quarta-feira, abril 27, 2011

Síria: Partido inteiro anuncia dissolução. 200 políticos renunciam

Fonte da imagem: eyeontheun
Um número impressionante. 200 políticos pedem demissão ao mesmo tempo que dissolvem o partido Baath da Síria. O partido que era Governista agora tem seus ex-militantes partidários da revolução.

Por Saulo Valley - Rio de Janeiro, 27 de Abril de 2011 - 21h15.

A agência de notícias "Reuters" foi a primeira a ser comunicada por uma nota endereçada exclusivamente a ela, sobre a dissolução do partido que militava desde 1963 (que aliás, era o mesmo partido de Saddam Hussein no Iraque), mas os massacres praticados desde a sexta-feira (22) tendo sido prolongado até hoje ainda, é que tem levado inúmeros funcionários do governo a mudar de opinião e de lado.

Fonte da imgem: timesonline.typepad

A crise que se iniciou na sexta, também atingiu os altos escalões da política mundo, partindo da demonstração pública de Barak Obama de que haja uma intervenção militar pra conter os massacres na Síria.

Em seguida a Alemanha, Grã-Bretanha, a França e Portugal demonstraram repúdio ao massacre de civis por forças de segurança do governo.

Números

O termo "esmagar em curto prazo" a revolução, conhecido por ter sido usado por Saif Al-Slam (filho de Kadafi) está sendo repetido pelo governo Sírio que prevê o fim dos protestos em 6 semanas, disse a "RTNews". Segundo a agência, mais de 2000 soldados foram inseridos na região de Douma, em postos de controle e as cansativas conferências de documentos de identificação, como tem reclamado os manifestantes.

Organizações de direitos humanos estimam que pelo menos 35 pessoas morreram desde a chegada da tropa na segunda-feira última. e no total, desde o início da revolução 453 manifestantes foram cruelmente assassinados. A maioria deles com tiros na cabeça (observação do Jornalista).

Atualização da Revolução

Cham | Al-Arabiya | Autoridades sírias impediram a entrada de grupos de ajuda no escudo e Maher.  Al-Assad ameaçou aos funcionários sírios que iria impor sanções econômicas contra eles.

No fim do dia, milhares de manifestantes conduzem o mártir Mohamed Illian que é considerado um herói.

Artigo em Destaque

EDITORIAL - O Brasil é perfeito para quem não teme o trabalho honesto

Temos que combater os esforços da mídia paga, que visa fazer as pessoas amarem mais o mal que o bem. Se você concorda leia, comente e compa...

Leia também: