 entre eles, mulheres e crianças, sem que tenham cometido crime algum além de protestar contra corrupção, ditadura e opressão.

"Até os mortos protestam pelo fim do regime"
Ontem foi informado um caso de sequestro e estupro de uma menina em Aleppo pelo recém criado Partido da Renascença Democrática em sua nova página no Facebook, já que a página oficial foi bloqueada pelo Serviço Secreto Sírio. Este partido de maioria feminina, é filho da revolução e tem como meta os Direitos Humanos e Universais sem discriminação de qualquer tipo.

Também acaba de nascer no facebook um grupo aberto para jornalistas e profissionais da informação que queiram compartilhar ou adquirir notícias recentes e diretas sobre os acontecimentos em toda a esfera revolucionária do mundo árabe. O grupo é globalizado e está aberto a qualquer idioma, pessoa física ou jurídica.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: