segunda-feira, maio 30, 2011

Arábia Saudita: Sharif é posta em liberdade após 10 dias de prisão por dirigir

Fonte: indiancarsbikes
No sábado retrasado a técnica em segurança de informática foi presa após dirigir por duas horas o carro de seu pai. Ela gravou um vídeo e postou no youtube. Gostou tanto que quis repetir na companhia de seu irmão. Na segunda vez foi presa em flagrante. Ela havia ganho a liberdade mas foi presa novamente por "incitar as mulheres a dirigir".


Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 30 de Maio de 2011 - 17h34min.

A prisão de Sharif moveu o mundo e ocorreram várias manifestações públicas e online. Em seu Twitter "Women2drive" muitas pessoas foram demonstrar apoio e solidariedade.

Embora seja chamada de ativista Manal Al-Sharif já disse que não está buscando uma revolução ou reforma das leis da Arábia Saudita. Ela disse que nem acredita que o que está fazendo seja uma revolução. Apenas que não há nada de errado que uma mulher dirija um automóvel. Ela garante que não há lei saudita que proiba uma mulher de assumir a direção de um carro, apenas um decreto religioso publicado.

Não foi o que a justiça interpretou e após 10 dias de prisão e de muitas manifestações, mais de 3345 assinaturas e pedidos enviados diretos para o rei, Manal foi liberada agora no início da noite, o anúncio veio pelo próprio Twiter "Women2drive". De acordo com  o site noticioso youm7 ela foi liberada após pagamento de fiança.

Toda esta confusão só abre uma grande porta para as manifestações. No dia 17 de Junho, Sharif pretende fazer uma grande demonstração. Ela convida a todas as mulheres para irem à manifestação dirigindo seus carros.

Atualização: 31-05-11 as 06h37min


O site árabe Alwatan divulgou que o Coronel e Dr. Ayoub, que é porta-voz de mídia da Direcção-Geral das Prisões na Arábia disse que a notícia de que Sharif foi liberada sob fiança é contraditória. Segundo a fonte, a liberação ocorreu após uma reunião com o
"Vice-Governador da Província Oriental Príncipe Jalawi bin Abdulaziz bin Assistente, no último sábado, o pai, a mãe e irmão de Manal no Emirado da região."


Segundo o site Ela foi liberada após seus pais terem assumido um termo de compromisso expressado de forma oral e escrita de que Sharif "não repetiria tais práticas que representam um desafio para a regulamentação do Islam." disse "Alwatan".

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: