image05 image06 image07

Translate this Page

quinta-feira, maio 14, 2015

Tagged under: , , , , , , , , , ,

Porque jovens talentos desperdiçam grandes oportunidades?

De muitos fatores que levam jovens talentosos a desperdiçar grandes oportunidades profissionais, podemos destacar os mais graves - SAIBA MAIS:

"Alimente-nos!" Foto cortesia de Ed Yourdon - Creative Commons
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, de Maio de 2015 - 09:05 GMT-3

O futuro de todas as crianças, adolescentes e jovens está diretamente ligado à questão da oportunidade. Desde a oportunidade de nascer num lar estável, até as oportunidades oferecidas por apoiadores, patrocinadores e administradores. Neste exato momento há milhares de jovens buscando uma oportunidade de sair de casa e se tornar independente, ou de fazer uma faculdade, ou de ingressar no mercado de trabalho.. E muitos destes jovens até conseguem encontrar algumas portas abertas que podem fazer com que alavanquem para o sucesso profissional e pessoal. Mas a quantidade destes jovens que literalmente perde estas oportunidades..

Todo jovem quando começa a se afirmar sempre tem suas motivações. À começar pela influência dos amigos, a influência dos familiares e até a pessoa que pretende construir uma família. Estas influências podem em sua maioria consistir em poderosos impulsos para o sucesso. Salvo quando estas influências exercem pressão no sentido oposto. Neste caso a maioria dos jovens fica isolada com seu sonho de se tornar alguém.

A formação familiar

Mas se todo adolescente ou jovem de ambos os sexos necessita desesperadamente de oportunidade, há de se levar em conta que muitas destas chances são perdidas por má qualidade da formação familiar.

Muitos casamentos já começam falidos. Filhos sem pai ou mãe. Filhos excessivamente mimados ou sem qualquer tipo de cuidado ou orientação paterna. Estes fatores são geradores de caos e sofrimento futuro (quando não por toda vida) para estes jovens. Por esta razão uma família compreensiva, comunicativa e participativa ajuda a preparar o jovem para enfrentar seu futuro na "era da independência financeira".

A relação social

Entre os amigos da escola ou da vizinhança os adolescentes e jovens vão ensaiando uma vida social de sucesso. O primeiro estágio é sempre da admiração e do reconhecimento dos perfis e dos valores de cada membro desta coletividade que pode ser muito pequena ou gigante. Esta etapa começa na infância desde os primeiros contatos na escola até por volta dos 10 anos de idade.  Com o reconhecimento destas personalidades os jovens costumam traçar o perfil de suas própria comunidade. É daí em diante que ele começará a selecionar e reduzir seu núcleo de relacionamentos com base nos interesses.

"Apprenticeship" by Repro. of painting by (Louis-?)Emile Adan (1839-1937), Licensed under Public Domain via Wikimedia Commons
A pressão externa

Mas chegando na casa dos 17 anos o prazer começa a evoluir para o estágio das obrigações e a cobranças afloram no seio familiar, na relação de amizade, no amor e a sociedade entra em cena impondo tradições e regras de postura e sucesso. Vemos que normalmente as correntes de pressão são pelo menos 4:

1) A família que teme que seus jovens caiam para o mundo das drogas ou da vadiagem.
2) Os amigos que não aceitam que os jovens obedeçam as regras impostas pelos pais ou avós ou a sociedade como um todo.
3) O relacionamento amoroso que depende do seu sucesso para se estabelecer como "vida à dois".
4) A sociedade que se baseia em padrões de sucessos anteriores para enquadrar estes novatos.

O jogo da simulação

No meio desta perturbadora avalanche de cobranças o jovem tem dois comportamentos comuns:

1) Se inspira no sucesso de um ou dois de seus familiares para se referenciar.
2) Procura se desvincular de qualquer experiência que sua família tenha vivido.
3) Começa a simular um impressionante sucesso para silenciar a cobrança de todos os lados.

A simulação de sucesso é uma forma muito comum do jovem tentar conquistar respeito geral. Por esta razão muitos acabam na vida do crime. Eles são capazes de viver vidas duplas, levando para a vida pública apenas a imagem de sucesso financeiro (a parte feia eles vão se esforçar para esconder).

No seio familiar, muitos destes jovens tentam silenciar a pressão fingindo que estão estudando ou trabalhando fora. É comum que mais tarde seus responsáveis descubram que o jovem estava "cumprindo horário" que seria de estudo ou trabalho se divertindo com amigos ou par romântico.

No trabalho muitos destes jovens simulam pertencer a famílias estáveis e bem sucedidas. Simulam ter boa formação e até fingem maturidade. Ainda rebuscam o português e impostam a voz para parecer mais adultos.

Sob uma máscara de sucesso no trabalho, não demora muito mais que 3 meses para a fantasia desmoronar e toda mentira começa a vir à superfície. Quer no relacionamento amoroso, em casa, na escola ou no emprego, estes jovens enfrentam crises ainda pior que a pressão generalizada. É quando todo o esforço que fizeram para se tornar respeitados começa a virar fumaça. Os problemas se agravam e em pouco tempo já se pode ver que estes jovens estão fora do ambiente de trabalho, fora de casa, isolados em grupos minúsculos de pessoas igualmente desacreditadas.

O desafio é de todos

Para o jovem que tenta se impor o desafio é que ele busque o caminho do trabalho dedicado, nos estudos e na inspiração nos homens de sucesso presentes em nosso meio social. Desafiador que tenham coragem para enfrentar o mundo real do trabalho e da responsabilidade dos compromissos com horário e contas à pagar, além da manutenção do cumprimento de suas próprias promessas. Desafiador para eles olhar para homens poderosos e suas riquezas e lindas mulheres sem achar que tudo isto se conquista facilmente. Sem grandes esforços e estudo.  

Então o maior desafio é mesmo achar uma forma de fazer com que todo jovem, que vive este drama ainda nos primeiros estágios, seja identificado e orientado. É preciso que a sociedade comece a reunir exemplos e tornar públicas estas histórias de fracasso e sucesso de muitos deles. Assim podem servir de referência e ajudá-los a tomar decisões certas nas horas certas, antes que o pior lhes aconteça.

Tag: oportunidade, mercado de trabalho, emprego, desemprego, jovem, adolescentes, família, Saulo Valley, O Observador do Mundo, crise, sociedade, 

terça-feira, maio 05, 2015

Tagged under: , , , , , , , , ,

Tendência: Cresce valorização da família e porque crescem também os crimes passionais?

A família está na moda, ótima notícia para os solitários e solteiros de plantão. Saiba como investir em relacionamentos mais sólidos e fique atento para a explosão da violência doméstica e dos crimes passionais - LEIA MAIS:


A união estável está na moda. Antes era uma regra imposta pela sociedade tradicionalíssima. Depois da tempestade de moda gay que elevou os divórcios ao extremo, os casamentos também sofreram com a rejeição do enlace pelas vias da lei. Assim, milhares de milhares de novos relacionamentos regulares estão se formando sem que seja preciso ir aos cartórios fazer qualquer registro.

   Mais os registros não deixaram de ser feitos. É que agora estão sendo realizados em outro formato e endereço.

Cada vez mais difícil a vida solitária, a noite oferecendo tantos perigos... As pessoas estão em busca de parceiros fixos. Sem esta de ficar vagando madrugada à fora, de bar em bar em busca de uma aventura sexual.. (mas não é uma totalidade) Então cada um com seu par busca viver a vida mais feliz que pode.

Casamentos cada vez mais informais agora crescem os registros nas delegacias legais e a inclusão de nomes de muitos nas listas criminais da Lei Maria da Penha..  Mas ainda não parece ser muito em comparação ao crescimento desesperado dos crimes passionais.

Porque pessoas que não conseguem viver sozinhas acabam se envolvendo com pessoas cujas mentes criminosas são mais exercitadas que seus sentimentos de paixão, compaixão, companheirismo e amizade?

Difícil convivência entre as pessoas, com aumento da criminalidade em todas as suas formas de apresentação, atingindo em cheio as famílias e trazendo consequências trágicas para todos.

O princípio da convivência

A relação familiar tem regras que sem elas é mesmo impossível de se co-habitar.

Respeito à individualidade - É uma das mais importantes regras de um relacionamento de convivência. Cada pessoa tem seu próprio perfil, caráter e personalidade. Não se pode iniciar uma relação planejando em algum tempo transformar a outra pessoa naquilo que se entende como pessoa perfeita.  Ou a pessoa é ideal para você ou nunca foi.

Respeito à privacidade - Ao contrário do que muita gente pensa, quando duas pessoas passam a dividir uma vida, não se pode usar o termo "uma só carne" para unificar todas as formas de privacidade. Cada ser vivo precisa de um espaço (por menor que seja) para esta só. Mesmo que seja para fazer necessidades fisiológicas!! É uma lei simples: As pessoas dividem a maior parte do tempo com quem ama, e precisa de pelo menos uma, ou duas, ou três horas do dia para digerir a viva que vive, o sentimento e até continuar sob domínio de sua própria personalidade.   Mas o que acontece é que muitas pessoas acham que se deixarem suas almas gêmeas sozinhas poderão estar sendo traídas... Isto acontece porque sua "família" está baseada na fantasia de uma única pessoa. É por esta razão que as traições (por motivos fúteis) acontecem.

Liberdade de escolha - A relação conjugal deve ser uma questão de livre escolha. Não há razão para que duas pessoas vivam uma vida inteira presa a outra se não for por opção própria. A ausência de um documento registrado em cartório civil que dificulte a separação do casal, deve ser vista como uma atualização do casamento à luz do amor e da confiança, e da liberdade de escolha. Se uma pessoa não pode fazer o seu par feliz, não pode querer obrigá-la a estar ao seu lado para sempre. É comum que pessoas completamente egoístas e controladoras, que nada ou quase nada oferecem para seus parceiro ou parceira, achem que as pessoas devem se subjugar a seus domínios. Simplesmente por querem. Esta é uma das grandes causas da violência doméstica e do crime passional hoje em dia. Não se pode impor um regime de escravidão para a outra pessoa, quando se sabe que isto não se trata de amor, e sim de possessão.

Flexibilidade e paciência - Quando não há flexibilidade nem tolerância mínima numa relação, os embates são crescentes. Por falta de compreensão, os relacionamentos se inclinam para a agressividade e trocas de farpas, ao invés de carinho. É assim que um problema (que pode ser resolvido pelo diálogo promovido por uma das partes) acaba terminando na delegacia, ou "justificando" a famosa traição.  Cada pessoa tem que saber até que ponto pode ceder, mas não se pode perder (nem ganhar) o tempo todo.



Ser feliz e fazer o outro feliz deve ser uma luta da família. Mas o difícil é que sempre a disputa seja para fazer o outro feliz. A maioria das pessoas querem ser felizes à qualquer custo e se esquecem da outra pessoa. Egoísmo e intolerância são comportamentos incompatíveis com a relação conjugal.

Se cada pessoa consegue atentar para estas lei naturais do casamento, é possível que possamos ajudar a mudar o rumo que o mundo está seguindo em direção ao colapso e à guerra armada.

Coloque a família novamente no centro do seu projeto e compartilhe esta experiência. Certamente você será feliz e fará muitas pessoas felizes.

Tags: casamento, relacionamento, conjugue, justiça, crime passional, conflito, violência doméstica, casos de polícia, Saulo Valley, O Observador do Mundo, 

quinta-feira, abril 16, 2015

Tagged under: , , , , , , , , , ,

Música: CFMFreguesia abre espaço para novos talentos neste Sábado com Entrada Franca:

O Curso CFMFreguesia dispara mais um evento cujo objetivo é promover a arte e abrir espaço para que novos talentos sejam aprimorados e fortalecidos por meio de interação social e experimentos musicais. Neste Sábado às 20:00 na sede do curso, jovens estudantes (de todas as idades) estarão realizando apresentações-solo ou em conjunto. Além dos alunos, haverá apresentações de professores e músicos convidados. 



O evento que conta com participação de alunos e professores do curso CFMFreguesia, será coroado com a apresentação da mais jovem banda de Regae da região: A banda Malay é formada por um grupo de jovens estudantes apaixonados por música jamaicana e dotados de talento já de berço. Muita inspiração em sus inspiradas composições e uma ansiedade impressionante para mostrar o que mais sabem fazer: Cantar e tocar as mais lindas melodias swingadas pelo regae jamaicano e sua raiz abrasileirada.

O Evento é aberto mas há limite de lotação. Maiores informações siga este link ou pelos números: 21) 3559-2660 /98209-1216.

quinta-feira, abril 02, 2015

Tagged under: , , , , , , , , ,

Preparação para ato público agita petistas contra Forças Armadas e não faltam críticas e elogios ao governo

Durante os encontros entre membros dos chamados "movimentos sociais", dia após dia, militantes são incentivados para a guerra. Ameaças de confronto entre MST e Forças Armadas. A disseminação de ódio contra qualquer pessoa financeiramente estável, bem como empresas e políticos de oposição ao governo... Isto é uma realidade hoje:

"Não haverá golpe sem resistência; nossos movimentos não formaram covardes” declarou o coordenador nacional do MST Gilmar Mauro, ao afirmar que está pronto para defender posição do PT no poder há 12 anos. A declaração aconteceu durante uma plenária que aconteceu em São Paulo no dia 1º de Abril. De acordo com o próprio MST, o encontro seria uma preparação para as manifestações planejadas para o dia 07 de Abril contra a oposição nacional ao governo Dilma e por reformas políticas e pelos benefícios dos trabalhadores reduzidos com a última modificação anunciada pela nova gestão no poder.

Apesar da prontidão anunciada pelo Movimento dos Trabalhadores em defender o Governo, são eles mesmos que somam forças nas críticas ao governo de Dilma Roussef. E note que quando Gilmar Mauro fala de socialismo (como sistema de governo), já fala como sendo uma futura realidade pré-definida:


Enquanto isto as maiores realizações do Governo Dilma são mesmo aquelas doações que anda fazendo em nome do Brasil para os países vizinhos. Diga-se de passagem todos socialistas-comunistas e que compartilham interesses comuns ao comunismo. Note que o Governo anda doando gentilmente valiosas estruturas depois que estas se tornam sucateadas. Este é o exemplo da thermoelétrica Rio Madeira





terça-feira, março 31, 2015

Tagged under: , , , , , , , ,

Redução da Maioridade Penal é abusiva pra quem?

O governo Dilma trabalha para derrubar o projeto que já vem sendo debatido ao longo de 20 anos. Mas afinal: A quem interessa esta explosão de criminalidade infanto-juvenil?

© Jorge Royan / http://www.royan.com.ar, via Wikimedia Commons
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 31 de Março de 2015 - 10:51 GMT-3

A violência no mundo tem crescido radicalmente assim como a população dos grandes complexos penitenciários. Do lado de dentro homens poderosos e influentes em diversas camadas da sociedade, que utilizam a força armada como forma de impor respeito aos seus próprios nomes. Cercados de fiéis soldados estes encarcerados tornam-se "homens invisíveis" sob proteção do estado. Controlam tudo de suas salas de comando e gastam o tempo livre para estudar a lei e suas fraquezas, bem como gerir seus negócios à partir de uma central de comando protegida, cercada altos muros, guardas uniformizados (ao ponto que alguns dos funcionários da segurança acabam trabalhando diretamente para o crime).

Com a lei bem presente na cabeça, os criminosos aproveitam a brecha da menor idade e seus apelos. Um menor nas ruas parece tão frágil... Mas seus crimes também estão causando impacto na sociedade tudo isto graças a impunidade que a lei lhes garante.  Afinal estes mesmos menores são detentores do direito ao voto e isto interessa muito para um governo que perde à cada minuto uma legião de eleitores!

No lado do governo o interesse parece ser muito grande. Proteger menores infratores que cometem crimes hediondos tem sido uma luta ferrenha do regime do "Partido dos Trabalhadores", que por estranho que pareça perde mais tempo protegendo criminosos e explorando e matando trabalhadores. A prova disto é que os hospitais estão aí: Lotados de trabalhadores e suas famílias doentes morrendo, com seus benefícios reduzidos enquanto que aumentam-se os recursos para os MST, a proteção de criminosos dentro e fora das cadeias e os beneficiados com a Bolsa-Família. Ou seja: quem trabalha não tem direitos e quem não trabalha tem o apoio direto do governo. A defesa de criminosos brasileiros condenados na indonésia, demonstra que o nosso governo trabalha mais para o crime que para a população que trabalha. 

Outra situação que chama a atenção é o caso dos policiais militares expostos nas UPPs. Um programa de "segurança pública" que tem mais furos que um queijo suíço, que não ataca a violência na sua raiz e cria novos formatos de criminalidade, atacando redutos e espalhando criminosos pelo país. Só quem paga pela violência são os trabalhadores policiais e a população que continua sendo vítima das balas perdidas. Sem qualquer infraestrutura, as pretensiosas UPPs nem chegam perto 10% do objetivo anunciado, mas assim continuam ativas e mais inocentes morrem. Só que além de moradores, agora temos os profissionais da segurança. Praças e oficiais civis e militares atirados como iscas aos lobos, sem recursos. Iludidos por programas de motivação e propaganda enganosa do governo.

Como é sabido, em qualquer grupo social cuja liderança seja removida, se ficar vazia vai abrir brechas para novas disputas. Assim a guerra do tráfico cresce com a retirada dos traficantes sem que ninguém ou nada que o estado faça consiga substituir esta autarquia criminal. Com isto mesmo presos estes continuam sendo necessários para o crime. Não há um serviço de infiltração que mine suas estratégias nem suas organizações. São estáveis e possivelmente mais bem estruturadas que as estatais e organizações policiais do atual governo.

Quanto custo condenar um menor?

O fato é que o governo não quer gastar com a criação de centros de detenção para jovens criminosos, o que será uma necessidade urgente. Mas por outro lado, os 3 Bilhões desviados ou desperdiçados pelo governo PT desde sua ascensão ao palácio do governo parecem ter uma utilidade agora. É claro que o Brasil tem dinheiro para criar um sistema de reeducação para jovens criminosos, mas a verdade é que o sistema prisional atual não reeduca a ninguém, desde que existe um descontrolado mundo paralelo do crime por detrás das grades. Para o Estado, suas ebulições podem ser combatidas com cassetetes, bombas de gás de efeito moral e jatos de água... Mas a questão é mais política que de ação física. 

Pra quem já vive nas favelas, nos becos, nos barracos e na pobreza das comunidades carentes, a vida do crime compensa até pra quem está preso. As estratégias do governo deveriam ser convertidas no sentido de provar que o crime não compensa. Mas não é o que acontece. Até porque os crimes cometidos pela maioria dos funcionários dos governos estão provando que compensa mais ser criminosos que ser honesto. Ah... precisamos criar complexos penitenciários também para os funcionários do Estado quando cometem crimes contra as estatais e os cofres públicos e privados.

Temos uma Organização Governamental dos Direitos Humanos que só defende grupos de interesse político do governo. Direitos Humanos também atua contra abuso de poder e de autoridade além da corrupção. Não vemos este setor trabalhando para tal, apenas quando o réu é um criminoso ou gay. Porque os Direitos Humanos no Brasil não são utilizados pra proteger por exemplo, os milhares de trabalhadores que são conduzidos como sardinhas em lata todos os dias pelos trens, BRTs e metrôs deste país?

Ah e já que Dilma e Lula se inspiram em Cuba, lá a Maioridade Penal já é 16 anos!

Tags: crime organizado, crianças, bandidagem, cadeia, redução da Maioridade Penal, PEC, criação de lei, Saulo Valley, O Observador do Mundo, 

sexta-feira, março 20, 2015

Tagged under: , , , , , , , , , , , ,

Laços que unem o terrorismo, o crime organizado e as ditaduras - Saulo Valley Blog

O comunismo vive para os desinformados e para os miseráveis. A idéia é multiplicar pobreza para que apenas o topo da pirâmide retenha todo poder. Vale a pena ler estas linhas e avaliar como estamos sendo levados para uma perigosa armadilhas em nome de uma ditadura batizada de "Democracia" - LEIA MAIS:


By English: The information about the author that has to be used in your publication: Marek Peters / www.marek-peters.com Additionally you can support Marek Peters by Flattr. Deutsch: Als Urheber des Fotos ist in Ihren Publikationen folgendes anzugeben: Marek Peters / www.marek-peters.com Weitere Fotos können beim Fotografen oder über das Portal Infos gegen Rechts - Datenbank und Suchmaschine zu und gegen Neonazis, Rechtsextremismus und Rassismus durchsucht werden. Zudem können Sie die Arbeit von Marek Peters über Flattr unterstützen. [GFDL 1.2 (http://www.gnu.org/licenses/old-licenses/fdl-1.2.html)], via Wikimedia Commons
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo -  Rio de Janeiro, 19 de Março de 2015 - 23:59 GMT-3

"PCC" é a sigla do Primeiro Comando da Capital, correto? Pois PCC também é o "Partido Comunista Colombiano". Por Coincidência o "Comando Vermelho" usa as mesmas cores do uniforme da presidente Dilma , do seu partido, do MST, da bandeira russa... E por coincidência também, as ferramentas de trabalho do "MST" (que também são suas armas de combate) estão desenhadas na bandeira da Rússia. Por coincidência a FARC (Forças Revolucionárias da Colômbia) fornece armas para o crime organizado do Brasil. Membros da FARC também foram visto no Brasil entre os MST e este último faz cursos na Venezuela, onde Lula é tido como grande amigo de Hugo Chávez, que foi citado por lula como o ditador que tentou dominar toda a América Latina na implantação do Comunismo após 1960.

By Jake Mohan (originally posted to Flickr as IMG_4303) [CC BY 2.0 (http://creativecommons.org/licenses/by/2.0)], via Wikimedia Commons
Por coincidência o "BlackBloc" tem no mundo todo, que é uma organização comunista (anti-capitalista) ultra esquerdista que entre seus ídolos "Che Guevara" e cuja ferramenta de trabalho é a anarquia. 

O objetivo é desestabilizar o que é sólido e enfraquecer as convicções do povo. Por isto muita gente não foi protestar no dia 15 de Março. Com medo dos caras de preto, senão teria comparecido 200 milhões nas ruas contra os caras de vermelho. Por coincidência os caras de preto também foram criados no mundo árabe para agir em nome do governo com ações terroristas que parecessem inimigos vorazes. Estes receberam o nome de terroristas e ajudam as ditaduras do mundo todo a lucrar com o medo que os mais fracos alimentam quando ouvem falar dos homens de preto.


Pra variar o "Foro de São Paulo": Organização que une tudo isto e muito mais sob o comando de dois homens poderosos da atualidade na América do Sul: Fidel Castro e Lula:




Tags: Ditadura vermelha, comunismo, Hugo Chávez, Lula, Black Bloc, vermelho, Preto, PCC, FARC, Saulo Valley, O Observador do Mundo, Brasil, terrorismo, 

quarta-feira, março 18, 2015

Tagged under: , , , , , , , , , , ,

Ucrânia: União Européia recebe pedido oficial de Forças de Paz para intermediar crise

O Governo da Ucrânia disse nesta quarta que enviou uma equipe em missão especial portando um documento para a União Européia, solicitando o envio de Forças de Paz para ajudar a resolver a crise que já completa 1 ano e já deixou mais de 6.000 militares e civis mortos. 

By Senior Airman JoAnn S. Makinano [Public domain], via Wikimedia Commons
Por Saulo Valley - O Observador do Mundo - Rio de Janeiro, 18 de Março de 2015 - 22:35

De acordo com a Embaixada da Ucrânia, o autoridades do governo ligados à segurança se reuniram no último dia 17 para chegar a uma resolução que desse à União Européia as condições para "resolver adequadamente" a situação do leste do país. O pedido também foi enviado para as Nações Unidas que teve a imediata rejeição da Rússia, conforme divulgou a ONG ucraniana "Resistência da Informação".

A violência crescente na região é palco de tentativa de indexação por parte do governo russo, que apóia milícias de civis russos locais e estrangeiros que militam pela separação dos ucranianos de língua russa dos ucranianos de língua nativa. Como no caso da crise síria, a interferência russa é sempre uma realidade no seio das Nações Unidas. Por estatuto da ONU uma resolução só pode ser emitida com a aprovação unânime de todos os estados-membros.

Comentário do autor:

Como todo o planeta sabe que a Rússia está atuando diretamente no conflito esta deveria perder este poder de veto. Uma regra que deveria estar contida nos estatutos da ONU, mas ninguém quer votar uma regra desta.