sexta-feira, novembro 16, 2018

Julian Assange periga ser extraditado para os EUA

O fantasma da extradição de Julian Assange volta a assombrar e podemos dizer que processar e condenar o fundador da Ong Wikileaks pelo crime de espionagem, é sim um "Sonho Americano".

O nome de Assange volta à tona depois que o site "Wall Street Journal" publicou sobre o esforço do Departamento de Justiça dos EUA nas negociações com o governo equatoriano para extraditar Assange que está vivendo na embaixada do Equador no Reino Unido, que ofereceu exílio durante perseguição internacional dos Estados Unidos aliado ao governo da Suécia.

Para impedir seu deslocamento pelo mundo, enquanto hackeava os emails da diplomacia americana e publicação no site Wikileaks em 2010, criou-se uma suposta acusação de estupro de duas mulheres com as quais Julian teve relacionamento.

Sob forte pressão diplomática americana, o governo da Suécia pretendia extraditar Assange para os EUA assim que chegasse no país. Para levar o jornalista para a Suécia, o governo acionou a Polinter com alerta de procurado por crimes de estupro.

Assange percorria o mundo realizando palestras e apontando crimes de guerra do exército americano na guerra do Afeganistão e Iraque.

Quando os mandados de prisão foram emitidos, Assange pediu proteção ao governo britânico. Ele foi mantido em prisão domiciliar na casa de um amigo milionário britânico por vários anos, até que mudou-se para a embaixada do Equador.

Expostos os mais de 255 mil documentos de conversação entre o governo americano e os outros países, causou forte impacto no mundo e abalou relações bilaterais, militares e comerciais. Assange ficou classificado como "Inimigo dos Estados Unidos da América" pelo governo Obama.

Assange literalmente expôs e humilhou o poderoso governo americano, que localizou sua fonte, o soldado da inteligência americana Bradley Manning, que fornecia cópias destes documentos para a divulgação no Wikileaks.

Desde então o governo americano ainda persiste na tentativa de levar Julian Assange ao tribunal e finalmente trancá-lo em Guatánamo, aonde está o soldado de primeira classe desde 2010, que foi condenado em 2013 a 35 anos de detenção pelo crime de espionagem e roubo.

quinta-feira, novembro 15, 2018

Falsos preservativos são vendidos nas maiores redes de drogarias

Há um derrame de preservativos falsos com embalagens das marcas mais famosas.

Ao abrir cada o preservativo observe se o produto é exatamente o que diz na embalagem. 

O golpe na verdade consiste em colocar preservativo vagabundo de um único tipo dentro de todas as embalagens, indepedente do que elas prometem.
Os falsos preservativos geralmente apresentam lubrificação só até a metade do produto que é de baixa elasticidade parece plástico comum com 10% de elasticidade.

Nas embalagens só promessas:

Ultra lubrificado - É normal
Extra grande - É normal
Com alto relevo - É normal
Anatômico - É normal 🤔 etc

Só vai descobrir na hora do sexo! E aí, vai voltar lá pra trocar? E por ser relativamente barato ninguém reclama, sem falar que se o comprador for reclamar, as drogarias dariam outro do mesmo!

QUANTA FALTA NOS FAZ A FISCALIZAÇÃO DE PRODUTOS E PREÇOS NO COMÉRCIO.

O descaso acontece nos restaurantes e casas de lanches no Rio de Janeiro. Mais de 90% das comidas vendidas no mercado são criminosas, tóxicas, velhas, vencidas, misturadas, receitas falsificadas e estragadas  por má estocagem. Chega a ser um problema crônico.

Tem gente que não vende comida, vende a MORTE! Na Freguesia só assino embaixo de um único restaurante. Absurdo o descaso com a qualidade da comida e a quantidade de gente que passa mal comendo noa restaurantes. Nem os do Barra Shopping escapam mais.

Os poucos fiscais que atuam são suspeitos. Por onde passam fica tudo na mesma. Pra Saúde Pública chegar a fechar uma cozinha, a situação já estava mil vezes além do suportável!

#Siga #Leia #Comente #Compartilhe
#SauloValleyNotícias

#SaúdePública #SecretariaDaSaúdeRj
@wilsonwitzel @govrj @prefeitura_rio @onyxlorenzoni

terça-feira, novembro 13, 2018

Presidente Bolsonaro resgata General assistente de Dias Tóffoli

O Presidente eleito Jair Messias Bolsonaro anunciou oficialmente há pouco a indicação do General de Exército Fernando de Azevedo e Silva para o cargo de Ministro da Defesa em sua gestão em 2019.
Em Setembro o General Azevedo havia sido nomeado como assistente pelo ministro Dias Tóffoli do STF (Supremo Tribunal Federal), quando este assumiu a presidência da Suprema Côrte. CONTINUE LENDO:

Saulo Valley Notícias Logo 2018

Por ser petista a escolha do General para o STF para sua assistência soava controversa, uma vez que os comunistas vivem gritando palavras de ordens contra os militares. Para o site "O Antagonista"  imprensa de direita, o ministro Dias Tóffoli pode ter tido apenas duas razões claras para convidar justamente o General, que é possivelmente o substituto natural do General Villas Boas no comando do Exército Brasileiro:

1) Usá-lo como interlocutor, conversando com a cúpula das Forças Armadas enquanto tenta monitorar os próximos passos dos militares neste novo governo.

2) Passar a idéia de que o Exército Brasileiro é conivente com as decisões absurdas que o Supremo vem tomando, causando um novo furor nacional quase que diariamente.

Para o site de esquerda "Carta Capital", o ministro Dias Tóffoli convidou o general a fim de "lidar com fantasmas". a fonte ainda alerta: "Com Bolsonaro, acabou o STF. Ele vai tratorar", disse o site sem revelar sua fonte, mas afirmando que o mesmo ocupa cargo de relevância na PGR (Procuradoria Geral da República). 

Ainda neste mesmo artigo, a mídia de esquerda diz que "ter um general ao lado de Tóffoli sossega a tropa", falando sobre a intenção do ministro de soltar o ex-presidente Lula, condenado a 12 anos e 1 mês por Corrupção, caixa 2 e lavagem de dinheiro no caso investigado pela Operação Lava-Jato chefiada pelo juiz Sérgio Moro, hoje indicado para o cargo de Ministro da Justiça do governo Bolsonaro em 2019.

Siga nossa hastag: #SauloValleyNotícias

Tags: novo governo, Jair Messias Bolsonaro, ministro da Defesa, General Fernando de Azevedo e Silva, General de Exército, Defesa, Governo, Brasil, Saulo Valley Notícias, O Observador do Mundo, 

sexta-feira, novembro 09, 2018

Bolsonaro: Não sou o Presidente da República sobre reajuste do STF

Retomando as Lives via Facebook, o presidente eleito Jair Bolsonaro fez questão de destacar que por enquanto não é o presidente da República e reclamou que o reajuste do Judiciário está sendo jogado por alguns na sua responsabilidade. Bolsonaro lembrou que a decisão de aprovar ou de vetar o reajuste salarial de 16% dos membros do STF está nas mãos do presidente em exercício Michel Temer e Eunício de Oliveira, atual presidente do Senado.

Saulo Valley Notícias Logo 2018

Na Live o presidente falou de sua proposta de gerar parcerias para explorar a biodiversidade da Amazônia de forma assistida. Falou sobre a exploração do Nióbio. Disse que o Brasil precisa aprender a lidar com o mineral, porque alguns dos países que estão comprando nosso Nióbio estão estocando. O Presidente eleito falou em "agregar valores", ao defender a exploração da Amazônia e o melhor aproveitamento do Nióbio.

Bolsonaro negou a publicação do Jornal O Globo que publicou a possibilidade do presidente eleito Jair Bolsonaro aumentar de 11% para 22% a contribuição previdenciária.

falando em emprego o presidente eleito disse: "É difícil você abrir um negócio no Brasil".
"Você tem tantos direitos e você não tem emprego".  Bolsonaro defende a flexibilização das regras do trabalho para que as pessoas trabalhem o quanto desejam e sejam remuneradas apenas quando trabalharem. "Meu propósito é criar empregos." - Afirmou.

Sobre a suposta crise internacional sobre a mudança da embaixada de Tel Aviv para Jerusalém, o presidente negou qualquer mal estar entre seu governo e governos estrangeiros. Em seguida ele começou a falar sobre os ministros que convidou para seu governo.

Bolsonaro elogiou a proposta de Paulo Guedes de reduzir impostos para indústria e comércio.

Sobre a Tecnologia Bolsonaro defende treinar os Quilombolas para trabalhar na base aérea ao invés de dar 25% dos lucros de todas as missões espaciais para os Quilombolas, como era proposta do governo petista.

Sobre o juiz Sérgio Moro o presidente eleito contou que durante a campanha tentou falar com Moro que não o atendeu de pronto. Disse ter percebido que Moro evitava contato com políticos, e entendeu que ele estava certo. Afirmou ainda que só conseguiu conversar com Moro depois do segundo turno das eleições 2018. Bolsonaro elogiou a decisão do Juiz Sérgio Moro de abrir mão de 22 anos de magistratura e destacou: "Quem faria isto?"

Sobre o Ministério da Agricultura o presidente eleito disse que se reuniu com pelo menos 50 parlamentares do setor produtivo que indicaram o nome da Tereza Cristina.
A garantia da segurança jurídica, a criminalização do MST.  Ele citou que 40% das multas aplicadas contra os ruralistas vai para ONGs, com base num decreto presidencial. Bolsonaro disse que vai pesquisar melhor o assunto.

Sobre o Turismo ele disse: "Não existe turismo no Brasil!"
Disse que na próxima semana estará apresentando o nome do Ministro do Meio Ambiente.

Criticou as questões do ENEM sobre a linguagem gay e garantiu que no  próximo ano estas questões não estarão na prova.

Ideologia GLBTS: "O que tem isto? Se você quer ser feliz vivendo com outro homem/mulher, vai ser feliz! O que tem a ver obrigando crianças a aprender isto na escola? Queremos que na escola a molecada aprenda algo que no futuro lhe dê liberdade, Que ele possa ganhar o seu pão, do seu trabalho." Ele concluiu dizendo: "Quem ensina sexo é papai e mamãe e ponto!
Lamentou o estado das universidades como UNB, drogas, pixação, cachaça na geladeira..

Bolsonaro lembrou de sua infância e disse que fez curso de matemática e curso de eletricista por correspondência, pelo extinto "Instituto Universal Brasileiro" e mesmo sem estrutura venceu na vida, por que o que vale no estudo é aprender uma profissão, não aprender a fazer sexo.

Para as pessoa envolvidas em desviar dinheiro de merenda escola alertou: "Sérgio Moro vem aí!".


Brasil é democracia sem oposição

O Brasil talvez seja o único país democrático cuja oposição não tem qualquer legitimidade. Nossa oposição vive para condenar os passos positivos do governo, especialmente quando vão de encontro aos interesses da nação.


A oposição cega assim caracteriza-se mais como perseguição que como rejeição a opções que não deveriam ser tomadas por um dos poderes ou todos.

Com os ventos de mudança a oposição busca se reorganizar e se recompor.


Segundo a mídia Ciro Gomes pretende reorganizar a oposição sob sua liderança neste novo período.   Mas com certeza será novamente arrasado e humilhado se não buscar o caminho da verdade.

A melhor postura da oposição seria a que se opõe a abusos, erros, escolhas mal feitas e crises do governo, agora se opor quando a decisão do governo favorece especialmente a economia e a população.. Não há qualquer lógica neste grupo.

Joesley Batista é preso novamente. Quem do STF vai livrá-lo?

@policiafederal nas ruas prende Joesley Batista e vice Governador de MG na Operação #Capitu.

Os crimes envolvendo propina, teriam sido cometidos no governo Dilma quando Antônio Andrade era Ministro da Agricultura.

Qual será o ministro do STF que vai livrá-lo desta vez?

#saulovalleynotícias #leia #siga #curta  @ Rio de Janeiro, Rio de Janeiro


Tags: combate à corrupção, Joesley Batista, Polícia Federal, Ministério da Agricultura, Dilma Rousseff, corrupção ativa e passiva, 

Trabalho - Oposição protesta contra fim do Cabide de Emprego na instituição

Funcionários do Ministério do Trabalho cercaram o edifício na Esplanada dos Ministérios nesta quinta, em protesto contra o fim do Cabide de Emprego.

Manifestação puramente política e articulada pela oposição. Até foi engraçado porque os comunistas aprenderam o hino nacional...

Muita gente chorando que vai perder a boquinha... #Trabalho que é bom nada!

Enquanto isto eleitores do Presidente Jair Bolsonaro aplaudem a iniciativa.


Tags: Ministério do Trabalho, emprego, corrupção, novo governo, jair bolsonaro, Saulo Valley Notícias, O Observador do Mundo, #Bolsonaro #Mito #governonovo

Artigo em Destaque

Julian Assange periga ser extraditado para os EUA

O fantasma da extradição de Julian Assange volta a assombrar e podemos dizer que processar e condenar o fundador da Ong Wikileaks pelo cr...

Leia também: